segunda-feira, 14 de maio de 2012

São Paulo pode ter venda de celulares proibida

Há alguns dias, o Ministério Público de São Paulo entrou com uma ação contra as principais fabricantes de aparelhos celulares. A intenção é proibir que as empresas continuem vendendo seus produtos. O MP quer que as marcas parem de vender telefones até que deem início a ações efetivas de coleta de baterias que não mais usadas.

Movida pelo promotor Roberto Lisboa, a ação judicial visa cobrar companhias como a Nokia, LG, Sony Ericsson e Motorola. Para ele, o importante não é apenas ter postos de coleta, mas também fazer campanhas de conscientização sobre a importância de fazer o descarte correto deste tipo de material.

No Brasil, estima-se que existam cerca de 210 milhões de aparelhos, o que coloca o país entre os maiores mercados de consumo de celulares e, consequentemente, de produção de lixo eletrônico.

Para que a proibição aconteça, é preciso que a ação seja julgada antes. FONTE: SUPERDOWNLOADS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: