segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

CEO da Nokia visita Brasil e anuncia nova linha de celulares para o país

Stephen Elop, o CEO da Nokia, fez sua primeira visita ao Brasil e anunciou a chegada ao país dos celulares da linha Asha, que busca trazer algumas das funções dos smartphones a aparelhos de menor custo.

Em sua visita, Elop também confirmou a produção do Nokia Lumia 710, smartphone com Windows Phone, na fábrica da companhia no Brasil. O executivo anunciou que o aparelho chegará ao Brasil no primeiro trimestre de 2012.

“A América Latina é um mercado estimulante para nós. A relação da Nokia com o Brasil já era forte e vamos continuar com isso”, revelou o executivo, que assumiu o comando da Nokia em setembro de 2010, vindo da Microsoft. “Nosso comprometimento com o Brasil vai além do negócio. Trabalhamos pela comunidade.”

Para Elop, o Brasil traz uma oportunidade de negócio interessante para a Nokia. “Há um crescimento na inovação que é produzida e consumida aqui. Hoje temos mais de 1.500 desenvolvedores fazendo aplicativos para as plataformas da Nokia.” Segundo ele, a "América Latina tem a maior taxa de crescimento de smartphones de todo o mundo."

Sobre o Windows Phone, o CEO anunciou que a Nokia está firmando parcerias com o Brasil para ter aplicativos mais atrelados aos interesses do público local. “Nossa estratégia é trazer aplicações que sejam relevantes para as economias”, disse. Elop citou o design e essa preocupação com os programas locais como o que irá diferenciar a Nokia em meio à variedade de aparelhos disponíveis no mercado.

Asha

Asha 201, um dos celulares que chegarão em 2012
ao Brasil pela Nokia
A linha de celulares Asha chega ao Brasil com três aparelhos: o 303, o 200 e o 201 –o preço sugerido para cada um dos aparelhos da família não ultrapassa R$ 500. A estratégia da companhia com os produtos é "conectar o próximo bilhão de pessoas" --a empresa busca usuários que estão tendo seu primeiro contato com a internet no mundo móvel.

Segundo a Nokia, o 303 será o primeiro a ser vendido no Brasil, em janeiro de 2012, com preço sugerido de R$ 460. O aparelho tem tela de 2,6 polegadas e teclado QWERTY, funciona com processador de 1GHz e tem capacidade de conexão com redes 3G e Wi-Fi/WLAN.

Em fevereiro, chega o Asha 200, que tem capacidade para dois chips e teclado QWERTY --ele chega pela TIM e pela Claro, por R$ 350. No mês seguinte, a Nokia lança o Asha 201 no país, pela Vivo e pela TIM, por R$ 250.

Mudanças na empresa

“Tivemos que tomar duras decisões sobre o futuro da empresa. Precisávamos mudar, porque o mundo ao nosso redor tinha mudado e nós não estávamos fazendo isso rápido o suficiente”, disse Elop, sobre as mudanças que tem feito na Nokia desde que assumiu o comando.

Um exemplo da mudança no ritmo com o qual as coisas são feitas na empresa foi, segundo o executivo, a criação da linha Lumia, de smartphones com Windows Phone. “Anunciamos a parceria com a Microsoft em fevereiro e, em outubro, tínhamos um aparelho para mostrar.”

O CEO reforçou que a ideia da Nokia é competir tanto no setor de smartphones quanto no de aparelhos mais acessíveis. “Acreditamos que é preciso ter um portifólio diverso de aparelhos. Competimos com os fabricantes chineses também. Adoramos uma competição e isso nos faz fazer nosso melhor trabalho.” FONTE: G1

Disputa entre Apple e Samsung revela detalhes secretos

O tablet Galaxy Tab 7.0, da Samsung,
concorrente do iPad, da Apple
Um erro de um tribunal dos Estados Unidos na sexta-feira (2) ofereceu uma visão de relance sobre informações que a Apple e a Samsung Electronics tentaram esconder do público durante os seus litígios de patentes.

O material dá a impressão de ser menos importante pelo que diz sobre as companhias do que aquilo que revela sobre os esforços para manter os processos judiciais em segredo.

Ao negar o pedido da Apple para que a Samsung pare de vender os seus smartphones Galaxy e tablets nos Estados Unidos, a decisão da juíza distrital Lucy Koh inadvertidamente incluiu detalhes que queria omitir.

A equipe da juíza percebeu rapidamente o erro, fechou o documento eletrônico e colocou uma versão editada quatro horas depois.

A versão completa, que a Reuters obteve enquanto a publicação estava disponível, não mostra o funcionamento interno técnico do iPad - ou nada perto disso. Em vez disso, continha a análise interna da empresa sobre o mercado de smartphones, bem como alguns detalhes sobre as relações da Apple de licenciamento de patentes com outras empresas de tecnologia.

O processo, que foi impetrado pela Apple em abril em uma corte federal de San Jose, na Califórnia, diz que o Galaxy, da Samsung, copia "servilmente" o iPhone e o iPad. A fabricante sul-coreana afirma que a alegação da Apple carece de méritos.

O caso está julgado no próximo ano. A decisão de sexta-feira implica que a Samsung poderá continuar vendendo os produtos por enquanto. FONTE: REUTERS

Alunos desmaiam em escola no Vietnã por 'fantasmas' no banheiro

Alunos de uma escola na província de Phu Yen, no Vietnã, desmaiaram após terem visto supostos fantasmas no banheiro do dormitório, segundo o jornal "Tuoi Tre".

O diretor da escola, Phan Van Tho, confirmou que um grande número de alunos internos desmaiou ou gritou à noite no mês passado de causas desconhecidas.

De acordo com o periódico, em um dos incidentes 12 estudantes chegaram a perder a consciência ao mesmo tempo.

A situação tem causado um clima de medo entre os alunos, e muitos têm medo de entrar no dormitório. FONTE: G1

Cientistas confirmam derretimento das geleiras do Himalaia

Novos estudos científicos sobre o derretimento das geleiras do Himalaia revelam o impacto das mudanças climáticas nesta região e a ameaça que pesa sobre 1,3 bilhão de habitantes.

Segundo os estudos publicados em três relatórios do Icimod (Centro Internacional para o Desenvolvimento Integrado das Montanhas), com base em Katmandu, as geleiras diminuíram 21% no Nepal e 22% no Butão nos últimos 30 anos.

Estas descobertas, reveladas no domingo (4) na conferência sobre o clima em Durban, são a primeira confirmação oficial sobre o derretimento das geleiras, após várias declarações empíricas.

Elas corrigem também um anúncio errado do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), que afirmou em seu 4º relatório em 2007 que as geleiras do Himalaia derretiam mais rápido do que as outras do mundo e "poderiam desaparecer até 2035, ou antes".

O IPCC afirmou que foi "um lamentável erro" provocado por "procedimentos que não foram devidamente acompanhados".

Apoiados pelo projeto de pesquisa financiado pela Suécia e realizado pela Icimod durante três anos, os especialistas descobriram que as dez geleiras observadas estão em processo de derretimento em uma velocidade que acelerou entre 2002 e 2005.

De acordo com os resultados de um outro estudo, o volume de neve que cobre a região diminuiu de maneira significativa nos últimos dez anos.

"Estes relatórios fornecem um novo ponto de comparação e informações sobre as zonas geográficas específicas para compreender a mudança climática em um dos ecossistemas mais vulneráveis do mundo", comentou o presidente do IPCC, o indiano Rajendra Pachauri.

As 54.000 geleiras do Himalaia alimentam com água os oito maiores rios da Ásia -- entre eles, Indus, Ganges, Brahmaputra, Yangtzé e Amarelo - suscetíveis de serem afetados pelo estresse hídrico nas próximas décadas, com potenciais consequências para os 1,3 bilhão de pessoas. FONTE: FRANCE PRESSE

Telescópio acha estrela que gira 300 vezes mais rápido que o Sol

Foto feita pelo ESO mostra estrela que gira a uma velocidade
 maior que o Sol e fica na Nebulosa da Tarântula
Uma equipe internacional de astrônomos que lida com o Very Large Telescope do ESO (Observatório Europeu do Sul), instalado no Chile, descobriu uma estrela pesada e brilhante na Nebulosa da Tarântula, situada na Grande Nuvem de Magalhães.

A VFTS 102 gira a mais de 2 milhões de quilômetros por hora --mais de 300 vezes mais depressa do que o Sol-- e está muito próxima do ponto onde seria desfeita em pedaços devido às forças centrífugas. Ela é a estrela em rotação mais rápida que se conhece até hoje.

Os astrônomos descobriram também que a estrela, que tem cerca de 25 vezes a massa do Sol e é cerca de cem mil vezes mais brilhante, se desloca no espaço a uma velocidade muito diferente da das suas companheiras.

"A extraordinária velocidade de rotação aliada ao movimento incomum relativamente às estrelas situadas na sua vizinhança, levou-nos a perguntar se esta estrela não teria tido um começo de vida incomum. Ficamos desconfiados." explica autor principal do artigo científico, Philip Dufton, da Universidade Queen, na Irlanda do Norte.

A diferença de velocidade poderia apontar para o fato da VFTS 102 ser uma estrela fugitiva --um astro que foi ejetado de um sistema de estrelas duplas depois da sua companheira ter explodido sob a forma de supernova.

Esta hipótese é corroborada por mais duas pistas adicionais: um pulsar e um resto de supernova a ele associado, encontrados na vizinhança da estrela.

A equipe desenvolveu um possível cenário evolutivo para esta estrela tão incomum.

O objeto poderia ter começado a sua vida como uma componente de um sistema estelar binário. Se as duas estrelas estivessem próximas uma da outra, o gás da companheira poderia ter fluído continuamente na sua direção, fazendo com que a estrela começasse a rodar mais e mais depressa, o que explicaria um dos fatos incomuns --o porquê da sua rotação extremamente elevada.

Após um curto espaço de tempo na vida da estrela, de cerca de dez milhões de anos, a companheira de elevada massa teria explodido como uma supernova --o que explicaria a nuvem de gás característica conhecida como resto de supernova que se encontra nas proximidades.

A explosão teria também dado origem à ejeção da estrela, o que poderia explicar a terceira anomalia --a diferença entre a sua velocidade e a das outras estrelas da região.

Ao colapsar a companheira de grande massa ter-se-ia transformado no pulsar que observamos hoje, completando assim a solução do quebra-cabeça.

Embora os astrônomos não possam ter a certeza deste cenário, Dufton conclui: "Esta é uma hipótese com muito mérito, uma vez que explica todas as caraterísticas incomuns que observamos. Esta estrela mostra-nos claramente lados inesperados das vidas curtas mas dramáticas das estrelas mais pesadas." FONTE: FOLHA.COM