domingo, 20 de novembro de 2011

Filho de Carlinhos de Jesus é sepultado no Rio

Foi sepultado às 10h45 deste domingo o corpo de Carlos Eduardo Mendes de Jesus, 32 anos, filho do coreógrafo e dançarino Carlinhos de Jesus. O enterro aconteceu no Cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio.

Cerca de 200 pessoas, entre amigos, familiares e profissionais da imprensa, compareceram à cerimônia para prestar homenagens a Dudu, como o músico era conhecido, que foi assassinado na madrugada deste sábado. Carlinhos de Jesus ficou abraçado ao neto Juan, filho de Carlos Eduardo.

"Eu queria agradecer a presença e o respeito de vocês. É muito duro, muito difícil, ele era um filho muito querido. Parece que estamos num enterro de um grande artista, mas ele era mesmo um grande artista. Ele só queria tocar, cantar, namorar... E viveu bem. Mas eu estou confiante nos resultados da polícia. Eu estive ontem com o governador e certamente vai ser apurada essa brutalidade", declarou emocionado Carlinhos de Jesus.

O ator Antonio Pitanga mostrou-se muito abalado ao falar com a imprensa. "É um momento de muita dor", disse. "A dignidade não pode estar à mercê de qualquer bandidagem. É muito triste, é um choque para todos."

Em homenagem a Dudu, o ator puxou palmas e cantou, junto com amigos e familiares, a música O que é, o que é? a caminho do local onde o corpo do músico foi sepultado. Novas palmas e mais música se repetiram durante a cerimônia, quando os presentes entoaram o samba-enredo campeão de 2002 da Mangueira - Brazil com "Z" pra cabra da peste, Brasil com "S" é a nação do nordeste.

Dudu de Jesus foi atingido por oito tiros
A bailarina Ana Botafogo, que foi ontem ao velório, mostrou apoio ao amigo Carlinhos de Jesus.

"O Carlinhos é muito ligado à família, com certeza é quem está mais abalado. Perder um filho nunca é fácil. Dudu sempre foi muito alegre, eu convivi muito com ele na casa do Carlinhos e da Raquel. Ele tinha toda uma vida pela frente. Sem palavras", disse a dançarina.

Durante o velório, neste sábado (19), também no São João Batista, Carlinhos de Jesus afirmou não saber de nenhuma possível ameaça que o filho estivesse sofrendo.

"Ele era uma pessoa muito querida. Todos falavam bem dele. Sempre foi muito alegre, palhaço, extrovertido. Não tenho conhecimento de nenhum fato. Com certeza a polícia vai apurar. Eu confio na polícia”, disse o coreógrafo.

Carlinhos estava em Caxias do Sul quando soube da morte do filho e, em seu perfil no twitter, expressou sua tristeza. 

"DOR! Insuportável perder que amamos! Perco meu filho brutalmente", postou Carlinhos, agradecendo, ainda, pelas manifestações de solidariedade.

Crime

Dudu foi morto na madrugada deste sábado, quando saía de um bar na Avenida Marechal Fontenelle, em Realengo, Zona Oeste do Rio. 

Ele foi atingido por oito tiros, disparados por dois homens que estavam em uma moto. A principal suspeita é de execução, já que os tiros foram disparados à queima-roupa.

O músico foi levado ao Hospital Albert Schweitzer, também em Realengo, mas não resistiu.

O delegado-adjunto da Divisão de Homicídios do Rio, Allan Duarte, afirmou neste sábado que imagens das câmeras de segurança foram solicitadas para ajudar a desvendar as circunstâncias do assassinato de Carlos Eduardo. FONTE: JORNAL DO BRASIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: