segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Edital do leilão 4G fica pronto até dezembro, diz Paulo Bernardo

O edital para o leilão de frequências 4G para serviços de telecomunicações sem fio ficará pronto nas próximas semanas, segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

Em entrevista a jornalistas nesta segunda-feira (7), Bernardo disse que o edital deve trazer exigências para que as empresas tenham serviços 4G disponíveis nas cidades-sede da Copa das Confederações, em 2013, e nos demais municípios que receberão jogos da Copa do Mundo, em 2014.

“Nós não estamos fazendo leilão para arrecadar, mas para garantir oferta de serviço com prazo menor e com abrangência grande, com a qualidade que é devida”, disse Bernardo. “Até dezembro deve estar pronto a proposta de consulta pública”, acrescentou.

O 4G é o nome dado a um conjunto de tecnologias e padrões de transmissão de dados e voz por redes de telefonia celular. A tecnologia alcança velocidades de cerca de 100 megabit (Mbps), uma taxa de transmissão cerca de dez vezes maior do que a máxima obtida atualmente pelo 3G, que é de 7 Mbps.

O diretor-geral da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, que assumiu o comando do órgão regulador nesta segunda-feira, afirmou que o leilão 4G ocorrerá até o final de abril de 2012.

Qualidade de internet

Paulo Bernardo também afirmou nesta segunda-feira (7) que os regulamentos de qualidade para a internet fixa e móvel aprovados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também serão aplicados aos contratos no âmbito do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

Empresas do setor têm alegado que os regulamentos não mencionam a banda larga popular, o que poderia abrir espaço para interpretações diversas. “A minha ideia é que os regulamentos se aplicam normalmente. Os clientes da banda larga popular não podem ser de segunda categoria, não queremos isso”, completou. FONTE: REUTERS/AGÊNCIA ESTADO

Golpe usa recarga de celular na web para roubar cartão de crédito

Especialistas da fabricante de antivírus Kaspersky Lab detectaram uma fraude on-line envolvendo recarga de créditos para celulares pré-pagos. O site falso oferece a possibilidade de recarregar contas de qualquer operadora. Depois que o internauta faz sua escolha, a página pede o número do cartão de crédito.

O site oferece descontos para a adição dos créditos e exibe vários selos de segurança para tentar passar confiança ao visitante. No entanto, caso os dados sejam digitados, a página irá apenas roubar o cartão de crédito em vez de fornecer o serviço prometido.

Segundo os especialistas da Kaspersky, a página foi criada por criminosos virtuais especializados em roubos de senhas bancárias, porque o mesmo site armazenava programas maliciosos relacionados a fraudes de internet banking.

A página foi colocada no ar na sexta-feira (4) e retirada nesta segunda-feira (7). Ela estava em um endereço “.com.br” e localizada em um provedor de serviços de internet também no Brasil.

O G1 entrou em contato com as principais operadoras do país, mas não conseguiu falar com a Vivo nesta segunda-feira (7). A Oi não quis comentar o caso.

A Tim afirmou que a maneira mais rápida e segura de adicionar créditos é por meio de seu site oficial. “A TIM recomenda ainda que o consumidor, ao optar pela compra on-line em outras lojas, se certifique da idoneidade do site em questão. Para isso, o usuário deve entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, ligando *144 do seu Tim ou 1056”.

A Claro disse que “não autoriza nenhum parceiro a oferecer recargas da operadora via internet”, exceto bancos, que a empresa recomenda que seus clientes usem, além do ambiente on-line da própria operadora. FONTE: G1

Médico de Michael Jackson é condenado por homicídio culposo

O médico Conrad Murray, 58, foi condenado por homicídio culposo no caso da morte de Michael Jackson, ocorrida em 25 de junho de 2009. O veredito foi anunciado nesta segunda-feira (7), em Los Angeles.

A pena de Murray pode chegar a quatro anos de prisão, mas a sentença só vai ser anunciada no próximo dia 29.

O cardiologista terá o direiro recorrer, porém lhe foi negado o direito de aguardar a leitura da pena em liberdade.

Murray deixou o Tribunal do Condado de Los Angeles algemado e, pela primeira vez, será encarcerado.

Mais de 200 pessoas estavam do lado de fora do tribunal à espera da decisão final do júri. Murray, que se diz inocente, tem três semanas para recorrer.

O médico Conrad Murray, 58, foi condenado por homicídio culposo no caso da morte de Michael Jackson, ocorrida em 25 de junho de 2009. O veredito foi anunciado nesta segunda-feira (7), em Los Angeles.

A pena de Murray pode chegar a quatro anos de prisão, mas a sentença só vai ser anunciada no próximo dia 29.

O cardiologista terá o direiro recorrer, porém lhe foi negado o direito de aguardar a leitura da pena em liberdade.

Murray deixou o Tribunal do Condado de Los Angeles algemado e, pela primeira vez, será encarcerado.

Mais de 200 pessoas estavam do lado de fora do tribunal à espera da decisão final do júri. Murray, que se diz inocente, tem três semanas para recorrer. FONTE: FOLHA.COM