segunda-feira, 18 de julho de 2011

Vivo terá celular com serviço via rádio, como os da Nextel

A Vivo pretende até o mês de agosto ampliar para todo o país um serviço de comunicação via rádio operado atualmente pela Nextel, afirmou o presidente da unidade de mercado individual do grupo Vivo/Telefônica, Paulo Teixeira, nesta segunda-feira (18).
O serviço, conhecido como Push to Talk (PTT), entrou inicialmente em operação pela Vivo em junho, em Porto Alegre e Curitiba, e foi lançado nesta segunda-feira na cidade do Rio de Janeiro, mercado de forte atuação da Nextel. A Vivo pretende levar o serviço às demais localidades do país com cobertura da empresa entre e julho e agosto, disse o executivo, acrescentando que a tecnologia vai estar disponível apenas a clientes pós-pagos da operadora. A Vivo tem 63 milhões de clientes no país e atende cerca de 3.600 municípios. Enquanto isso, a Nextel, controlada pela norte-americana NII Holdings, começou a oferecer serviços de "push to talk" em 1998 no Brasil e atualmente tem uma base de cerca de 3,5 milhões de usuários. A Vivo, que este ano passou a ser controlada pela Telefónica após a compra da participação da Portugal Telecom, estuda ainda viabilizar no curto prazo serviços de roaming internacional, para que clientes PTT possam falar fora do país. Hoje, a Nextel já tem esse serviço disponível para seus clientes. A Vivo pretende investir R$ 2,5 bilhões este ano no Brasil, afirma a empresa. A investida da Vivo no mercado de PTT acontece depois que a Nextel anunciou no final de 2010 que vai investir até 5,5 bilhões de reais no Brasil em cinco anos para ter uma rede nacional de telefonia móvel de terceira geração (3G). FONTE: REUTERS

Planta 'pata de camelo' pode ser usada para tratar epilepsia

Uma planta conhecida como “pata de camelo” (Filoestigma reticulatum) pode ajudar no tratamento da epilepsia ao baixar a temperatura corporal humana, aliviando o estresse e a ansiedade. A descoberta foi feita por Elisabeth Ngo Bum, da Universidade de Ngaoundere, de Camarões, e apresentada no Congresso Mundial de Neurociência, que ocorre em Florença, na Itália, até o dia 18 de julho.
A pata de camelo é usada na medicina tradicional de Camarões para tratar a ansiedade e agitação. Até pouco tempo, a professora tinha apenas experiências comprovadas no seu cotidiano, de que quando ingerido o chá da planta, elas mudavam de comportamento e ficavam mais tranquilas. No entanto, não havia provas científicas de como ela agia no cérebro. Foram feitos vários testes em três diferentes modelos animais que comprovaram o resultado efetivo da pata de camelo, diminuindo o estresse e a ansiedade provocados nos ratos. A pesquisadora também provou que o medicamento, tomado em doses prescritas corretamente, não causa efeito colateral nem dependência. “A planta tem efeito parecido como os bendiazepinicos, pode ser usada tanto em crianças como em adultos, não causa dependência nem sonolência, pode ser retirada a qualquer momento do paciente sem causar nenhum dano". O uso da planta foi uma alternativa encontrada para tratar a população africana que não têm acesso a medicamentos mais caros. “Só a minoria das pessoas na África recebe os tratamentos básicos normais e dignos de saúde. Nossa pesquisa pode prover uma eficiente medicina tradicional para tratar os problemas locais e de países com baixo poder aquisitivo”, diz a cientista. A expectativa é de que em dois anos o medicamento já esteja disponível em hospitais locais. FONTE: G1

Rapper Ja Rule é condenado a 28 meses de prisão por sonegação fiscal

O rapper americano Jeffrey Atkins, mais conhecido como Ja Rule, foi condenado nesta segunda-feira (18) a 28 meses de prisão por não ter declarado suas receitas obtidas com apresentações e direitos autorais durante cinco anos.
O rapper, de 35 anos, que já está na prisão por outro crime, reconheceu que de 2004 a 2008 não declarou suas receitas, e foi declarado culpado por um tribunal federal. Além da pena de detenção, deverá devolver mais de US$ 1 milhão ao fisco, explicou o procurador federal de New Jersey em um comunicado. "Os contribuintes não gozam do luxo de decidir se devem respeitar ou não a lei", disse o juiz Patty Schwartz. O cantor já cumpre desde junho uma condenação de dois anos por posse de arma em uma prisão no estado de Nova York. O rapper foi surpreendido com a arma em seu carro esportivo em Manhattan em 2007, depois de uma apresentação ao lado do rapper Lil Wayne, que também foi acusado de posse de arma e passou grande parte de 2010 na prisão. FONTE: AFP

“No lugar de Battisti, não estaria tranquilo”, diz juiz italiano

O ex-juiz italiano Giuliano Turone, que lança um livro sobre o caso do ex-militante Cesare Battisti, afirmou que, se fosse ele, "não estaria muito tranquilo", e recomendou a ele que "reconheça seus erros".
O autor, que lança seu livro na Itália nos próximos dias pela editora Garzanti, convidou o ex-militante, a quem considera um "terrorista homicida" e "um assassino que fugiu", a "colocar a mão na consciência". O ex-magistrado, porém, disse que não escreveu a obra com "o dente envenenado" ou "com animosidade contra o Brasil, que ofendeu nosso país". Em sua opinião, o caso da negação da extradição "é emblemático pela desinformação que demonstrou" e "colocou em dúvida em nível internacional o estado democrático do nosso país, que continua um Estado de Direito onde os processos se desenvolvem no respeito dos direitos da defesa", argumentou. Para ele, a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de manter Battisti no Brasil acabou indicando, "mais ou menos de boa ou má fé, que o nosso país não é uma democracia, que foram feitos processos injustos. Esta é uma falsidade e um insulto gratuito ao nosso sistema constitucional". O livro conta a história do envolvimento do ex-militante com a justiça italiana. Battisti foi preso em 1979 acusado do assassinato de quatro pessoas. O livro é baseado em vários processos contra o PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), o grupo de extrema-esquerda do qual Battisti fazia parte naquela época. Como juiz instrutor na Itália, Turone foi responsável pelo primeiro processo criminal contra as atividades da Cosa Nostra, a máfia siciliana, na Lombardia, e como consequência pela prisão do chefe da máfia, Luciano Liggio. O juiz disse ainda que Battisti "foi defendido com argumentações absolutamente não verídicas". O juiz e escritor contou que estava escrevendo um livro sobre diversos casos jurídicos quando, em 31 de dezembro do ano passado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu manter o italiano no Brasil. - Depois de tantos ensaios para adicionar aos trabalhos, percebi que é mais útil escrever para todos reconstruindo histórias confusas que emergem de sentenças ilegíveis. Entenda o caso Battisti foi condenado à revelia em seu país natal à prisão perpétua por quatro assassinatos perpetrados na década de 1970, quando ele pertencia ao PAC (Proletários Armados pelo Comunismo). Ele foi preso no Brasil em 2007 e, em 2009, o então ministro da Justiça, Tarso Genro, concedeu-lhe o status de refugiado político, o que impedia sua extradição para a Itália. Naquele ano, o STF analisou o caso e aprovou seu envio para seu país natal, mas submeteu a autorização final à decisão do presidente. No último dia de seu mandato, Lula, acatando um parecer da Advocacia-Geral da União, negou a extradição do italiano. A Itália entrou com um recurso na Justiça brasileira para reverter a decisão e manter a sentença do Supremo, mas não obteve sucesso. Atualmente, Battisti está morando em São Paulo e já obteve visto de permanência concedido pelo Cnig (Conselho Nacional de Imigração). FONTE: ANSA

Justiça condena homem acusado de abusar da ex-mulher a pagar indenização

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul condenou um homem de 77 anos, acusado de abusar de uma mulher por 20 anos, a pagar 300 salários mínimos para a vítima. A decisão foi tomada na útima quinta-feira (14) e divulgada nesta segunda-feira (18).
De acordo com as investigações, ele teria adotado a vítima com seis anos em troca de comida para a mãe. Os abusos sexuais teriam iniciado quando ela tinha oito anos. Aos 25, eles se casaram, quando o acusado, ex-militar, já tinha 70 anos. Ele também agredia fisicamente a jovem. A filha do homem foi quem o denunciou junto com um advogado, em 2006. O Ministério Público submeteu a vítima a exames psiquiátricos e o relator do processo, o desembargador Luiz Felipe Brasil Santos, disse que ficou provado as agressões e que mulher ficou trancada dentro de casa por 12 anos, porque o homem não permitia que ela saísse. A Justiça decretou também o divórcio do casal, que a vítima receba atendimento psiquiátrico e, além da multa, que o homem pague 40% dos rendimentos líquidos para que a jovem possa reconstruir uma vida longe dele. FONTE: REDE RECORD

Faculdades cobram mensalidade de R$ 171 a R$ 4.200; saiba como escolher

O aumento na oferta de universidades particulares no país nos últimos anos baixou a mensalidade dos cursos de ensino superior. O número de instituições privadas dobrou entre 2000 e 2009, segundo dados do MEC (Ministério da Educação) - elas passaram de mil, aproximadamente, para cerca de 2.050, em 2009.
Com tantas faculdades e uma “guerra de preços”, ficou mais difícil para os estudantes brasileiros escolherem um curso que tenha ao mesmo tempo qualidade e preço acessível. O valor médio da mensalidade em faculdades brasileiras é de R$ 564, aponta uma pesquisa do Semesp (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo) de 2010. O valor varia segundo o curso universitário e a instituição escolhida. É possível encontrar carreiras com preços que variam de R$ 171 a R$ 4.200, afirma o sindicato. Entretanto, o custo não deve ser usado como único parâmetro para medir a qualidade de uma universidade. O coordenador do site Ligado na Facul, Ricardo Lombardi, afirma que somente a mensalidade não representa a eficiência de um curso universitário. - Nem sempre o preço baixo significa qualidade, o inverso também [acontece]. Preço alto não quer dizer que a faculdade vai oferecer infraestrutura compatível com a exigência do mercado. Mas, se levar em conta alguns critérios de escolha, [o estudante] consegue escolher uma universidade boa e de preço acessível. Criado há um ano e oito meses, o portal tenta ajudar o vestibulando no momento da escolha. A ex-secretária de ensino superior do MEC Eunice Durham também entende que é possível encontrar bons cursos universitários particulares. Mas afirma que é importante conversar com ex-alunos ou estudantes da faculdade antes de se matricular. - Há universidades particulares bastante boas. Entretanto, várias delas têm cursos bons e outros ruins. Falando com os colegas, as pessoas conseguem ter uma boa ideia. É importante perguntar se eles [os alunos] gostam do curso. Esse é um sistema muito bom para saber se o curso é bom ou ruim. Com a ajuda dos especialistas, o R7 listou dicas para que o estudante avalie o custo-benefício de uma universidade antes de fazer a matrícula. 1. Credenciamento no MEC Antes de avaliar preço, infraestrutura ou corpo docente, é preciso checar se o curso escolhido é reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação). No site do governo é possível ver os cursos credenciados pelo órgão em todos os Estados; 2.Tradição Além do tempo de atuação, é importante que a universidade tenha professores reconhecidos no mercado. Uma das formas de descobrir é por meio de alunos e ex-alunos. O estudante precisa visitar o campus e conversar com pessoas que passaram pela universidade para saber qual imagem a instituição tem no meio acadêmico; 3. Localização Mesmo que a faculdade tenha um preço acessível, é recomendado que o estudante calcule quanto vai custar para se deslocar até o campus. Muitas vezes, mudar para outra cidade não compensa tanto quanto estudar perto de casa; 4. Qualidade do ensino A visita ao campus também pode ajudar quando o assunto é qualidade do ensino. Pesquisar sobre a formação acadêmica dos professores ajuda a descobrir se o curso é bom ou ruim, pois empregabilidade é um aspecto que os indicadores do MEC não medem; 5. Empregabilidade A universidade precisa oferecer meios para aproximá-lo do mercado de trabalho. Participação em empresas Junior e feiras com eventuais empresas empregadoras podem garantir seu futuro no mercado; 6. Infraestrutura e preço Mensalidades caras não significam necessariamente que o curso é de qualidade. Há instituições que cobram custo alto em função do nome ou tempo de atuação, mas não têm laboratórios equipados, biblioteca com bom acervo e equipamentos atualizados de informática. O valor deve corresponder à infraestrutura; 7. Atuação ética no mercado Para conseguir novas matrículas, há instituições que oferecem descontos milagrosos. Algumas praticam o tráfico de alunos, que prometem vantagens disfarçadas de armadilhas no preço da mensalidade. Não faça a transferência para uma faculdade que promete benefícios. FONTE: R7

Aparelhos móveis liderarão crescimento dos eletrônicos, diz estudo

Mais consumidores comprarão computadores tablets e celulares inteligentes do que em qualquer outro período neste ano. Isso conduzirá o faturamento do setor de bens eletrônicos de consumo ao recorde de US$ 190 bilhões em 2011, de acordo com uma nova projeção de uma importante associação setorial.
As vendas de tablets como o Apple iPad e seus concorrentes atingirão os 26,5 milhões de unidades, o que resultará em faturamento de US$ 14 bilhões, afirmou a Consumer Electronics Association em relatório divulgado na segunda-feira. As vendas de celulares inteligentes devem crescer em 45%, para US$ 23 bilhões, segundo o estudo. "Um ano atrás, os tablets eram um mercado novo e não comprovado, e agora eles e outros aparelhos móveis, como os celulares inteligentes e leitores eletrônicos, estão liderando todo o setor em termos de crescimento", afirmou Steve Koenig, diretor de análise setorial da associação, em comunicado. O setor de bens eletrônicos de consumo se expandirá em 5,6% este ano, o que supera os 2,4% de crescimento previstos para o PIB dos Estados Unidos. O faturamento total dos fabricantes de bens eletrônicos de consumos também deve subir no ano que vem, para o recorde de US$ 197 bilhões. O volume de vendas de leitores eletrônicos como o Amazon Kindle dobrará, atingindo US$ 1,8 bilhão. Esses produtos móveis estão estimulando o crescimento de receita do setor, enquanto outros tipos de bens eletrônicos de consumo, a exemplo dos televisores de telas planas, mostram queda, afirmou Koenig. O estudo constatou que 88% dos domicílios dos EUA já têm ao menos um televisor digital. Devido a esse alto percentual de penetração, as vendas de televisores devem cair este ano, mas o faturamento do segmento superará os US$ 18 bilhões. Televisores conectados à Internet serão um segmento de crescimento, com embarques de mais de 10,4 milhões de unidades para as lojas este ano. Apesar da adoção lenta dos modelos 3D, 3,6 milhões de modelos desse tipo devem ser vendidos em 2011, ante 1,9 milhão em 2010. A Apple divulgará seus resultados trimestrais na terça-feira, e as vendas do novo iPad 2, devem chamar atenção dos investidores. Wall Street estima que a Apple tenha vendido 8 milhões de unidades do novo iPad no período. FONTE: REUTERS

Estudantes podem alugar livros digitais didáticos no Kindle

A Amazon.com começou, nesta segunda-feira (18), a permitir que estudantes aluguem livros digitais didáticos em seu Kindle.
O serviço de aluguel de livros didáticos, chamado Kindle Textbook Rentals, é pago de acordo com quanto tempo os estudantes querem usar as obras. Os períodos vão de 30 a 360 dias. A economia de alugar a versão digital de um livro desse tipo com o Kindle Textbook Rentals, por um mês, pode chegar a até 80%, em relação ao valor pago pela compra das obras, segundo Dave Limp, da Amazon. "Os estudantes nos dizem que eles gostam dos preços baixos que oferecemos para livros didáticos impressos", disse Limp. "Agora estamos empolgados em oferecer a eles uma opção de alugar essas obras pelo Kindle e pagar apenas pelo tempo que eles precisam." Notas de rodapé e grifos adicionados às obras alugadas serão guardadas nos servidores do Amazon Cloud, para que os estudantes possam acessá-los. As obras baixadas pelo serviço de aluguel de livros digitais didáticos pelo Kindle podem ser acessadas por vários dispositivos, incluindo iPad, smartphones e computadores. FONTE: FRANCE-PRESSE

Bandeira espacial dos EUA será troféu para quem chegar à ISS

Já se passaram mais de 30 anos e 134 outros voos, mas o paradeiro da primeira bandeira dos EUA a voar em um ônibus espacial sempre foi bem conhecido pela Nasa.
Agora, a agência espacial americana decidiu mandar a bandeira de volta ao espaço junto com a tripulação do Atlantis no voo que marca a aposentadoria dessas naves. Os astronautas devem voltar à Terra no dia 21, mas a bandeira permanecerá na estação espacial. O presidente Barack Obama explicou que aquele era um símbolo muito especial para o país e serviria como incentivo. A primeira empresa privada que conseguir acoplar sua nave na ISS -empreitada que é incentivada e em parte financiada pela Nasa- levará como troféu a flâmula. A agência espacial americana é conhecida por gerir com mãos de ferro os itens relacionados a o espaço. No mês passado, a Nasa conseguiu interromper um leilão e recuperar a posse de um fragmento de três milímetros de poeira lunar. FONTE: FOLHA ONLINE

Petroleira russa será sócia de brasileira na Amazônia

A TNK-BP, terceira maior petroleira da Rússia, assinou acordo para a compra da participação de 45% da brasileira Petra em blocos de petróleo e gás na bacia do Solimões, na Amazônia, informou nesta segunda-feira a HRT, companhia que tem participação majoritária e é a operadora nos blocos.
O acordo, que havia sido antecipado pela Reuters na sexta-feira, abrange os 21 blocos que a HRT e a Petra exploravam em conjunto na bacia do Solimões. O valor da operação não foi revelado. A HRT possui 55% dos blocos e a Petra controlava o restante. "O valor da transação dependerá do futuro desempenho dos ativos", afirmou a HRT em nota. Em maio, a HRT informou à Petra que pagaria um "preço fixo e não ajustável" de R$ 1,29 bilhão (US$ 796 milhõe) por sua participação no Solimões, exercendo assim seu direito de compra, segundo um acordo de 2009 fechado entre as duas companhias. Ao mesmo tempo, a HRT informou que iria negociar com a TNK-BP, que já havia feito uma oferta à Petra e foi recusada por ser considerada financeiramente insuficiente. O Bradesco avaliou como positiva a nova parceria da HRT, ressaltando que a TNK-BP, além de uma grande participante do mercado --uma das dez maiores produtoras independentes do mundo-- tem experiência em produção e comercialização de óleo leve e gás natural. "Por isso, a capacidade de financiamento da parceira da HRT para cumprir os investimentos necessários na bacia do Solimões não será mais uma questão relevante", afirmou o Bradesco em nota. Segundo estimativas iniciais, o óleo encontrado na bacia do Solimões teria entre 43 e 47 graus API, "um dos melhores do Brasil", segundo afirmou em janeiro o presidente da HRT, Márcio Mello. ESTREIA RUSSA Esta é a primeira vez que uma empresa russa entra na exploração e produção de petróleo no Brasil, que até 2008 realizava leilões anuais de blocos de petróleo e gás natural e que prevê uma 11ª rodada de licitações para este ano, ainda sem data marcada. A TNK-BP é uma joint venture entre a britânica British Petroleum e o grupo AAR (Alfa, Access/Renova). Cada parte detém 50% da companhia. Indiretamente, a operação amplia a presença da BP no país, empresa que aguardou mais de um ano para a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) autorizar a compra dos ativos da norte-americana Devon no Brasil, por conta do acidente ambiental da BP no golfo do México. A HRT permanecerá como operadora do projeto do Solimões, tendo a TNK-BP com uma participação mais ativa durante os períodos de desenvolvimento e produção, informou a HRT em um comunicado. A expectativa da TNK-BP é finalizar os acordos antes do fim de agosto e submeter a operação à aprovação do conselho de administração até setembro. A previsão da HRT é de que o primeiro óleo da bacia do Solimões será extraído em 2012. Os blocos da HRT na Amazônia contêm até o momento 11 acumulações de hidrocarbonetos, que foram avaliadas pela certificadora DeGolyer and MacNaughton em 783 milhões de barris de óleo equivalente em recursos prospectivos e contingentes. FONTE: REUTERS

"NEWS OF THE WORLD": Jornalista que denunciou escutas ilegais é encontrado morto

O primeiro repórter do tabloide "News of the World" a denunciar que o então editor Andy Coulson sabia das escutas ilegais realizadas por sua equipe foi encontrado morto, disse o jornal britânico "Guardian".
Sean Hoare trabalhou para o "The Sun" e para o "News of the World" sob a chefia de Coulson, que, mais tarde, foi escolhido como diretor de comunicação do premiê britânico, David Cameron. Hoare foi demitido dos jornais do grupo por problemas de drogas e alcoolismo. Ele foi encontrado morto em sua casa em Watford. A polícia de Hertfordshire não confirmou a identidade de Hoare, afirmando apenas que foi chamada às 10h40 desta segunda-feira para ajudar ao morador de uma casa na rua Langley, em Watford. "O homem foi pronunciado morto na cena pouco depois", disse a polícia, em comunicado, acrescentando que a morte está sendo tratada como "sem explicação". A polícia ressaltou, contudo, que não há nada suspeito na cena. Hoare fez suas primeiras denúncias sobre o comportamento antiético do tabloide britânico em reportagem investigativa do jornal americano "New York Times". Ele disse ao jornal que Coulson sabia do esquema das escutas ilegais de telefones de políticos, celebridades e até funcionários da família real e ainda encorajava sua equipe a usar a prática para conseguir histórias exclusivas. Em uma entrevista posterior para a rede britânica BBC, ele disse que recebeu um pedido direto de Coulson, então seu editor, para grampear telefones. Quando trabalhou no "The Sun", Hoare afirma ter tocado fitas com as gravações para Coulson, então seu editor e amigo pessoal. Quando mudou para o agora extinto "News of the World", Hoare continuou grampeando telefones e informando Coulson de suas ações. Hoare chegou a ser questionado pela polícia em setembro passado, sob suspeita de que Coulson teria pedido a ele para fazer as escutas ilegais. Na época, ele se recusou a comentar o caso. Na semana passada, ele voltou ao centro do escândalo ao dizer ao "NYT" que os repórteres do "News of the World" usavam tecnologia da polícia para localizar as pessoas através do sinal do celular, em troca de suborno aos oficiais. Ele afirmou ainda que o procedimento era extremamente comum, os repórteres apenas pediam a localização de quem quisessem para o setor responsável, sem precisar dar explicações. Em entrevista ao "Guardian", ele admitiu problema com drogas e bebidas, mas disse que estava na reabilitação. Hoare enfatizou ainda que não lucrou ao contar sua história. Coulson foi detido em 8 de julho para prestar esclarecimentos sobre seu envolvimento nas escutas ilegais e no pagamento de propina aos policiais. Ele se demitiu do cargo de porta-voz de Cameron no começo do ano, antes do escândalo ganhar novo tamanho, mas sua ligação com o premiê é alvo de duras críticas. FONTE: FOLHA ONLINE

Ex-ditador egípcio Mubarak está em coma, diz advogado

O advogado do ditador deposto do Egito disse neste domingo que Hosni Mubarak, 83, está em coma. A informação foi negada, contudo, pelo diretor do hospital no qual Mubarak está internado.
Mubarak, que renunciou em 11 de fevereiro passado, após 18 dias de intensos protestos populares por reformas democráticas. "Eu fui informado sobre a repentina deterioração da saúde de Mubarak e eu estou a caminho de Sharm el-Sheikh. Tudo que eu sei até agora é que o presidente está em coma total", disse Farid El Deeb à agência de notícias Reuters. Há relatos de que ele teria sofrido um derrame e entrado em coma. Uma fonte do hospital, citada pela agência Mena, diz que Mubarak sofreu apenas uma queda repentina de pressão, mas voltou rapidamente ao normal depois de ser devidamente medicado. Mubarak está hospitalizado desde 13 de abril em Sharm el-Sheikh, devido a problemas cardíacos surgidos durante um interrogatório pelos crimes cometidos em seu regime. El Deeb já havia dito, no fim de junho, que Mubarak sofre de câncer no estômago e que os tumores se multiplicam. Em março de 2010 ele teve um problema de vesícula e retirou um pólipo do duodeno em uma clínica de Heidelberg, na Alemanha. Mubarak está sendo julgado pela repressão sangrenta das manifestações populares contra seu regime e corrupção. Um balanço oficial do governo diz que 850 morreram na revolta. A primeira audiência está marcada para 3 de agosto. FONTE: FOLHA ONLINE

Paradeiro de bandeira 'espacial' brasileira é motivo de divergência

Onde foi parar a primeira e até agora única bandeira do Brasil levada oficialmente por um brasileiro ao espaço? Cinco anos após a única missão espacial do país, ninguém parece concordar.

A FAB (Força Aérea Brasileira) diz que ela está exposta no Museu de Aeronáutica, em Recife (PE). Já a presidência da República diz que o item saiu de Brasília em dezembro do ano passado, junto com a mudança do ex-presidente Lula.

Aparentemente, a confusão começou quando Marcos Pontes -o único brasileiro no espaço- recebeu, pouco após a viagem, uma medalha de Lula no palácio do Planalto, em 20 de abril de 2006.

É esse o último momento em que o paradeiro da bandeira é consenso entre as autoridades envolvidas.

O então chefe do Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica), major brigadeiro Ribeiro Telles -hoje já na reserva- diz ter encontrado a bandeira por acaso no Planalto, pouco após a cerimônia.

"Eu vi a bandeira com um rapaz, depois da cerimônia, e fiquei preocupado. Eu não sabia que bandeira era aquela, mas nós temos um rigor muito grande com as bandeiras. Fiquei com medo de que ela se perdesse", disse.

Foi só depois de um tempo que o militar percebeu o que tinha encontrado.

Como forma de garantir que algo esteve mesmo na ISS (Estação Espacial Internacional), existe um carimbo de autenticidade que marca essas peças. Além dessa certificação, a bandeira brasileira também tem a assinatura de todos os astronautas a bordo da ISS na Missão Centenário.

Em seu livro lançado neste ano sobre os bastidores da viagem, "Missão Cumprida" (ed. McHillard), Marcos Pontes narra a conversa que teve com Ribeiro Telles pouco após o episódio. Descrito, aliás, de forma um pouco diferente da relatada pelo major brigadeiro à Folha.

Segundo Pontes, o militar, em vez de explicar o extravio da bandeira, resolveu esperar para "ver se alguém se dá conta da perda e sai por aí perguntando". O que nunca aconteceu.

"Nesse tempo todo, ninguém nunca perguntou por ela", responde, resignado, o ex-chefe do Cecomsaer. Procurada pela reportagem, a AEB (Agência Espacial Brasileira) levou quatro dias para informar a localização da bandeira. Por meio de sua assessoria, disse que bandeira foi entregue "simbolicamente" a Lula por Raimundo Mussi, gerente da missão. Ele a teria deixado com o chefe de gabinete.

Segundo a agência, a partir daquele momento, a AEB "não tem mais responsabilidade sobre a bandeira". A presidência da República confirma o recebimento e diz que a bandeira se mudou junto com Lula quando o ex-presidente deixou o cargo. Já o major brigadeiro Ribeiro Telles, no entanto, tem uma versão diferente.

Cansado de esperar que alguém desse por falta da bandeira, ele a teria entregue ao comando da Aeronáutica. Embora afirme que a bandeira esteja no museu, a assessoria da FAB não soube informar desde quando ela se encontra lá e nem como, afinal, ela foi parar nesse lugar. "É muito triste ver um símbolo único do nosso país tratado assim", lamenta-se Marcos Pontes. FONTE: FOLHA ONLINE

BC restringe operação com cartão de crédito consignado

Para desestimular os financiamentos com desconto em folha de pagamento feitos com cartão de crédito consignado, o Banco Central decidiu equiparar essas operações aos demais empréstimos consignados.
Os bancos que concederem esse crédito em operações com prazo superior a 36 meses terão de ter uma reserva maior de capital para assegurar o empréstimo. Isso significa que um banco, com o mesmo capital, terá menos recursos para emprestar. O BC informou que a norma que aumenta o percentual de pagamento mínimo de faturas de cartão de crédito não será aplicada aos cartões de crédito consignado, "que já têm regras próprias estabelecendo limite de crédito e percentual mínimo de pagamento, contribuindo para a redução do risco de endividamento excessivo do consumidor". Segundo a instituição, esses percentuais são definidos de acordo com a renda e os convênios firmados entre bancos e as entidades ou empresas responsáveis pelo pagamento de salários ou aposentadorias. FONTE: FOLHA ONLINE