quarta-feira, 9 de maio de 2012

Oposição venezuelana pede à Justiça que junta médica avalie Chávez

O partido opositor venezuelano Vontade Popular registrou nesta terça-feira (9) uma solicitação ao Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) para que seja avaliado o estado de saúde do presidente, Hugo Chávez, para determinar se o líder está capacitado a exercer suas atividades.

"Solicitamos à Sala Plena do Tribunal Supremo de Justiça que designe uma junta médica para determinar a situação de possível incapacidade física permanente do presidente da República", disse o dirigente do Vontade Popular, o advogado Rafael Veloz.

Veloz explicou que o objetivo da solicitação é que uma junta formada por cinco médicos determine se o líder pode seguir na Presidência ou se é necessário que o vice-presidente assuma.

Caso o Supremo dê sinal verde à solicitação e a saúde do presidente estiver realmente comprometida, a Assembleia Nacional (AN) decidiria se Chávez deve ou não continuar no exercício de suas funções.

Além disso, o advogado assinalou que, "em caso positivo, com o presidente declarado sem capacidade física permanente para o exercício de suas funções, o vice-presidente complementa o período presidencial que termina em janeiro do próximo ano".

Para Veloz, esta solicitação se deve "à incerteza" que existe no país, pois, "dos últimos 365 dias, o presidente não esteve na Venezuela em 250".

Chávez permanece em Cuba há uma semana para concluir o tratamento de radioterapia, depois de extirpado um novo tumor maligno, no dia 26 de fevereiro, em decorrência do câncer que o levou à sala de cirurgia inicialmente em junho do ano passado.

Partidários do chavismo reiteraram que, apesar da doença, o presidente continua sendo o candidato para as eleições que do próximo dia 7 de outubro, quando enfrentará o opositor Henrique Capriles.

O próprio Chávez anunciou nesta segunda-feira que voltará à Venezuela nos próximos dias para se incorporar "progressivamente" à batalha eleitoral. FONTE: EFE

Detento se torna grande rival de Obama na Virgínia Ocidental

O detento Keith Russel Judd se tornou de maneira inesperada em um rival mais sério que o previsto para o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao conseguir mais de 40% dos votos na primária democrata de terça-feira passada na Virgínia Ocidental. Judd, que está preso na Instituição Correcional Federal de Beaumont (Texas), obteve nestas primárias 42,28% dos votos, enquanto o presidente alcançou 57,72%, segundo os resultados oficiais. Nem Obama nem Judd - que está na prisão por extorsão e ameaças - fizeram campanha presencial no estado, mas por motivos bem diferentes. O detento não somente se aproximou em votos do presidente Obama, como também quase empatou com os obtidos pelo candidato do Partido Republicano, Mitt Romney, ao conseguir 49.490 sufrágios, frente aos 51.470 que conseguiu o ex-governador de Massachusetts. 

Os democratas sugeriram que este resultado se deve ao fato de na Virgínia Ocidental haver altos índices de racismo, mas Romney o atribuiu à "enorme divisão interna" do Partido Democrata. "Vi que na Virgínia Ocidental um preso obteve quase 40% dos votos contra o presidente Obama, portanto acho que eles têm mais problemas nesse aspecto que nós", disse Romney em um ato no Colorado. Embora Obama não tenha rivais contra sua candidatura no Partido Democrata, tanto esta formação política como o Partido Republicano realizam primárias para designar oficialmente seu representante nas eleições de novembro. FONTE: EFE

Adolescente marroquina é obrigada a se casar com homem que a estuprou

Um casal de Tanger, cidade situada no norte do Marrocos, denunciou os abusos cometidos contra a filha de 14 anos, que foi forçada pela Justiça local a se casar com o mesmo homem que a estuprou e, por consequência, a deixou grávida.

A família da vítima, apoiada pela ONG "Não Toque Meu Filho", denuncia que a jovem, chamada Safae, foi pressionada por um juiz marroquino a concordar com o tal casamento.

Segundo a vítima, a audiência contou com a presença dos pais e do advogado do estuprador, mas sem os familiares da vítima.

A mãe da jovem, que só se identificou como Zakia, afirmou nesta quarta-feira (8) que essa história ocorreu em janeiro de 2011, quando Safae foi sequestrada em frente a uma associação onde estudava, estuprada e depois abandonada perto de sua casa.

Apesar de a família ter denunciado o fato, a mãe da jovem afirma ter sofrido pressões por parte da Promotoria e de um juiz local, que queria que a menina se casasse com o estuprador como única forma de "salvar sua honra".

Safae, que já deu à luz uma menina, nunca viveu com seu agressor, que, no entanto, não deixou de assediar a jovem até que a mesma tentasse se suicidar várias vezes.

No Marrocos, uma polêmica lei do Código Penal permite que o estuprador case com sua vítima para se livrar da condenação a prisão.

Esta lei ganhou evidência com o caso de Amina Filali, uma jovem de 16 anos que se suicidou no início de março depois de ser estuprada e forçada a se casar com seu agressor, que, por sua vez, ainda maltratava Amina depois do casamento. FONTE: EFE

Médico admite que Pedro Leonardo pode ter sequelas e diz que recuperação será lenta

O médico Roberto Kalil Filho, um dos coordenadores da equipe responsável pelo tratamento do cantor Pedro Leonardo, afirmou nesta quarta-feira (9), que a recuperação do jovem é lenta e que não é possível estipular uma data para melhora. Ele admitiu que o sertanejo poderá ter sequelas, mas não há como prever, neste momento, quais seriam.

Ele afirmou ainda que o resultado da ressonância magnética feita nesta segunda-feira (7) apontou alterações "compatíveis com o trauma que o cantor viveu" e com a falta de oxigênação no cérebro.

— A evolução do Pedro será lenta. Pode durar meses, semanas. FONTE: R7

Coreia luta contra importação de pílulas de carne humana

A Coreia do Sul intensificou a luta contra o contrabando de pílulas procedentes da China que contêm pó de carne humana, supostamente para curar doenças e melhorar o desempenho sexual, informou nesta terça-feira o governo de Seul.

Desde agosto do ano passado, a alfândega interceptou 17.451 cápsulas ou pílulas contendo pó de carne seca, retirada de fetos ou bebês natimortos. Estas cápsulas foram descobertas em pacotes enviados pelo correio ou durante apreensões nos aeroportos.

Introduzir estes comprimidos no país viola a lei que proíbe produtos que "ferem a dignidade humana e os valores", declarou à AFP Kim Soo-Yeon, um funcionário da alfândega.

A maioria deles veio de cidades do nordeste da China, como Jilin e Yanji, e eram destinados a clientes sul-coreanos, de acordo com a Alfândega. Vários estavam escondidos em pacotes contendo medicamentos "regulares".

As autoridades da Coreia do Sul aumentaram o controle dos voos provenientes de "certas regiões chinesas" e realizam uma análise muito mais rigorosa das bagagens, disse Kim Soo-Yeon.

Por enquanto, as pessoas detidas não pareciam pertencer a uma rede estabelecida. Muitos dos presos asseguraram desconhecer a composição desses "medicamentos".

Além do aspecto ético, a Alfândega alerta para o perigo de bactérias e outros organismos prejudiciais que podem estar presentes nestas pílulas.

De acordo com o jornal Chosun Ilbo, essas cápsulas são vendidas entre 40.000 e 50.000 wons cada (de € 27 a € 34).
A venda dessas cápsulas é baseada em uma superstição, segundo a qual engolir pedaços de crianças pequenas pode curar doenças ou dar grande força física.

CHINAO governo chinês vai investigar as alegações de que pílulas contendo restos mortais humanos em pó estão sendo contrabandeados para a Coreia do Sul, afirmou nesta terça-feira a agência estatal de notícias Xinhua.

O porta-voz do Ministério chinês da Saúde, Deng Haihua, disse que uma investigação preliminar foi lançada ainda em agosto, mas sem encontrar evidências de que tais pílulas eram manufaturadas na China.

Deng ainda afirmou, em um comunicado oficial, que o governo iria investigar novas informações de contrabando desses produtos para a Coreia.

O comunicado não foi publicado no site do Ministério. O escritório do órgão público também não atendeu aos telefonemas da reportagem da AP para confirmação. FONTE: FRANCE PRESSE E ASSOCIATED PRESS

Precisa dizer alguma coisa?


Quanta água existe no planeta?

A imagem acima é uma ilustração feita pelo pesquisador Jack Cook, do Woods Hole Oceanographic Institution, um instituto de pesquisas do Estados Unidos sobre oceanos. O pesquisador calculou a quantidade de água existente em toda a Terra (seja na superfície, no subsolo, oceanos e icebergs e até nos organismos dos seres vivos). Se toda essa água fosse reunida em uma esfera, ela teria 860 milhas de diâmetro, ocupando a área entre os estados americanos de Utah ao Kansas – um volume total de 1.386 milhões de quilômetros cúbicos. Um quilômetro cúbico de água equivale a nada menos que 264 bilhões de galões de água.

É muita água (apesar de parecer apenas uma pequena bolinha na imagem), mas é bom lembrar que cerca de 96% dessa água é salgada ou não-potável. A preocupação com a água já apareceu aqui no Blog do Planeta: na semana passada, publicamos uma entrevista com o mergulhador e ambientalista Jean Michel Cousteau, que explica como estamos usando os oceanos como esgoto. Em março, durante o Fórum Mundial da Água, a grande questão era se haverá água para todos em um futuro com 9 bilhões de pessoas. FONTE: BLOG DO PLANETA