quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Justiça Federal derruba idade mínima de 6 anos para criança entrar na escola

A Justiça Federal em Pernambuco determinou a suspensão de resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) que impedia a matrícula de crianças menores de seis anos no ensino fundamental.

O pedido, em caráter liminar, foi feito pelo Ministério Público Federal no Estado.

Ação semelhante também foi proposta nesta semana pelo MPF do Distrito Federal.

Segundo o parecer do CNE, aprovado em 2010, o aluno precisa ter seis anos completos até 31 de março do ano letivo para ser matriculado no primeiro ano do ensino fundamental – caso contrário deverá permanecer na educação infantil.

Na decisão, o juiz Cláudio Kitner destaca que a resolução “põe por terra a isonomia, deixando que a capacidade de aprendizagem da criança individualmente considerada seja fixada de forma genérica e exclusivamente com base em critério cronológico”.

O magistrado argumentou que permitir que uma criança que completa seis anos seja matriculada e impedir que outra que faz aniversário um mês depois não o seja “redunda em patente afronta ao princípio da autonomia”.

A decisão também questiona a base científica para definição da idade de corte.

De acordo com o CNE, o objetivo da resolução é organizar o ingresso dos alunos no ensino fundamental, já que até então cada rede de ensino fixava uma regra diferente.

O colegiado defende que a criança pode ser prejudicada se ingressar precocemente no ensino fundamental sem o desenvolvimento intelectual e social necessário à etapa. FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Tremor de magnitude 5,9 sacode região próxima a Fukushima

Um terremoto de magnitude 5,9 sacudiu na madrugada de quinta-feira (pelo horário local; tarde em Brasília) a costa nordeste do Japão, perto das províncias de Miyagi e Fukushima, informou o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos).

O tremor aconteceu às 4h24 locais (18h24 de Brasília), com epicentro a poucos quilômetros da costa leste da ilha de Honshu e a uma profundidade de 37,7 km. Ainda não houve informações sobre vítimas ou danos materiais.

Também preocupa o fato de o abalo sísmico ter ocorrido perto da usina nuclear de Fukushima, onde operários da companhia que administra o complexo, a Tepco, trabalham para estabilizar os reatores. A empresa não revelou se houve problemas nas instalações. A Agência Meteorológica do Japão não emitiu alerta de tsunami. FONTE: EFE

NÃO FOI DESSA VEZ: Justin Bieber faz teste de paternidade

Mariah Yeater, de 20 anos, jurava
de "pés juntos" que o bebê era do ídolo teen
O ídolo adolescente Justin Bieber disse ter se submetido a um teste de paternidade para demonstrar que não é o pai do bebê de uma jovem de 20 anos, que por sua vez afirmou nesta quarta-feira que está disposta a realizar um teste de DNA em seu filho. O cantor falou sobre o assunto durante uma entrevista ao programa David Letterman, no canal CBS.

- É muito louco. As pessoas inventam acusações falsas. Se alguém está nos holofotes, isso vai acontecer. 

O anfitrião do "talk show" se solidarizou com Bieber e disse que ficou surpreso ao ler as acusações de Mariah Yeater, acrescentando que "algo não cheirava bem". O cantor teen concordou com o apresentador.

- Também acho que algo não cheira bem.

Bieber disse a Letterman que fez o teste de DNA para provar que não era pai da criança de Yeater.

Yeater, que deu à luz um bebê em julho, afirma que ela e Bieber se encontraram no backstage em um show em outubro do ano passado em Los Angeles, onde eles teriam tido relações sexuais que a deixaram grávida. FONTE: AFP

Pesquisa propõe raio laser para resgatar astronautas

Mais de 200 astronautas colocaram os pés na ISS (Estação Espacial Internacional) em mais de uma década de atividade da plataforma orbital. Por sorte, nenhum deles ficou desacordado e perdido no espaço -mas, se o pior acontecer, os procedimentos atuais de segurança pouco poderiam fazer pela vítima.

Uma proposta para melhorar as chances de sobrevivência nesses casos vem dos cientistas John Sinko, da Universidade St. John's, e Clifford Schlecht, diretor do Instituto de Materiais, Energética e Complexidade, ambos dos Estados Unidos.

Eles sugerem o uso de feixes de laser para salvar o astronauta que se desconectar da ISS. Seria uma espécie de raio trator: uma luz que incide sobre uma pessoa, fazendo com que ela se mova em direção ao foco de energia.

O laser geraria um movimento quando disparado sobre compartimentos carregados de propelentes, presos ao abdome do astronauta.

Uma vez aquecido, esse combustível passaria para o estado gasoso e provocaria um jato que moveria o astronauta até um ponto onde o resgate pudesse ser feito. O processo todo poderia ser acionado por controle remoto: o viajante poderia ser socorrido mesmo inconsciente.

Mas como fica o astronauta alvo da operação de salvamento? "Acreditamos que há um risco mínimo [para ele]", afirma Sinko.

"O traje espacial fornece proteção necessária contra o feixe de laser. Mas um filtro teria de ser acrescentado ao visor do traje para evitar danos aos olhos."

CABO DE SEGURANÇA - O acessório de segurança mais simples usado nos trajes espaciais hoje consiste de dois cabos de aço presos na lateral do corpo.

Ao se mover em atividades fora da ISS, o astronauta só pode mudar de posição depois de prender um dos cabos a um apoio fixo no módulo. Se os dois arrebentam, outro acessório de segurança entra em ação. Trata-se do Safer, um equipamento movido a nitrogênio que se desloca por curtas distâncias e fica nas costas do traje espacial.

O aparelho estabiliza o astronauta, fazendo ele parar de rodar. Outro comando vira a pessoa em direção à ISS e um jatinho a leva até lá.

Falando assim, parece fácil. O astronauta brasileiro Marcos Pontes, qualificado pela Nasa para atuar em missões externas na ISS, diz que é difícil manejar os comandos, parecidos com um joystick, com a enorme luva do traje. Mas o desafio é a mira.

"Você pode passar do lado da ISS, que está a uma velocidade média de 27 mil km/h, e não 'pegar' a estação. Aí não tem retorno." FONTE: FOLHA.COM

Hospitalizações por consumo de energéticos disparam nos EUA

O número de pessoas hospitalizadas nos EUA por causa do consumo de energéticos aumentou de 1.128 em 2005 para 13.114 em 2009, último ano com dados disponíveis.

A informação vem da agência de serviços de saúde para abuso de substâncias e saúde mental dos EUA. Em 44% dos casos, o problema tem origem na mistura de energéticos com álcool, remédios ou drogas ilícitas.

A maioria das visitas ao pronto-socorro foram feitas por homens com idades entre 18 e 39 anos.

Os pesquisadores da agência não disseram quais sintomas levaram as pessoas ao hospital.

Outros estudos já indicaram que o abuso de energéticos pode causar arritmia cardíaca, hipertensão e desidratação, mesmo sem a mistura com álcool.

"Misturar energéticos com drogas aumenta o risco de danos que podem levar à morte", afirmaram os pesquisadores.

O relatório da agência recebeu críticas imediatas de um grupo de fabricantes de energéticos, bebidas que contêm cafeína ou guaraná e outros aditivos.

O fato de que quase a metade das hospitalizações foi de pessoas que consumiram álcool ou drogas ilícitas "fez do consumo de energéticos um fato irrelevante", afirmou a Associação Americana de Bebidas.

O grupo afirma que a maioria dos energéticos contém metade da cafeína de uma porção similar de café. FONTE: REUTERS

Governo usa rede social para elevar número de doadores de sangue

Para aumentar o número de doadores de sangue no país, o Ministério da Saúde decidiu recorrer às redes sociais.

A partir desta quarta-feira (23), a página do ministério no Facebook terá um aplicativo em que o internauta poderá se cadastrar como doador de sangue.

O interessado deve informar o nome, o tipo sanguíneo e a região onde mora. Ele não será obrigado a doar imediatamente.

Os hemocentros terão acesso ao banco de doadores interessados para poder acioná-los quando for registrada falta de algum tipo de sangue em determinada região.

Com o cadastro virtual, a ideia é que os internautas espalhem a novidade para amigos que vivem na mesma região.

Atualmente, 1,9% dos brasileiros doa sangue regularmente. O percentual está dentro do parâmetro estabelecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que varia de 1% a 3% da população.

No entanto, a pressão por mais bolsas de sangue cresce a cada ano no país. As 3,5 milhões de bolsas de sangue coletadas por ano já não têm sido suficientes para suprir a demanda, por exemplo, dos transplantes de órgãos. O ideal é chegar a 5,7 milhões anuais.

Se cada brasileiro doasse duas vezes ao ano, não faltaria sangue para transfusões, calcula o ministério.

O lançamento do aplicativo virtual faz parte da campanha do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado no dia 25 deste mês.

Quem pode doar sangue

- Homens e mulheres de 18 a 67 anos. Jovens de 16 e 17 anos podem doar desde que tenham autorização dos pais ou do responsável legal
- O doador deve pesar mais de 50 quilos e precisa apresentar documento com foto válido em todo o território nacional, como carteira de identidade ou habilitação de motorista

Recomendações

- Não doar em jejum
- Dormir por, pelo menos, 6 horas antes da doação
- Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação
- Evitar fumo e comidas gordurosas

Quem não pode doar

- Pessoas que tiveram hepatite após os 11 anos de idade
- Grávidas e mulheres em fase de amamentação
- Pessoas expostas a doenças transmissíveis (Aids, hepatite, sífilis e doença de chagas)
- Usuários de drogas
- Pessoas que tiveram relação sexual com parceiro eventual sem uso de preservativo

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Jovem chinês constrói "iPad caseiro" para a namorada

Casal de chineses mostra o "iPad caseiro"
Bastou um laptop de segunda mão de 500 yuans (cerca de R$ 140) e muita habilidade manual para o jovem Wei Xinlong, um estudante universitário do norte da China, construir um "iPad caseiro" como presente a sua namorada, relata nesta quarta-feira a imprensa local.

Segundo o jornal oficial "China Daily", que mostra imagens do aparelho com o casal sorridente, Wei precisou de dez dias e 800 yuans (cerca R$ 230) para construir a réplica do iPad, capaz de mostrar textos, filmes e baixar arquivos através de toques na tela tátil, como qualquer outro tablet.

Apesar da réplica não ser tão fina como o aparelho original, Wei não se esqueceu de decorá-la com a maçã-símbolo da Apple, empresa que fabrica o iPad verdadeiro.

O jovem e sua namorada, Sun Shasha, estudam na Universidade Nordeste da cidade de Changchun, perto da fronteira com a Coreia do Norte. Ambos pertencem a famílias humildes do campo.

Wei reconhece que não tinha dinheiro suficiente para comprar um tablet à namorada. Por isso, buscou na internet vídeos que mostravam como fabricar um aparelho e decidiu colocar as instruções em prática.

"É o melhor presente que já recebi. Vou guardá-lo para sempre", disse Sun, que também deu seu toque pessoal ao "iPad caseiro", decorando-o com pedras de bijuteria. FONTE: EFE

Início das vendas de Windows Phone foi excelente, diz Nokia

Smartphone Nokia Lumia 800, com sistema
Windows Phone, é exibido durante evento em Londres
A Nokia disse que as vendas do primeiro modelo de celular da marca com Windows Phone, o Lumia 800, tiveram um excelente começo no Reino Unido, contrariando a previsão de analistas de fraqueza, o que havia prejudicado as ações da companhia finlandesa.

"As vendas do Lumia 800 no Reino Unido tiveram um excelente começo", declarou a Nokia em comunicado. "Baseado nos primeiros números do Lumia 800, esta é a melhor primeira semana para smartphones da Nokia no Reino Unido recentemente."

A Nokia revelou em fevereiro a decisão de usar a plataforma de software da Microsoft em seus smartphones na tentativa de criar um concorrente para celulares com sistemas do Google (Android) e da Apple (iOS). As vendas começaram na semana passada no Reino Unido, na França e na Alemanha.

"Pelos nossos números, ganhamos participação de mercado significativa na venda de smartphones nos canais em que estamos operando no Reino Unido", disse a Nokia. FONTE: REUTERS

Seul vira referência como 'cidade conectada'

Sentado em rua de Seul, Jung Hoon assiste a programa de TV em seu celular
Conforme as cidades se tornam mais cheias e complexas, elas tentam manter seus moradores constantemente conectados, para continuarem sendo competitivas, animadas e governáveis.

A busca é cada vez mais por disponibilizar conexões velozes em qualquer lugar, a qualquer hora e por um preço razoável para o consumidor.

Seul está à frente nisso. E, segundo as autoridades locais, isso ainda não é nada.

Nos próximos três a quatro anos, o programa de infraestrutura Smart Seoul 2015 vai estabelecer novas referências em termos de conectividade.

"Vamos expandir o bem-estar digital para todos os cantos da cidade", disse Hwang Jong-sung, chefe do Departamento de Planejamento dos Sistemas de Informação da Prefeitura de Seul, responsável pelo Smart Seoul.

A iniciativa de US$ 792 bilhões é destinada a adaptar e democratizar os serviços municipais à era da internet móvel.

Até 2015, quando 80% dos moradores deverão ter smartphones ou tablets, a conectividade será quase tão gratuita quanto onipresente: a prefeitura está instalando pontos de acesso Wi-Fi grátis em todos os espaços públicos da cidade, incluindo 360 parques, 3.200 cruzamentos e 2.200 ruas em torno de centros comerciais. Quem tiver algum aparelho sem fio não precisará mais entrar em LAN houses nem esperar para chegar em casa a fim de ler e-mails ou conferir a cotação das Bolsas internacionais.

Seul já é a líder mundial em uma pesquisa sobre "governos eletrônicos" locais, feita pela Universidade Rutgers, de Nova Jersey. Nove em cada dez moradores são assinantes de uma conexão rápida sem fio.

Em estação de metrô em Seul, passageiros assistem
a filmes em seus telefones celulares
Pela internet, os cidadãos podem fazer cópias da declaração de imposto de renda, pagar todas as contas de serviços municipais e reservar lugar num concerto do auditório municipal. Até 2015, será possível fazer isso e muito mais com smartphones.

Participantes de concorrências municipais já enviam suas propostas pela internet, e elas são divulgadas on-line.

Esse processo ajuda a reduzir a corrupção em uma prefeitura que já foi conhecida no passado como "bokmajeon", o equivalente sul-coreano da mitológica caixa de Pandora.

Até 2015, todos os estudantes sul-coreanos receberão tablets em vez de livros didáticos em papel. A lição de casa será colocada na rede, em vez de ser carregada pelos alunos na mochila.

Nesse mesmo prazo, Seul criará um serviço pelo qual pais preocupados com sequestros poderão monitorar a localização dos filhos por meio do computador doméstico ou de smartphones. As crianças participantes receberão etiquetas eletrônicas.

No total, a cidade espera também reduzir em 10% a sua taxa de criminalidade, graças à instalação de mais câmeras de vigilância, algumas das quais capazes de detectar um grito de socorro a quilômetros de distância.

Tanta conexão está mudando as práticas de governo e a vida cotidiana dessa metrópole de 10 milhões de habitantes.

Outro dia, a colegial Yoon Hyo-mi passou zunindo pela catraca eletrônica da estação Gwanghwamun do metrô, no centro de Seul. Um chip embutido no cartão de crédito dela debitou a tarifa.

Num terminal de ônibus no lado de fora, um placar eletrônico avisava que o ônibus dela chegaria em seis minutos.

Se ela quisesse, poderia consultar uma estimativa em tempo real do horário de chegada dela em qualquer ponto de ônibus da cidade, usando o smartphone.

O aplicativo para isso foi inventado por outro colegial, usando dados da intrincada rede de ônibus de Seul, parte de um crescente conjunto de dados que a prefeitura está abrindo ao público para estimular a criação de recursos como esse.

Roland Villinger, diretor da McKinsey & Company na Coreia do Sul, diz que Seul é cada vez mais vista como um campo de testes para inovações.

A pesquisa "i-consumer", feita neste ano pela McKinsey em seis países (Alemanha, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Reino Unido e Japão), mostrou que os sul-coreanos foram os que mais rapidamente adotaram o uso diário de smartphones.

"O que as pessoas da Coreia ou de Seul acham sobre um determinado produto tem importância global atualmente", afirmou Villinger.

Para Min Seong-joon, funcionário da Pantech, fabricante local de celulares, as novas tecnologia já implicam uma maior comodidade.

Recentemente, durante uma onda de calor, Min, no seu carro, usou o celular para ligar o ar condicionado no seu apartamento, de modo a encontrar a casa na temperatura ideal quando chegasse lá alguns minutos depois.

"No futuro próximo, você não precisará nem tocar no seu smartphone", disse Kang Shin-dong, presidente da iDosi, empresa sul-coreana de desenvolvimento de software.

"O software da sua casa e do seu carro vai achar onde você está e ligará as luzes, o motor ou a música a tempo de você chegar."  FONTE: FOLHA.COM

Plano Nacional de Educação pode não ser aprovado neste ano

O relator do PNE (Plano Nacional de Educação), deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), adiou a apresentação de seu relatório, que estava prevista para a tarde desta quarta-feira na comissão especial que analisa o assunto na Câmara dos Deputados.

O novo adiamento colocou em risco a aprovação do PNE ainda neste ano. Isso porque são necessárias cinco sessões após a leitura do relatório, além da possibilidade de pedidos de vista, que podem atrasar ainda mais a tramitação.

Por conta disso, o relator Vanhoni se comprometeu a disponibilizar "informalmente" o relatório a partir de segunda-feira para os deputados da comissão, em uma tentativa de garantir o consenso em torno da proposta quando o texto for lido, possivelmente na quarta-feira.

"Aí teríamos a certeza que a condição de votá-lo neste ano está colocada. Estamos apostando nesse diálogo para garantir um cenário de condição de voto", disse o presidente da comissão, deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES).

O PNE (projeto de lei 8035/2010) contém dez diretrizes e 20 metas que vão nortear as ações de educação nesta década. Estão presentes no plano a universalização do ensino para todas as crianças e jovens entre quatro e 17 anos.

Um dos pontos polêmicos é a ampliação dos investimentos em educação por parte da União, estados e municípios. O texto do PNE prevê o aumento para 7% do PIB (Produto Interno Bruno) --atualmente é de 5%. No entanto, há pressão para que esse índice suba para 10%.

"O que nós percebemos é que a educação brasileira para dar um avanço a mais e para garantir que todas as crianças de 4 a 17 anos estejam no ensino necessita um pouco mais de 7%", disse o relator Vanhoni.

No entanto, o relator do PNE afirma que o debate em torno do assunto ainda não está terminado e por isso afirmou que necessita de um prazo maior.

"E tenho um debate com a área financeira do governo, por conta da cautela que a área de fazenda tem em relação a gastos públicos e a audácia para consolidar a educação como o principal vetor do desenvolvimento", afirma.

A cautela do relator do PNE em torno do índice de investimentos foi contestada por alguns deputados da comissão especial. "Fiquei um pouco preocupado. É preciso ter pelo menos uma viabilidade financeira do plano. Se colocarmos essa viabilidade muito baixa, nós, em vez de atingirmos o objetivo ao máximo, vamos atingir muito menos do que gostaria", disse o deputado dr. Ubiali (PSB-SP). FONTE: FOLHA.COM

Mulheres que jogam vídeo games fazem mais sexo

Mulheres que jogam vídeo game costumam fazer mais sexo, diz uma pesquisa realizada pelo site Gamehouse. Hoje, o público feminino compõe 55% de todas as pessoas que jogam online.

Aquelas que curtem games fazem mantém relações sexuais mais frequentemente do que as que não jogam. De acordo com o estudo feito pela empresa Harris Interactive, 38% delas fazem sexo ao menos uma vez por mês, contra 34% das que não jogam, em um geral. A pesquisa também aponta que mais da metade delas estão em um relacionamento sério, e dessas garotas, 70% estão felizes com o seu relacionamento atual. Essas mulheres levam os jogos online como um escape para o stress e o tédio.

A pesquisa coletou dados de 2 mil mulheres adultas e revelou que as meninas que jogam também se sentem mais inteligentes – logo, mais seguras. Será por isso que esse tipo de mulher é mais “rara” e supervalorizada pelos geeks em geral? FONTE: TECH GURU

Barrichello ignora conselho de Massa e visita Nestlé para tentar ficar na F1

A vontade hercúlea para ficar e não fazer da corrida em Interlagos a final na F1 está levando Rubens Barrichello, 39 anos e meio completados exatamente nesta quarta-feira (23), a bater pés e às portas das grandes empresas brasileiras. É um trabalho inédito em sua carreira, este de angariar fundos para anexar no currículo e concorrer com jovens potências do talento do automobilismo e da capacidade financeira.

Se vai conseguir, são outros quinhentos, mil, milhões de euros. As chances estão concentradas na Williams, sua casa nos últimos dois anos que não parece muito disposta a abrigá-lo em condições normais, e na Lotus Renaultoficialmente sem Robert Kubica durante todo 2012 - a história de que é só no começo da temporada parece balela; alguém que só agora consegue se mover sem auxílio de muletas e move com restrições braço e cotovelo tem ainda um longo processo de recuperação.

Barrichello recebeu de Felipe Massa novamente o conselho para abandonar a carreira e organizar uma festa de despedida no autódromo que o projetou nos próximos dias. Massa explicou que não vê Rubens indo atrás de patrocínio para aumentar suas possibilidades. Mas Barrichello não deu muito ouvido ao amigo Felipe, não. Preferiu se espelhar em outro amigo, Tony Kanaan, que no fim do ano passado foi buscar os milhões necessários para que seguisse na Indy após sua saída da Andretti. Tanto que esteve ontem de manhã na sede da Nestlé aqui em São Paulo para conversas orçamentárias.

O nome de Barrichello sempre esteve associado a companhias de grande porte. Desde a época do kart, ostentava os logos da Arisco, que investiria no piloto até sua chegada na F1. Lá estando, Jordan, 1993, o acordo previa o caminho inverso: Rubens é quem tinha de se virar para estampar a marca.

Mas logo surgiu a Philip Morris na vida do brasileiro, sem ligações tabagistas de início, e uma das suas marcas era o suco Tang, concorrente do Frisco. Barrichello acabou se desvinculando da Arisco. A PepsiCo também se aproximou (Pepsi, Ruffles e Pizza Hut). As antenas Santa Rita foram no embalo - US$ 300 mil por uma temporada, valores bem distintos dos de hoje. Quando foi para a Stewart, em 1997, Rubens estava sem patrocinadores. Com o tempo, a Davene veio.

Nos tempos de Ferrari, Nokia e NET estiveram com Barrichello em algum momento. Na Honda, a equipe ecológica e que pretendia mudar o mundo num carro de F1, não teve como mostrar logotipo algum. Na Williams também foi assim, até corridas atrás. A situação desconfortável que já enfrentava o fez se mexer. A Locaweb, hospedeira de sites, surgiu no capacete de Rubens.

A briga em que Barrichello se meteu é forte. Giedo van der Garde, por exemplo, tem 8 milhões de tutus do Velho Continente a dar. Adrian Sutil vem bem, obrigado, com uma quantia considerável nos bolsos com um pé fora da Force India, onde sua vaga deve ser passada ao compatriota alemão Nico Hülkenberg. E Bruno Senna já mostrou não está para brincadeira e tem apoio do homem mais rico do Brasil, Eike Batista, como aliado.

É improvável que Barrichello diga ao povo que fica às margens da represa de Interlagos. Quando e se o fizer, haverá de pagar o preço, caro e provavelmente justo, por tal. FONTE: WARM UP

Câmara aprova em 2º turno texto base que prorroga desvinculação de receitas

O governo conseguiu aprovar o texto básico da proposta de prorrogação da Desvinculação das Receitas da União (DRU) até 2015, em segundo turno, no plenário da Câmara. O placar registrou 364 votos a favor, 61 contrários e 2 abstenções. Os partidos da base votaram a favor, assim como o novo PSD. Ficaram contra a proposta o DEM, o PSDB e o PPS.



Os deputados terão de votar ainda cinco pontos da proposta de forma nominal, com o registro dos votos no painel eletrônico, quando os partidos de oposição vão tentar mudar a proposta. Para manter o texto original, o governo terá de reunir 308 votos em cada uma das votações.

A DRU permite ao governo separar 20% das receitas para aplicar como quiser, livre das vinculações obrigatórias, e perderá a validade em 31 de dezembro. Assim como aconteceu na votação em primeiro turno, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, está no gabinete do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), acompanhando a votação.

Assim que for concluída a votação, a batalha do governo se transferirá para o Senado. O governo precisa aprovar a proposta de emenda constitucional em dois turnos na Casa antes do recesso, que começa no dia 23 de dezembro. A estratégia do governo é anexar a proposta a uma outra de texto igual, apresentada pelo líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB-RR), para cortar caminho.

A votação da DRU foi precedida pela liberação de recursos para obras nos municípios que entraram no Orçamento por meio de emendas parlamentares. Até a votação, o governo não vinha cumprindo a promessa de liberar o dinheiro das emendas. Na sexta-feira passada, o governo reservou R$ 6 bilhões de recursos orçamentários do total de R$ 11,9 bilhões liberados pela equipe econômica para o Executivo para o pagamento das emendas. O Ministério do Planejamento liberou R$ 12,1 bilhões para os três Poderes.

O governo argumenta que a DRU é necessária para permitir liberdade para gastar em investimentos prioritários, equilibrar as contas fiscais e ter instrumentos para enfrentar a crise econômica internacional. De acordo com dados do governo, a aprovação da proposta permitirá a desvinculação de recursos da ordem de R$ 62,4 bilhões, contribuindo para viabilizar o superávit primário de R$ 71,4 bilhões, fixado como meta para o próximo ano.

Para a oposição, o governo não precisa mais da DRU, porque tem um volume alto de arrecadação e não há uma crise fiscal no País. 'O governo arrecada cada vez mais e está com os cofres cheios. O governo está jogando dinheiro no ralo, fazendo convênios com ONGs que aceitam negociatas', afirmou o líder do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP). FONTE: AGÊNCIA ESTADO

Pesquisa mostra expectativa de vida para diferentes tipos de câncer

A média de sobrevivência de pacientes com câncer na Inglaterra e no País de Gales aumentou de um ano para quase seis anos nas últimas quatro décadas.

Mas o mesmo estudo, feita pela instituição beneficente Macmillan Cancer Support, constatou uma "lamentável" falta de progresso em alguns tipos de câncer, como os de pulmão e estômago.

Com base em pesquisas feitas pela London School of Hygiene and Tropical Medicine, a equipe da Macmillan analisou índices de sobrevivência e tempo de sobrevida de pacientes com 20 tipos de câncer durante 40 anos.

O estudo usou como referência para sobrevivência marcos como um, cinco ou dez anos após o diagnóstico --como tempo médio de sobrevivência, considerou-se o tempo levado até a morte de metade dos diagnosticados.

A diretora executiva da Macmillan, Ciaran Devane, disse que o estudo representa um grande avanço. "Tempos médios de sobrevivência dão uma ideia nova e precisa de quanto tempo as pessoas podem esperar viver com cânceres diferentes."

CÂNCER DO CÓLON - Os números mostram uma melhoria na média total de sobrevivência, de um ano em pacientes diagnosticados entre 1971-1972 a quase seis anos para pacientes diagnosticados 40 anos mais tarde.

Seis dos cânceres estudados hoje apresentam médias de sobrevivência de mais de dez anos.

A maior melhoria foi verificada em cânceres do cólon: o tempo de sobrevida aumentou 17 vezes. Em linfomas não Hodgkin --do ator Reynaldo Gianecchini--, a sobrevida aumentou dez vezes.

A inglesa Dena Hutchings, da cidade de Sheffield, foi diagnosticada com um linfoma há cinco anos. A quimioterapia acelerou sua entrada na menopausa, mas ainda assim ela se considera afortunada.

"Poderia ter sido um caso pior de câncer, mas, felizmente para mim, era um linfoma. É um dos cânceres mais fáceis de tratar e curar", disse.

Os resultados do estudo mostram, no entanto, que para nove tipos de câncer, a média de sobrevida ainda é de três anos ou menos.

Nas últimas quatro décadas, houve pouca melhoria na sobrevida de pacientes com canceres do pulmão, cérebro e pâncreas.

O inglês Adrian Antwis tem 40 anos e também é de Sheffield, no norte da Inglaterra. No primeiro semestre desse ano, foi diagnosticado com câncer de pulmão.

O médico disse a Antwis que ele tem apenas alguns meses de vida. Ele espera que as imensas variações nos índices de sobrevida reveladas pelo estudo ajam como um incentivo a pesquisas para tratamentos efetivos para cânceres como o dele.

"Eu enfrentaria meses e meses de tratamento se soubesse que havia uma chance. Mas não há tratamento, então é algo que você tem de aceitar."

PROBLEMAS CRÔNICOS - A Macmillan Cancer Support diz que o fato de pacientes com câncer estarem sobrevivendo mais tempo é positivo, mas ressalta que muitos estão sofrendo de problemas crônicos de saúde, em grande parte, associados ao tratamento.

Entre os problemas estão fadiga, infertilidade e danos aos pulmões e coração. Alguns sobreviventes de câncer também precisam de apoio psicológico. FONTE: BBC BRASIL

Cientistas criam lentes de contato que podem substituir telas de computador

A visão dos super-heróis dos filmes de ficção científica é uma realidade mais próxima depois que uma equipe de cientistas conseguiu criar lentes de contato nas quais é possível projetar imagens por uma espécie de tela, segundo uma pesquisa publicada nesta terça-feira.

Por enquanto, o dispositivo só possui um pixel, mas seus criadores o veem como um passo para a produção de lentes com vários pixels que permitam ver informação - como mensagens de e-mail - em tempo real sem ter uma tela diante da pessoa.

A lente, criada por pesquisadores da Universidade de Washington (Estados Unidos) e da Universidade Aalto (Finlândia), está composta por uma antena que fornece a energia enviada por uma fonte externa e um circuito integrado para armazená-la e transferi-la a um chip transparente de safira que contém um LED (diodo emissor de luz) azul.

Os cientistas afirmaram em artigo na revista "Journal of Micromechanics and Microengineering" que a lente, que foi testada nos olhos de um coelho vivo, não causou dano algum no globo ocular nem na córnea do animal e também não foram observados sinais de efeitos colaterais adversos.

No entanto, após demonstrar o funcionamento das lentes e comprovar que são um dispositivo seguro, os pesquisadores ressaltaram que ainda são necessárias melhorias para conseguir reproduzir textos e imagens como nas telas de alta resolução.

Um dos problemas que tiveram que superar foi conseguir com que o olho visse a informação com nitidez, já que a distância focal é de apenas alguns centímetros e temiam que as projeções se tornassem confusas.

Para contornar este empecilho, os cientistas incorporaram um conjunto de lentes de Fresnel no dispositivo (muito mais finas e planas que as lentes convencionais) para focar a imagem projetada na retina.

O professor da Universidade de Washington, Babak Praviz, co-autor do estudo, reconheceu que é preciso melhorar o projeto, mas a equipe já trabalha em seu próximo desafio: "a incorporação de um texto pré-determinado na lente de contato". FONTE: EFE

China inaugura 11ª Cúpula Mundial do Banheiro

Visitante observa banheiros durante Cúpula Mundial
 de Vasos Sanitários em Haikou, China 
A cidade de Haikou, capital da província insular chinesa de Hainan, inaugurou a 11ª Cúpula Mundial do Banheiro, evento que reúne representantes de instituições e empresas de todo o mundo para debater melhorias dos banheiros e das condições sanitárias no mundo, informou a agência de notícias local "Xinhua".

"Espera-se que o mundo una suas forças para criar um melhor planeta com banheiros saudáveis, cômodos e limpos", declarou o fundador da Organização Mundial dos Banheiros (WTO, na sigla em inglês), Jack Sim, na abertura da cúpula de três dias, que já foi realizada em outros anos na China.

Segundo ele, 40% da população mundial (cerca de 2,6 bilhões de pessoas) não têm acesso a toaletes limpos, o que torna necessário construir pelo menos 1 bilhão deles.

Jack Sim também destacou que banheiros em boas condições ajudam a promover o turismo e, por isso, enfatizou a importância de se construir mais instalações próprias nos lugares mais visitados do planeta, ajudando a atrair receitas.

A WTO, associação sem fins lucrativos, foi fundada em 2001 em Cingapura, cidade-estado que possui uma excelente rede de banheiros públicos. FONTE: EFE

Carol Abranches fez "topless" proposital para paparazzi

Carol Abranches, apontada como affair do jogador Neymar, foi à praia na segunda-feira (21) e mostrou os seios quando saía do mar. A cena poderia ter sido um acidente, mas na verdade foi armada.

Três paparazzi registravam a moça em seu banho de mar na praia do Pepê, no Rio.

Um deles a incentivou a mostrar os seios e ela topou.

Carol é conhecida entre os paparazzi e chega a avisar quando e onde vai na praia. FONTE: F5

NO BRASIL: Lamborghini Aventador chega por R$ 2,6 milhões

O novo Lamborghini Aventador LP 700-4 chega ao Brasil por cerca de R$ 2,6 milhões e teve uma apresentação para convidados em um hangar no Campo de Marte, São Paulo, na última sexta-feira (18). Stephan Winkelmann, presidente e CEO da Automobili Lamborghini, veio ao país exclusivamente para o evento que marca o lançamento para toda a América do Sul.


“Para a Lamborghini, o Brasil é um mercado novo no qual acreditamos muito. Prevemos que as vendas neste país deverão dobrar em relação a 2010. Até agora, foram vendidos sete unidades Aventador para o Brasil que serão entregues até o final deste mês. E a demanda por veículos Lamborghini continua crescendo. Em todo o mundo, as encomendas para o Aventador LP 700-4 já atingiram 18 meses de produção”, afirma Winkelmann.

O carro, construído em fibra de carbono, é equipado com um motor V12, capaz de render 700 cavalos de potência, tem câmbio automatizado de dupla embreagem com sete marchas e suspensão inspirada em carros de Fórmula 1. Atinge os 350 km/h de velocidade máxima e acelera de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos. FONTE: CARSALE