terça-feira, 26 de julho de 2011

Sorteio da FIFA para Copa 2014 será em evento grandioso no Rio de Janeiro

Ainda faltam três anos para o pontapé inicial da Copa do Mundo, mas para os 203 países que sonham estar no Brasil em 2014 o Mundial terá início neste sábado, com o sorteio dos grupos das eliminatórias das seis confederações continentais, que será realizado na Marina da Glória, no Rio. E no seu primeiro evento oficial na terra da próxima Copa, a Fifa não mediu esforços – nem dinheiro – para deixar sua marca registrada: grandiosidade em todos os aspectos. A começar pelo orçamento: R$ 30 milhões, financiados com recursos da Prefeitura do Rio e do Governo do estado. Segundo a diretoria-executiva do Comitê Organizador Local da Copa 2014, Joana Havelange, o valor foi captado pela empresa contratada para organizar o sorteio, a GEO, e o alto custo se justifica pelo tamanho das exigências da Fifa para a realização do sorteio. – Nós contratamos a empresa, e ela foi buscar os patrocínios. Este orçamento foi feito com base nos requerimentos da Fifa – observou ela. ESPAÇO AÉREO FECHADO: Aeroporto Santos Dumont não vai operar durante quatro horas no dia do sorteio Os números impressionam. O palco de 740m quadrados foi dividido em três partes, para abrigar os múltiplos sorteios e os artistas que vão se apresentar durante o evento – Ivan Lins com Ana Carolina, Daniel Jobim e, por fim, Ivete Sangalo -, sem falar dos cinco telões distribuídos no fundo, nas laterais e dentro das duas estruturas semicirculares que servem de palco auxiliar. As imagens serão geradas para cerca de 200 países, com audiência estimada entre 500 e 600 milhões de pessoas em todo o mundo. São esperados na plateia os representantes de cada país que disputará as eliminatórias, além de técnicos de 38 seleções, incluindo o espanhol Vicente del Bosque e o francês Laurent Blanc. Duas confederações – Ásia e Concacaf – já estão realizando jogos eliminatórios para definir as últimas vagas no sorteio dos grupos. A partir da cerimônia deste sábado, serão disputados 824 jogos durante dois anos e cinco meses, que aponterão os 31 países que se juntarão ao Brasil na Copa de 2014. A corrida pelas vagas, que começou em junho de 2011, terminará apenas em novembro de 2013. Duas confederações – Ásia e Concacaf – já estão realizando jogos eliminatórios para definir as últimas vagas no sorteio dos grupos. A partir da cerimônia deste sábado, serão disputados 824 jogos durante dois anos e cinco meses, que aponterão os 31 países que se juntarão ao Brasil na Copa de 2014. A corrida pelas vagas, que começou em junho de 2011, terminará apenas em novembro de 2013. FONTE: PORTAL AMAZÔNIA

Após demitir, Sport promete dar psicólogo para goleiro que deu voadora em vascaíno

Um dia depois de demitir o goleiro Gustavo, 18, o Sport anunciou em sua página oficial na internet que dará um auxílio psicológico para o jogador.
Na segunda-feira, o camisa 1 do time pernambucano deu uma voadora no volante Elivelton, 19, do Vasco, no final do confronto entre as equipes pela Taça BH de juniores, no estádio Campo Metaluzina, em Barão dos Cocais, município que fica a 93 quilômetros de Belo Horizonte. "Gustavo irá receber um tratamento psicológico acompanhado pelo Sport. O atleta deve retornar ao Recife ainda hoje e terá uma conversa com o presidente Gustavo Dubeux e com a diretoria de futebol amador", diz a nota. "Temos que ver o lado do ser humano em uma hora dessa. Vamos prestar uma assistência psicológica para o jogador independente do seu afastamento do clube", comentou o presidente do Sport, também através de nota. Segundo o departamento médico do Vasco, o jogador passou por um exame de raio-X e que não foi constatada nenhuma lesão. O atleta não perdeu os sentidos, e recebeu alta nesta terça-feira, segundo o hospital. FONTE: FOLHA ONLINE

China manipula câmbio, mas ninguém quer brigar com ela

O ministro Guido Mantega, quando falou da manipulação cambial, disse que alguns países procuram reduzir o valor da sua moeda para exportarem mais, serem mais competitivos. Na verdade, ele queria falar de um país: a China, mas ninguém quer colocar o guizo no gato chinês, todo mundo tem medo de brigar com o país, que manipula sua moeda.
O euro, apesar dos problemas da Europa, se valorizou em relação ao dólar. O real também. No caso da moeda chinesa, só quando o partido comunista deixa, mas aí não dá. Eles fazem isso exatamente para aumentar a competitividade dos produtos chineses no mercado internacional, como Mantega afirmou. Quando o ministro fala em medidas para segurar o câmbio, o dólar cai mais. É uma velha lei da selva: o ministro da Fazenda não pode pré-anunciá-las, tem de anunciá-las. Cada vez que Mantega faz isso, é ruim. Ele tem de dizer o que pretende fazer. FONTE: MIRIAM LEITÃO.COM

Aviões da TAM terão acesso à internet em voos internacionais

A TAM anunciou, nesta segunda-feira (25), que estenderá os serviços de celular e internet para voos internacionais a partir do segundo semestre de 2012. Por meio de rede celular, os passageiros das aeronaves da frota internacional poderão usar seus telefones durante o voo e acessar a internet, por meio do sinal wi-fi.
O serviço será oferecido pela empresa OnAir em 12 aviões Boeing e 10 Airbus da TAM. Atualmente, quatro aeronaves da companhia já disponibilizam o serviço em voos domésticos. Outras 27 da frota doméstica estão sendo equipadas e devem ter o sistema instalado até o início de 2012. No total, 80 aviões da TAM terão conexão à internet nos próximos anos, conforme o comunicado da companhia. O sistema de conexão é oferecido pela TAM em voos domésticos há nove meses e tem tido sucesso entre os passageiros, o que levou a companhia a ampliar a oferta do serviço. Hoje, passageiros de quatro aviões da TAM podem realizar chamadas telefônicas, receber e enviar mensagens de texto e acessar a internet em algumas rotas domésticas. De acordo com o comunicado, todas as aprovações de agências reguladoras do setor de telecomunicações foram obtidas e os acordos de roaming já estão em vigor para o serviço nos voos domésticos. A TAM já recebeu certificação de aeronavegabilidade da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para aeronaves da frota doméstica e submeterá solicitação semelhante para os aviões das rotas internacionais antes de instalar o sistema. FONTE: PORTAL AMAZÔNIA

Blake é proibido de ir ao velório de Amy

O funeral de Amy Winehouse será nesta terça-feira será uma cerimônia privada apenas para amigos e familiares.
De acordo com informações da imprensa britânica, é possível que o funeral seja em uma área ao norte da capital britânica, onde a artista tinha ascendência. Amy Winehouse foi casada com Blake Fielder-Civil,que cumpre pena de 32 meses de prisão por roubo e posse de uma arma falsa, não obteve permissão das autoridades penitenciárias para assistir ao ato. Mitch o pai da cantora britânica havia advertido por meio de amigos que não queria a presença do ex- marido Blake. Já que o culpa por fazer Amy iniciar nas drogas, que a levaram a essa tragédia. FONTE: PORTAL ACRÍTICA

Videogame vira tratamento médico para vítimas de acidentes e derrames

Desde a criação de controles sem fio e comandos sensíveis aos movimentos do corpo, o videogame deixou de ser uma atividade sedentária. E agora deixa de ser também uma opção exclusiva para quem está em busca de diversão: os jogos são amplamente recomendados por médicos e fisioterapeutas para reabilitação de jovens a idosos com problemas vasculares, degenerativos ou lesões após acidentes.
“É uma terapia complementar, que deve ser feita em conjunto com a fisioterapia e outros tipos de estímulos”, diz o fisioterapeuta do Hospital Israelita Albert Einstein Gustavo Balieiro de Freitas, que atualmente atende seis pacientes em casa – a maioria com mais de 60 anos. Games como Wii (da Nintendo), Xbox (da Microsoft) e PlayStation (da Sony) ajudam a trabalhar habilidades como memória, raciocínio, atenção e equilíbrio, e a recuperar movimentos perdidos ou prejudicados. Também melhoram a destreza, a coordenação motora, a velocidade e a concentração. “O acompanhamento é importante para que o paciente faça o exercício da forma correta, e é bom lembrar que aquele período é de tratamento, não só de recreação”, afirma Freitas. Há dois anos e meio, ele trabalha com o Wii, por considerá-lo mais lúdico, fácil e simples. Segundo o fisioterapeuta, especializado em neurologia, quando há um profissional por perto a pessoa se sente mais segura e solta. A opinião é compartilhada pela terapeuta ocupacional Thais Terranova, que atua na Rede de Reabilitação Lucy Montoro, mantida pelo governo de São Paulo. “Para jogar em casa, sozinho, o paciente precisa ter a garantia de que não há riscos e a família pode ajudar”, explica. Quando vai à residência de pacientes, Freitas propõe jogos de lógica, soma, cores e esportes, como tênis, boxe, boliche e arco e flecha. “Este último ajuda principalmente os portadores de Parkinson, pois melhora a concentração e o controle sobre os tremores”, conta. Uma plataforma do Wii calcula peso, altura e índice de massa corporal (IMC) para, em seguida, propor atividades possíveis àquele jogador. “O videogame acaba sendo uma prova para ver se o paciente melhorou o desempenho, o que pode ser visto concretamente por números e pontos. É uma forma de mensurar a atividade, aumentar o grau de dificuldade ou escolher outra”, detalha Freitas. E os movimentos trabalhados durante o treino também são feitos do ponto de vista funcional, ou seja, levando-se em conta o que aquele indivíduo precisa no dia a dia. Em geral, dos três dias de terapia convencional realizados na semana, um é reservado para o game. De acordo com Freitas, o Albert Einstein está passando por reforma para adequar um espaço destinado a esse tipo de tratamento. “Acredito que para o ano que vem isso seja possível. O pedido de compra de equipamentos já foi feito”, diz. E a atividade poderá até ser realizada em grupo, o que na opinião do fisioterapeuta tem um ganho motivacional, de socialização, competição e compartilhamento. Movimentos na tela - No Instituto de Reabilitação Lucy Montoro, na capital paulista, os pacientes usam a câmera EyeToy, semelhante a uma webcam, acoplada ao PlayStation 2 e a uma TV de LCD de 32 polegadas. O aparelho capta a imagem e os movimentos do jogador, que consegue se ver na tela e ter uma melhor percepção de sua evolução. São atendidos crianças, adolescentes e adultos após traumatismos cranianos, AVC e acidentes automobilísticos, com paralisia cerebral ou limitações cognitivas e motoras. Cerca de dez pessoas por dia, de 5 a 50 anos, passam por sequências de tarefas, memorização de figuras e outras atividades. O tratamento com videogame é apenas uma parte da reabilitação, e é feito durante pelo menos uma hora, duas vezes por semana, em um período de um mês. Alguns ficam internados (ao todo, há 33 leitos) e outros vão até o local em horários específicos. “Analiso o melhor jogo, a velocidade, o grau de dificuldade, a luz, e se a pessoa precisa sentar ou se apoiar em algo”, afirma a terapeuta ocupacional Thais Terranova. Segundo ela, a imagem projetada na TV é um feedback: o paciente tem um retorno o tempo todo do que está fazendo. Assim, ele se sente ainda mais motivado a pontuar, passar de fase e ultrapassar seus limites. Jovens em recuperação - O estudante de engenharia ambiental Kaike Gorayeb, de 28 anos, sofreu um acidente de moto há um ano e meio, quando um carro bateu nele e na namorada, e teve traumatismo craniano. Ficou em coma e a internação durou dois meses. No início deste ano, durante dois meses, ele fez reabilitação no Lucy Montoro, com fisioterapia, terapia ocupacional, acompanhamento psicológico e nutricional, além do videogame. “É muito interessante, melhorou minha coordenação. Gostava dos jogos de luta, ping pong e chef de cozinha”, lembra. Em casa, Kaike joga mais no computador. “Prefiro coisas de lógica, que tem que pensar”, diz. A fala e o lado esquerdo de Kaike foram as regiões mais afetadas, e ele ainda tem variações bruscas de humor e falhas na memória. Também precisou deixar a faculdade e o cargo de supervisor em uma loja de ponta de estoque administrada pela família. “Ele estava desenganado, disseram que viveria em estado vegetativo”, conta a mãe, Márcia Gorayeb, que vive hoje em função do filho. Já o estudante João Pedro Higushi, de 14 anos, foi vítima de atropelamento no fim de 2010, quando andava de skate, teve traumatismo craniano e ficou em coma por dois meses. Em junho, internou-se no Lucy Montoro em junho, para tratamento intensivo. Ele e a família moram em Mogi das Cruzes, na região metropolitana de São Paulo, e o acidente foi em Salesópolis, mas estão na capital para a reabilitação. “Um rapaz de 18 anos sem carteira desviou de uma mulher com um carrinho de bebê e pegou meu filho na guia”, conta a mãe, Débora Ayame Higushi. Hoje, João Pedro já mexe os braços, fala – ainda com certa dificuldade – e anda com a ajuda de um andador. Nesse período, ele perdeu cerca de 30 quilos. “Gosto de estourar bolhas de sabão e o jogo do chef de cozinha, mas às vezes evito para não ficar com fome”, brinca, ao falar sobre seus games favoritos. A recuperação desses pacientes costuma ser mais rápida nos primeiros dois anos e depois demorar mais. Segundo o neurologista Alexandre Pieri, do Hospital Albert Einstein, independentemente de ser videogame, é importante sair da cama o quanto antes e manter uma atividade na área afetada. De acordo com a fisiatra Marta Imamura, Presidente da Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação e médica do Hospital das Clínicas de São Paulo, jogos virtuais e robôs dão ritmo e constância para o cérebro funcionar. “Duas semanas de tratamento garantem melhoras por até um ano, e os membros superiores são os mais beneficiados”, diz. FONTE: G1