domingo, 9 de outubro de 2011

Começam eleições parlamentares na Polônia

Os colégios eleitorais abriram neste domingo suas portas para os mais de 30 milhões de poloneses, convocados para escolher os membros do Parlamento e do Senado, em um pleito onde o partido liberal Plataforma Cidadã, que governa a Polônia desde 2007, se postula como favorito para repetir o mandato.

A jornada eleitoral começou às 7h (horário local, 2h de Brasília) e se prolongará até as 21h (16h), 14 horas depois.

As autoridades polonesas pretendem que os cidadãos contem com todas as facilidades para votar, o que justifica a ampla margem de tempo e os 25.993 colégios eleitorais habilitados para tal.

Apesar deste desdobramento, as últimas pesquisas de intenções de voto preveem que a abstenção supere 50%.

Estas pesquisas dão a vitória à liberal PO (Plataforma Cidadã) com 39% dos votos, seguida do conservador Lei e Justiça, partido de Jaroslaw Kaczynski, que poderia chegar a beirar os 30%. FONTE: EFE

China proíbe reencarnar sem autorização!

Não se conhecem outros planetas com vida. Ainda não. Por isso o planeta Terra tem essa admiração, respeito e ar de inédito, já que é o centro das atenções. Pelo menos foi o centro do universo até que Nicolau Copérnico chegou com seu heliocentrismo.

E por ser o bam bam bam é que as coisas mais inusitadas tendem a acontecer por aqui, já que a vida abunda neste planeta azul. Tudo surge com mais ênfase no vizinho de Marte. Os fatos cotidianos da Terra são tão impressionantes que se fossem transmitidos em HD para Marte e Vênus, por exemplo, o payperview iria faturar milhões de reais. Sim, em reais. O dollar não serve nem para troco na via láctea.

Depois do Pop in Rio, do massacre na Noruega, dos suicídios de alunos, da corrupção absurda e de tantos outros absurdos, a China, amiguinha confidente do Brasil, regulamentou uma nova lei para os budistas tibetanos.

O budismo, como se sabe, é uma religião de grande abrangência nos países asiáticos como Índia, China, Japão... Além de todas as práticas de meditação e recitação de textos sagrados, uma das características mais marcantes do Budismo tibetano é a reencarnação. Seu líder espiritual é o Dalai Lama, que reencarna a cada geração. O Tibet continua sob o controle da China. Por isso o Dalai Lama vive na Índia, já que a China só pega no pé dos monges de túnica laranja.

E dessa vez o governo chinês pisou novamente no calo dos lamas. Decretou que nenhum budista poderá reencarnar, a menos que pegue, antes de morrer, uma autorização do governo. Isso mesmo. Antes de abotoar o paletó, aliás, de dobrar a túnica, a pessoa deve pedir uma autorização para poder, futuramente, voltar a viver.

Parece piada, mas é verdade. Não me canso de falar que a excentricidade dos orientais me surpreende a cada dia. A nação que é mãe da medicina milenar, da acupuntura, das práticas de meditação e concentração também faz coisas que participam da arte do absurdo. Não é difícil encontrar maluquices nas TVs chinesas e japonesas como programas de testes físicos bizarros ou shows sem a mínima noção de racionalidade.

Imagine se um pobre monge, que de repente sofre um ataque cardíaco, vem a falecer sem pegar a autorização? Nunca mais vai poder reencarnar! A não ser que ele viva em outro lugar. O Brasil, por razões óbvias, irá acolher com sorrisos e pandeiros os novos imigrantes... Ou seriam refugiados do campo espiritual?

Do jeito que as coisas andam, é capaz de já haver um meio de entrada ilegal no país para as almas que queiram voltar a viver e não têm o passaporte. Dizem até que existem várias pessoas em situação ilegal. Alguns usam os documentos da vida passada. E sendo assim podem acontecer casos difíceis, como o de algumas mulheres que reencarnaram como homens... Estas, agora "estes", sentem o maior constrangimento em mostrar o documento de identidade, que marca uma idade absurda que chega a mais de 350 anos e uma foto em sépia de uma jovem com trajes de dois séculos atrás!

Que situação, viu! É por isso que a audiência da Terra só cresce no universo. Isso chama muito a atenção dos marcianos e dos plutônicos, já que o planeta-anão também consegue receber alguns sinais da Blue Planet TV. A "comédia da vida terráquea" é um sucesso. Copérnico estava equivocado. O Sol pode ser o centro da galáxia, mas a Terra ainda é a audiência do Universo.

O Dalai Lama disse que já está planejando a sua reencarnação. Com certeza, por ser contra a nova lei chinesa, poderá ser mais um refugiado espiritual. Ele já disse que não vai reencarnar no Tibet sob o controle da China. Aonde será que ele pretende renascer? Só pode ser no Brasil! O país onde tudo pode, com certeza não vai recusar um líder espiritual tão aclamado.

Todo mundo quer vir para o Brasil. Até os marcianos querem vir pra cá. E ainda tem gente que não gosta da nação brasileira. Os brasileiros são os únicos que aceitam tudo, até refúgio espiritual. Por isso daqui não saio, daqui ninguém me tira! FONTE: Diego Schaun/TERRA MAGAZINE

Califórnia aprova lei de inserção universitária de imigrantes ilegais

O governador da Califórnia, Jerry Brown, firmou neste sábado a "Lei dos Sonhos" do Estado (Dream Act), que converte os imigrantes ilegais em possíveis beneficiários do dinheiro estatal para financiar seus estudos em universidades americanas.

Graças a esta lei, os imigrantes ilegais que atenderam à escola secundária no Estado da Califórnia podem receber a ajuda "Cal-Grant", que no ano passado repartiu bolsas a mais de 370 mil estudantes pobres, proporcionando uma média de US$ 4.500 por assistência.

"Ir à universidade é um sonho que promove a motivação intelectual e o pensamento criativo. O Dream Act irá beneficiar a todos, proporcionando aos melhores estudantes uma oportunidade para melhorar suas vidas e as de todos", disse Brown.

Funcionários californianos estimam que cerca de 2.500 estudantes estarão qualificados para receber a bolsa com a entrada em vigor da nova legislação, denominada AB 131, e que terá um custo de US$ 14,5 milhões, tal como comunicou o gabinete de Brown.

A totalidade do programa "Cal Grant" está subsidiada com US$ 1,4 bilhão, o que quer dizer que apenas 1% de todo o dinheiro do programa será gastado na AB 131 quando a lei entrar em vigor, disse o Estado por meio de um comunicado.

A lei foi aprovada pelo Congresso de Califórnia no dia 2 de setembro e estava à espera da aprovação do governador.

Brown, um experiente democrata, tornou-se governador do estado da Califórnia em janeiro, quando sucedeu Arnold Schwarzenegger, que havia vetado esta lei.

A aprovação da lei no estado liberal da Califórnia, que possui grande número de população imigrante, pode ser vista como um sinal para os legisladores de Washington sobre a controvertida lei de Desenvolvimento, Ajuda e Educação dos Menores Estrangeiros.

A lei federal 'Dream' poderá proporcionar uma permissão de residência de seis anos aos graduados na escola secundária que tenham chegado aos Estados Unidos de maneira ilegal, além de permitir-lhes pagar taxas universitárias muito mais baratas ou obter bolsas com o objetivo de financiarem seus estudos universitários.

Esta lei poderia beneficiar 55 mil filhos de imigrantes que foram levados de forma ilegal aos Estados Unidos por seus pais e que se formaram no sistema público de educação e não têm condições de arcar com as elevadas taxas universitárias. FONTE: FRANCE PRESSE