sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Suécia reconhece igreja do Ctrl+C e Ctrl+V como religião

Logo da Igreja do Kopimismo, reconhecida na Suécia
A Igreja do Kopimismo (Church of Kopimism), religião que tem como base o compartilhamento de informações, foi formalmente reconhecida pelo governo da Suécia.

Kopimi, em inglês, é pronunciado copy me --ou me copiem. É um selo formulado para ser o oposto do copyright, que dá permissão para que o conteúdo seja copiado e disseminado sob qualquer propósito, comercial ou não.

A seita foi criada pelo estudante de filosofia Isak Gerson, 19. Além dele, também aparece como fundador da religião o estudante de economia Gustav Nipe, 21 --ele também é um participante ativo do Partido Pirata da Suécia.

Em seu Twitter (@isakgerson), Isak escreve com ares de profeta. "Um décimo dos arquivos de todos deveria ser compartilhado", disse.

Os "kopimistas" acreditam que toda informação compartilhada tem mais valor e é sagrada. Os símbolos da religião são o Ctrl+C e o Ctrl+V.

O reconhecimento protege e garante o direito dos kopimistas de exercerem a religião e, pelo menos da teoria, pode dar acesso à assistência financeira do governo.

Em 2009, a Suécia foi palco de outro acontecimento na área de cultura digital: o Partido Pirata sueco conseguiu 7% dos votos do país nas eleições parlamentares europeias. Fonte: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: