sábado, 18 de fevereiro de 2012

Funcionário revela cartilha para censores do Facebook

Para o Facebook, censurar conteúdo para evitar pornografia, violência, racismo e ciberbullying, dentre outras coisas, é importante para que a rede se mantenha segura e limpa para continuar atraindo usuários e anunciantes. Esse trabalho é feito por um pequeno exército de moderadores, que trabalham por cerca de US$ 1 por hora. 

O site "Gawker" falou com um desses soldados: Amine Derkaoui, um marroquino de 21 anos. Derkaoui forneceu ao site uma cópia da cartilha de 17 páginas que o Facebook dá para os moderadores de conteúdo. O documento é basicamente um guia para que os funcionários saibam como utilizar a ferramenta para visualizar o fluxo de postagens denunciadas por usuários e o que fazer para levá-las ou não em consideração.

"Pense que é como um canal de esgoto e toda a bagunça, sujeira, resíduo e merda do fluxo é direcionada para você, e você tem que limpá-lo", disse um moderador ao "Gawker", durante conversa no Skype.

Censurar conteúdo não é fácil; em abril do ano passado, a rede foi acusada de homofobia por excluir um beijo gay. Meses antes, a remoção de um desenho nu provocou a ira do mundo da arte. Há ainda outro problema: as políticas

O "Gawker" selecionou algumas orientações do manual sobre tipos de conteúdo que podem ser sumariamente deletados:
  • Imagem clara de órgãos sexuais, mesmo que sob roupas;
  • Mães que amamentam sem roupa;
  • Brinquedos sexuais ou outros objetos, mas apenas no contexto da atividade sexual;
  • Representação de fetiches sexuais de qualquer forma;
  • Qualquer montagem feita no photoshop que envolva pessoas;
Imagens de pessoas bêbadas e inconscientes, ou pessoas dormindo com desenhos no rosto;
Discurso violento, como por exemplo, "eu adoro ouvir crânios racharem".

No capítulo sobre conteúdo de ódio, o manual orienta expressamente a banir fotos que comparam pessoas lado a lado --o irônico é que era exatamente o que fazia o FaceMesh, site de Mark Zuckerberg anterior ao Facebook.

O documento completo pode ser encontrado para consulta no Scribd, (em inglês).

iPhone perde mercado na China

A participação da Apple no florescente mercado chinês de celulares inteligentes caiu pelo segundo trimestre consecutivo, em outubro-dezembro, diante de marcas locais mais baratas e da hesitação de alguns compradores chineses que preferiram esperar pelo lançamento do iPhone 4S no país, em janeiro.

A China, maior mercado mundial de celulares, não é um território fácil para a Apple, que enfrenta um processo de uma companhia local pelo uso do nome iPad e questões quanto aos salários e condições de trabalho nas fábricas de seus fornecedores.

Com o número de assinantes de telefonia móvel próximo de ultrapassar a marca de 1 bilhão este ano na China, existe concorrência feroz com a sul-coreana Samsung Electronics, a Nokia e as companhias locais Huawei Tecnologies e ZTE.

Embora a Apple tenha reconquistado seu posto como maior fabricante mundial de celulares inteligentes, no quarto trimestre e para o total do ano passado, na China ela caiu à quinta posição, depois de ser ultrapassada pela ZTE. A participação da Apple no segmento chinês de celulares inteligentes caiu a 7,5 por cento, ante 10,4 por cento no terceiro trimestre.

No trimestre passado, a Samsung superou a Nokia e chegou ao primeiro posto, com 24,3 por cento do mercado, mais de três vezes a participação da Apple, de acordo com dados do grupo de pesquisa Gartner. A fatia da Nokia se reduziu a menos da metade no ano passado, de mais de 40 por cento no primeiro trimestre a menos de 20 por cento no quarto trimestre.

"Os fabricantes chineses de celulares vêm promovendo ativamente seus celulares inteligentes junto às três operadoras chinesas de telefonia móvel, e com isso vimos a ZTE e a Huawei ganhando significativas participações de mercado", disse CK Lu, analista do Gartner em Taipei.

O Gartner informou esta semana que esperava queda na participação de mercado da Apple durante os próximos dois trimestres, agora que o recente modelo 4S deixou de ser novidade.

No primeiro trimestre do ano passado, a ZTE detinha três por cento do mercado, mas encerrou 2011 no quarto posto do ranking, com mais de 11 por cento de participação.

As empresas chinesas estão gradualmente conquistando espaço maior na parte mais sofisticada do mercado, lançando celulares inteligentes com mais e mais recursos. fonte: REUTERS

Imagem de 'playboy' de Kim Dotcom, do Megaupload, ocultava mente aguçada

A vida dele era dominada por carros velozes, férias em superiates de US$ 10 milhões e uma obsessão por videogames de combate. Mas amigos de Kim Dotcom, o antigo hacker procurado pelo FBI como criador de sites de pirataria que supostamente custaram até US$ 500 milhões em receita perdida aos detentores de direitos autorais, disseram que sua imagem caricatural havia sido desenvolvida cuidadosamente com o objetivo de ajudá-lo a ganhar uma fortuna. A realidade, afirmam, é que ela obscurece uma inteligência empresarial aguçada e um imenso poder de decisão. 

Dotcom, 38, nasceu na Alemanha e era conhecido como Kim Schmitz. O fascínio público com o caso Megaupload foi alimentado pela divulgação de detalhes sobre seu estilo de vida extravagante, conduzido sob ampla variedade de pseudônimos, entre os quais Kimble, King Kimble e Kim Tim Jim Vestor. 

Em 2001, por exemplo, ele realizou uma luxuosa viagem a Mônaco envolvendo uma frota de automóveis de luxo, um imenso iate e helicópteros. Dotcom também encomendou um documentário para a ocasião, apresentado pelo descabelado comediante de TV alemão Frank Lämmermann. O propósito verdadeiro, diz um antigo colega de Dotcom que ajudou na organização da viagem, era criar uma sensação de que a riqueza dele era na realidade maior do que parecia, como parte dos esforços do empresário para levantar capital para novos negócios.

"As festas eram em parte operações de publicidade e relações públicas", diz a fonte, que pediu que seu nome não fosse mencionado. "Ele desejava demonstrar que era o maior e o melhor e que tinha muito dinheiro. Em 2000, ele não tinha tanto dinheiro quanto demonstrava ao mundo ter."

O filme "Kimble Does Monaco" mostra seus convidados a bordo do iate Golden Odyssey com mulheres de biquíni, entre as quais Gitta Saxx, modelo da revista "Playboy". Em uma das cenas, um grupo de mulheres seminuas leva um banho de champanhe na piscina do iate, observadas pelo "capitão Kim", de terno preto e suéter de gola polo e calçando sapatos bicolores. Outra cena mostra seus amigos cantando para ele em torno de um piano de cauda, antes da saída do grupo para assistir ao grande prêmio de Mônaco em um camarote posicionado logo acima do grid de largada.

A extravagância e o culto à personalidade de Dotcom mascaravam não apenas sua inteligência mas seus antecedentes e verdadeira personalidade, disse a fonte.

"Nós éramos bem próximos, mas eu nunca sabia o que ele realmente estava pensando. Em alguns momentos, ele era uma ótima pessoa. Em outros, era horrível. Mas sempre foi bom em reunir pessoas em torno de si e convencê-las a fazer o seu melhor por ele. Conseguia argumentar com elas e motivá-las a fazer o que ele desejasse."

"Ele nunca falava sobre sua infância, mas creio que não tivesse contato com o pai. Era um pouco como o menino gorducho e sem amigos que tinha apenas seu computador", acrescentou a fonte.

Enquanto o FBI estava concluindo sua lista de acusações contra Dotcom, no final do ano, acusando-o de conluio e lavagem de dinheiro em um dos maiores casos criminais relacionados a direitos autorais já iniciados nos Estados Unidos, Dotcom postou um vídeo que o mostrava se tornando o maior jogador mundial de "Call of Duty: Modern Warfare 3", videogame ao qual dedicava dezenas de horas. Os colegas celebraram a obtenção do melhor "kill to death ratio" (índice entre mortes causadas e sofridas) com gritos e confetes e um bolo comemorativo na forma do número um.

Outro antigo colega de negócios, em anonimato, disse que "Dotcom era um homem muito inteligente, muito esperto, muito rápido no raciocínio, muito determinado e muito pedante". Embora fosse uma pessoa confiável --"dentro de limites"--, ocasionalmente demonstrava sinais de "problemas de ira" e muitas vezes "acreditava que o dinheiro pudesse resolver qualquer coisa", disse a fonte. "Ele gosta de sentir que é Deus".

Dotcom cresceu em Kiel, perto de Hamburgo. Depois de começar como hacker, passou a assessorar companhias com segurança de computadores. Em 2000, criou a Kimvestor, uma companhia de capital para empreendimentos, começou a fazer fortuna e tornou-se figura permanente na cena noturna de Munique. Quando a bolha pontocom estourou, no começo de 2001, ele adquiriu ações de um site em crise e prometeu investir mais, mas vendeu suas ações assim que a cotação delas subiu. E então as coisas se complicaram. Em janeiro de 2002, foi preso na Tailândia e passou cinco meses detido antes de ser condenado, em Munique, pelo uso de informações privilegiadas para ganho indevido. A sentença foi de 20 meses de liberdade condicional, acompanhada por multa de € 100 mil.

Dotcom recentemente afirmou que lamenta ter alardeado demais a sua riqueza e defendeu sua conduta no período da bolha pontocom. "Meu erro foi abraçar a mídia e lhe dar as histórias que ela queria", escreveu ele no site Torrent Freak, em dezembro. "Vamos simplesmente colocar isso na categoria 'jovem e burro'. Eu oferecia a eles [veículos da mídia] um vislumbre do meu estilo de vida exclusivo. Por essa sinceridade, fizeram de mim o bode expiatório quando a bolha da nova economia alemã estourou, em 2000."

"Fui condenado por negociar ações usando informações privilegiadas (quando na verdade salvei uma empresa e mais de 120 empregos) e recebi uma sentença de liberdade condicional porque o juiz e o promotor ofereceram um acordo aos meus advogados. Meu registro criminal foi expurgado, nos termos da lei página em branco da Alemanha. Posso alegar oficialmente que jamais fui condenado. Cometi erros quando era jovem e paguei o preço. Agora tenho 37 anos, sou casado, tenho três filhos adoráveis, com mais dois a caminho (meninas gêmeas --yeah!) e sei que não sou uma pessoa má. Cresci e aprendi."

Vizinhos do imóvel de 12 hectares ocupado por Dotcom perto de Auckland confirmam que ele vivia com relativa discrição antes da prisão. "Nós o víamos de carro pela região, mas era muito discreto, e somos vizinhos muito próximos", disse Libbi Darroch, enquanto cuidava de seu cavalo de equitação Muffy no clube equestre Coatesville. "Eu o via dirigindo seu carro com a placa de licença 'GUILTY' [culpado]".

Mas, apesar dessa relativa discrição, o indiciamento do FBI contra Dotcom e quatro outros acusados apela pelo confisco de £ 175 milhões em dinheiro e registra 57 contas bancárias na Alemanha, na Austrália, na China, em Cingapura, na Eslováquia, nas Filipinas, na Holanda e na Nova Zelândia. A lista de ativos inclui 15 carros Mercedes com placas especiais como "STONED" ("chapado"), "MAFIA" e "POLICE" e veículos como um Maserati, um Rolls-Royce Phantom com a placa "GOD" (deus) e um Lamborghini, além de 60 servidores de computador e diversas esculturas e obras de arte.

O indiciamento também aponta que, entre abril e junho do ano passado, as empresas de Dotcom gastaram cerca de US$ 8 milhões na locação de iates no Mediterrâneo. fonte: GUARDIAN

Caso Eloá serve de alerta sobre sexualidade precoce, diz ministra

O caso da menina Eloá Pimentel, morta aos 15 anos pelo ex-namorado, dispara um alerta às famílias para que não permitam a sexualização precoce de crianças e adolescentes, declarou neste sábado a ministra Maria do Rosário (Direitos Humanos). 

"Em todos os noticiários nós vimos que aquele que matou Eloá entrou na sua casa e pediu autorização para a sua família, quando ela tinha 12 anos, para ter uma relação com ela. Será que é possível que os pais e mães não estejam atentos que, com 12 anos, não é possível que meninas e meninos estejam sexualizados precocemente?", afirmou a ministra, durante ação da campanha de Carnaval contra exploração e abuso sexuais de crianças e adolescentes.

Não basta que governos estejam de olho a casos de violações dos direitos de crianças, disse ela, "estamos tentando fazer nossa parte, mas precisamos de pais e mães mais atentos, cuidadores mais tentos, sociedade mais atenta".

Maria do Rosário disse que não pretendia, com a forte declaração, puxar a orelha da família de Eloá ou atenuar a responsabilidade do crime cometido pelo ex-namorado. "A família não é responsável pelo sujeito que apertou o gatilho, mas uma atenção maior com uma criança de 12 anos acho que todos nós devemos ter no Brasil."

Em 2008, Eloá foi morta com dois tiros pelo ex-namorado Lindemberg Alves Fernandes, 22, após mais de cem horas de cárcere privado. Eles mantiveram um relacionamento por quase três anos, iniciado quando Eloá tinha 12 anos e Lindemberg, 19. O namoro, segundo relatos de conhecidos à época do crime, foi inicialmente rejeitado pela família da menina, que acabou aceitando o relacionamento na sequência.

Esta semana, Lindemberg foi condenado pelo crime a 98 anos e dez meses de prisão.

Questionada sobre a idade adequada para o início da vida sexual de uma pessoa, a ministra disse que não cabe a ela precisar. "Não sou eu que julgo, mas a legislação diz que, com menos de 14 anos, qualquer relação sexual é de violação e de estupro de vulnerável. Não basta a gente fazer a lei, é preciso que todo mundo cumpra." fonte: FOLHA.COM

Estudo busca traçar perfil e origens do Brasil miscigenado

Um estudo que procura apontar características dos povos latino-americanos, apresentando dados que podem revelar detalhes sobre nossa ancestralidade, demografia e história. Esse é o projeto Candela (Consórcio para Análise da Diversidade e Evolução na América Latina), que tem o objetivo de investigar aspectos genéticos e morfológicos da população na América Latina, como características faciais, cor da pele, olhos e cabelo. Os resultados devem contribuir para uma compreensão única sobre a dinâmica de miscigenação, a percepção social de ancestralidade e a genética da aparência física humana.

Capitaneado pelas pesquisadoras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Tábita Hünemeier, Maria Cátira Bortolini e Lavínia Schüler-Faccini, o projeto é uma parceria entre grupos do Brasil, Argentina, Colômbia, Chile, Peru, México e Inglaterra. Segundo Tábita, as ações começaram a tomar forma durante o tempo em que esteve na Inglaterra por conta de seu doutorado. "Foi quando conversamos com o professor Andrés Ruiz-Linares sobre como poderíamos transformar o que já vínhamos fazendo em um grande estudo populacional", conta.

As respostas para as questões dos pesquisadores do Candela devem surgir a partir de uma varredura genômica que deve alcançar 1,5 mil pessoas em cada um dos países parceiros da iniciativa. A coleta de dados reúne informações acerca de pigmentação (quantificação da cor da pele), estatura, peso, circunferência da cintura, quadril e cabeça, além da digitalização em 3D da imagem da face e da quantificação digital da cor dos olhos.

O voluntário também é submetido a um questionário de autoavaliação. "Fazemos perguntas sobre percepção e autopercepção de ancestralidade. Queremos saber como a pessoa se percebe, o que ela sente em relação a isso, se tem vergonha, orgulho. A gente responde ao mesmo questionário em relação a ela. Temos três níveis de análise: o real, que é baseado em termos técnicos, o que a pessoa está dizendo e como o pesquisador vê o avaliado", detalha.

Além de determinar características da população latino-americana, Tábita explica que um dos objetivos é compreender a população brasileira. "Ela tem um aporte negro muito forte, um aporte indígena relativamente forte e um aporte de vários lugares da Europa, além de outras ancestralidades, como da Ásia e do Oriente Médio. O Brasil é um país muito miscigenado, mas também multiétnico. Não necessariamente todas as pessoas são miscigenadas, mas há vários contextos populacionais dentro de um país só, que é uma coisa que não se vê em outros lugares", explica. Por conta dessa variação, a coleta é feita em diversos lugares, justamente com o objetivo de atingir a maior variabilidade possível.

Outro objetivo do Candela é compreender como os genes estão relacionados à forma física das pessoas. A pesquisa também propõe uma medição da quantidade de melanina, pela qual é possível saber com precisão a cor do voluntário. A partir desses dados, os participantes recebem um relatório com resultados individuais. "Mandamos o resultado genético com a porcentagem de ancestralidade genética e a aparência física dela posicionada dentro da amostra geral", diz.

Tábita acredita que esse seja um trabalho sem precedentes em termos de estudos com populações humanas miscigenadas. "É um projeto de enorme valor social. Um valor de determinação do que é o brasileiro", avalia. As amostras devem ser coletadas até maio, e a previsão é de que os resultados sejam finalizados ainda em 2012. fonte: TERRA ONLINE

Sob olhar de Darth Vader, filha de George Lucas é campeã de MMA

O evento de MMA (Artes Marciais Mistas, na sigla em inglês) Deep 57, realizado no Japão, neste sábado, contou com uma presença inusitada: Darth Vader. A presença do vilão da saga Guerra nas Estrelas (Star Wars, no original) e os soldados (Stormtroopers) tem explicação. Uma das lutadoras em ação foi Amanda Lucas, filha do diretor americano George Lucas, criador da famosa série de filmes espaciais. 

Sob os olhares dos personagens dos filmes que consagraram seu pai, Amanda fez bonito também dentro do ringue: venceu a veterana wrestler japonesa Yumiko Hotta, conquistou o título de peso livre do Deep, e, por fim, posou com o cinturão de campeã ao lado das "ilustres companhias".

Amanda foi adotada por George Lucas quando criança - o diretor é estéril - e tem 30 anos. Ela fez a estreia profissional no MMA em 2008, perdendo para a australiana Nicole Kavanaugh, e soma quatro vitórias seguidas desde então. Com 1,63 m e 71 kg, a nova campeã tem o apelido de "Powerhouse". fonte: TERRA ONLINE

ALERTA: Como ficar sentado está prejudicando o seu corpo e como combater isso

Você fica sentado em uma cadeira de escritório por mais de seis horas diárias? Então eis aqui alguns fatos perturbadores: Sua chance de problemas no coração aumentou em 64 por cento. Você está perdendo sete anos de vida saudável. Você também está aumentando o risco de certos tipos de câncer. Para simplificar, sentar está matando você. Esta é a má notícia. A boa notícia é que é fácil combater isso, não importa quão preguiçoso você seja.

Vamos começar pelo básico. Desde a infância você sabe que ficar o dia todo no sofá é ruim. Mas por quê? Basicamente, nossos corpos não foram feitos para ficar nessa posição o dia inteiro. Sentar por longos períodos de tempo, mesmo com exercício, tem um efeito negativo na nossa saúde. Pior ainda, muitos de nós sentam por até 15 horas por dia. Isso significa que alguns de nós passam boa parte do tempo acordado no sofá, em uma cadeira de escritório, ou em um carro.

Combater isso não é difícil de fazer, mas você tem que ficar de olho em dois detalhes: sua atividade diária e a quantidade de tempo que você permanece sentado. Vamos começar dando uma olhada em o que ficar sentado o dia todo faz com o seu corpo.

Uma estimativa em forma de linha do tempo dos efeitos de sentar por longos períodos

É difícil conseguir avaliar com precisão o que sentar o dia inteiro pode fazer com você porque esses efeitos estão relacionados com outros fatores de risco e dieta. Então nós vamos exemplificar com uma pessoa relativamente saudável que não beba em excesso, não fume e nem esteja acima do peso. A partir daí estimaremos os efeitos de sentar por mais de seis horas por dia baseado em o que começa a acontecer imediatamente depois de você sentar. Para visualizar melhor os efeitos, dê uma olhada nessa tabela da Medical Billing and Coding para entender o que acontece com o seu corpo quando você senta. (Se a maior parte do tempo que você passa sentado é em uma mesa, tenha em mente que ficar em pé enquanto fica na mesa tem seus problemas também.)

Imediatamente após sentar

Logo após você sentar, a atividade elétrica nos seus músculos diminui e sua taxa de queima de calorias diminui para uma caloria por minuto. Isto é cerca de um terço do que você queima quando está andando. Se você sentar por um período inteiro de 24 horas, você terá uma redução de 40% na captação da glicose da insulina, o que pode eventualmente causar diabetes tipo 2.

Depois de duas semanas permanecendo sentado por mais de seis horas por dia

Quando você muda para um estilo de vida sedentário, depois de cinco dias seu corpo aumenta os triglicerídeos do plasma sanguíneo (moléculas de gordura), o colesterol LDL (também conhecido como colesterol ruim), e resistência à insulina. Isso significa que seus músculos não estão pegando a gordura e os níveis de açúcar do sangue aumentam, aumentando suas chances de engordar. Depois de duas semanas seus músculos começam a atrofiar e o consumo máximo de oxigênio diminui. Isso torna as escadas mais difíceis de subir e também diminui sua resistência para aguentar caminhadas. Mesmo que você malhe todo dia, a deterioração começa no segundo que você para de se mover.

Um ano permanecendo sentado por mais de seis horas diárias

Depois de um ano, os efeitos em longo prazo de ficar muito tempo sentado podem começar a se manifestar subitamente. De acordo com este estudo da Nature, você pode começar a sofrer com ganho de peso e colesterol alto. Estudos com mulheres sugerem que você pode perder até 1% de massa óssea por ano ao sentar por mais de seis horas diárias.

Depois de 10-20 anos permanecendo sentado por mais de seis horas diárias

Sentar por mais de seis horas diárias por uma ou duas décadas podem reduzir cerca de sete anos de vida saudável. Ele aumenta o risco de morrer de um problema cardíaco em 64% e seu risco de câncer de próstata ou mama aumenta em 30%.

Combata as consequências de sentar mantendo seu estilo de vida
Felizmente, você só precisa fazer duas coisas para combater o efeito de sentar o dia todo:
  • Lembre de levantar uma vez por hora.
  • Faça pelo menos 30 minutos de atividade física diária
Seja você um sedentário que passa o dia todo no sofá vendo maratonas de séries ou um cara que trabalha em escritório sentado na frente do computador, um estudo australiano sugere que pausas curtas para levantar uma vez por hora pode aliviar a maioria dos problemas descritos acima. Não estamos falando de malhar (que é bom por si só, mas não combate os efeitos de sentar por longos períodos de tempo). Estamos falando de criar pequenos intervalos de atividade moderada ao longo do dia e dar uma folga para seu corpo e sua cadeira.

*NDR: Atividade moderada é equivalente a uma caminhada rápida. Isso pode incluir trabalhar no seu jardim ou limpar sua casa – qualquer coisa que faça com que você se mova conta. Você não precisa fazer o que as pessoas acham que é exercício. fonte: GIZMODO BRASIL

Conferência discute harmonização de bandas de radiofrequência para celulares

A partir de 2015 existirá uma harmonização mundial das bandas de radiofrequência utilizadas pelos telefones celulares, por isso, qualquer pessoa poderá ter conexão no celular sem importar o tipo de aparelho.

Embora este seja pelo menos o objetivo imposto pelos 165 estados participantes da Conferência de Radiocomunicações que após quatro semanas de trabalho foi concluída nesta sexta-feira em Genebra, os países têm agora que decidir se querem que isto ocorra, além de atuar e legislar como consequência da decisão.

Em sua 12ª edição, a Conferência decidiu que a banda de 700 MHz será utilizada para uso dos telefones celulares no mundo todo, já que até o momento isso acontecia nas regiões 2 e 3 (Américas e Ásia), mas não na 1 (Europa, África e Países Árabes).

"A harmonização permite que todo o mundo tenha os mesmos padrões. E portanto não será apenas facilitada a comunicação, mas também os custos serão reduzidos, porque os aparatos poderão ser mais simples", comentou em entrevista coletiva François Rancy, diretor do Escritório de Radiocomunicações da UIT (União Internacional das Comunicações).

Com esta decisão, a intenção é de que esse espectro deixe de ser usado pelas televisões e pelos sistemas aeronáuticos e seja utilizado para os celulares de banda larga.

Os países terão até 2015 para decidir se querem ou não "resgatar" estas bandas, e se for o caso, outorgá-las às companhias de telefones celulares.

O problema é que, para alcançá-las, é preciso que as televisões adotem a tecnologia digital, porque caso contrário algumas correm o risco de não continuar emitindo.

Além disso, a digitalização televisiva compreende um enorme esforço econômico para os usuários, já que os televisores têm que estar aptos para receber o sinal digital.

Existem exemplos no mundo, como o do Governo japonês, que usou o dinheiro que obteve por entregar as licenças de uso de bandas às companhias de celular para ajudar as famílias a adquirir um televisor.

A decisão de outorgar mais bandas aos serviços de celular era urgente e necessária para poder continuar contando com a mesma capacidade e velocidade de conexão da qual o serviço desfruta atualmente.

"Atualmente há 1 bilhão de telefones inteligentes. Mas quando chegarmos aos 6 bilhões não poderemos conectar porque o espectro estará saturado. Esta alocação de bandas e sua harmonização era necessária", explicou Rancy.

Por outra parte, a Conferência alocou mais espectro de banda aos serviços de satélites meteorológicos, o que a Organização Meteorológica Mundial recebeu com entusiasmo.

Além disso, foi entregue mais espectro para a utilização de aviões não tripulados para usos civis, como a luta contra a mudança climática. fonte: EFE
Tablet com Windows 8; Microsoft vai lançar versão prévia para
consumidores durante evento em Barcelona
A Microsoft anunciou que vai lançar uma versão prévia para consumidores do Windows 8 durante o Mobile World Congress, evento de telecomunicações que ocorre em Barcelona, no dia 29 deste mês.

O sistema poderá ser instalado e usado gratuitamente durante o período de testes, ainda indefinido. Depois da versão prévia para consumidores, a Microsoft lançará mais duas edições: uma candidata a lançamento e a final.

Em setembro de 2011, a Microsoft havia lançado uma versão mais crua do Windows 8, voltada a desenvolvedores.

Com interface inspirada no Windows Phone, sistema móvel da empresa, o Windows 8 será adotado tanto em laptops e computadores tradicionais quanto em tablets. fonte: FOLHA.COM

Dilma quer medidas para baratear empréstimo

Por determinação da presidente Dilma, a equipe econômica prepara medidas para auxiliar o Banco Central a reduzir o custo dos empréstimos no país para empresas e consumidores

Na mesa estão desde propostas de redução de tributos que incidem sobre a intermediação financeira até o uso dos bancos oficiais, Banco do Brasil e Caixa, para tentar forçar a concorrência a conceder crédito mais barato.

A estratégia é tentar fortalecer a política monetária, reforçando o papel da taxa de juros como principal instrumento de estímulo à retomada do crescimento.

A presidente decidiu orientar sua equipe a retomar os estudos para redução dos custos dos empréstimos a fim de garantir um crescimento na casa dos 4% em 2012. fonte: FOLHA.COM

Tirar visto de turista para ir aos EUA fica mais rápido

Um mês após o presidente Barack Obama anunciar, na Disney, que turistas brasileiros teriam mais facilidade para obter o visto de entrada nos Estados Unidos, o tempo de espera pela autorização caiu no consulado americano em São Paulo.

No dia em que Obama fez o anúncio, a espera pela entrevista era de 76 dias. Quem agendou ontem vai aguardar 25 dias. Na última terça, o prazo era de 16 dias.

A medida, que tem o objetivo de estimular a economia americana, também surtiu outro efeito: diminuiu a espera nas filas dentro do consulado.

O órgão tem 24 entrevistadores. A meta é dobrar esse número e passar dos atuais 3.000 candidatos ao visto atendidos por dia para 4.500 até junho. fonte: FOLHA.COM