terça-feira, 12 de julho de 2011

Americana dá à luz bebê de 7,3 kg

Um bebê pesando 7,3 kg nasceu no Texas na última sexta-feira (8).
A mãe, Janet Johnson, 39, permanece internada no hospital Good Shepherd em Longview depois de ter dado à luz um dos maiores recém-nascidos já vistos.
Ela ainda aguarda que o Estado do Texas se pronuncie sobre a possibilidade de seu filho, JaMichael Brown, estar entre os maiores nascimentos da história do Texas.
Johnson teve diabetes durante a gestação, o que ocasiona, em muitos casos, aumento no tamanho dos bebês. Os médicos estimavam que, antes da cesárea, o bebê pesasse 5,5 kg.
A criança é o quarto filho de Johnson que espera levar a criança para casa nesta semana. Ela também vai devolver as roupas que não servem em seu filho.
PESQUISA
Ainda no início deste ano um estudo do centro médico Erasmus, realizado na Holanda, apontou que mulheres mais velhas têm mais chances de dar à luz filhos maiores, enquanto os bebês menores são mais comuns entre as mães mais novas.
A pesquisa acompanhou 8.568 mulheres que tiveram filhos entre 2002 e 2006.
O risco de ter um bebê mais pesado (acima de 4,5 quilos) era de 3% entre as mulheres mais novas e chegava a dobrar entre as mães maiores de 30 anos.
Nas mulheres acima dos 40, esse índice atingia 10%.
Bebês que crescem menos do que o esperado no útero são mais suscetíveis a sofrer de diabetes e doenças cardíacas. Já bebês maiores são mais propensos à obesidade.
O achado pode ser importante porque a idade média das mães de primeira viagem tem aumentado no Ocidente.
Em 2010, nos EUA, o Pew Research Center mostrou que a proporção de bebês gerados por mães acima dos 35 anos saltou de 9% em 1990 para 14% em 2008. FONTE: ASSOCIATED PRESS

Microsoft revelará detalhes do Windows 8 em setembro

A vice-presidente de marketing do Windows, Tami Reller, anunciou na última segunda-feira (11) que a Microsoft revelará detalhes do novo sistema operacional Windows 8 na conferência Build para desenvolvedores de software que acontecerá em setembro em Anaheim, na Califórnia.
Durante a Conferência Mundial de Sócios da Microsoft, a executiva repassou as características já apresentadas do Windows 8 e incentivou as empresas que ainda operam com Windows XP a migrarem para o sistema mais atual, Windows 7.
Tanto Reller como Steve Ballmer, executivo-chefe da Microsoft, afirmaram que a próxima versão do sistema operacional da Microsoft será compatível com todos os computadores. "É para as centenas de milhões de PC que existem hoje e para os do futuro", disse Reller, confirmando que requererá as mesmas especificações técnicas ou menos que o Windows 7.
Em maio, Ballmer antecipou que o Windows 8 seria lançado em 2012, apesar de posteriormente a Microsoft negar que haja uma data oficial para o lançamento do produto.
Até o momento, a companhia informática confirmou que seu novo sistema operacional será uma remodelação do Windows e passará ser construído sobre a tecnologia System on a Chip (SoC), responsável pelo florescimento dos tablets e dos smartphones, mercados nos quais o Google e a Apple superam a Microsoft.
O sistema está em seus "ciclos mais adiantados" de desenvolvimento, disse Reller, insistindo que o Windows 8 foi desenvolvido para ter um rendimento "excelente" no manejo da tela táctil e funcionará igualmente com teclado ou mouse.
Além do sistema operacional, Ballmer falou sobre a situação da empresa durante o último ano, que qualificou de "fenomenal" apesar da situação econômica.
Um período no qual a Microsoft comprou Skype, cujo serviço será integrado aos produtos existentes da companhia e conviverá com o Lync, software usado por 70% das 500 maiores empresas americanas listadas pela revista "Fortune", segundo disse Ballmer.
O executivo declarou que o Windows Phone conta com 20 mil aplicativos atualmente desenvolvidos em seus oito meses de vida, um forte crescimento de software para o ambiente móvel da Microsoft, que deverá aumentar ainda mais com a expansão do sistema a partir do final do ano com sua instalação nos telefones da Nokia.
A Microsoft deve lançar o Windows Phone oficialmente nos próximos 12 ou 18 meses no Brasil, Chile, Colômbia e Argentina, de acordo com o diretor de comunicações da empresa para a América Latina, Víctor Aimi. FONTE: EFE

Motoqueiro acidentado não aprende em autoescola, diz pesquisa

Apenas 1 em cada 4 motociclistas acidentados em São Paulo e atendidos no Hospital das Clínicas aprendeu a dirigir em autoescolas, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira pela Secretaria Estadual da Saúde. A maioria, diz o estudo, aprendeu a dirigir sozinho, com amigos ou parentes.
O levantamento foi realizado Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas, entre 2010 e 2011, com 68 motociclistas acompanhados seis meses após o primeiro atendimento.
De acordo com a pesquisa, os autodidatas são a maioria: 32% dos motociclistas acidentados. Quem aprendeu a dirigir com um parente, representou 19%, o mesmo índice de quem aprendeu com amigos.
"Quem não aprendeu a dirigir na autoescola sabe como controlar a motocicleta, mas não aprendeu como fazer uma frenagem segura, ou manter a distância mínima necessária," afirma Julia Greve, médica fisiatra do instituto. "Os princípios de direção defensiva passam a ser ignorados", disse.
Dos participantes da pesquisa, mais da metade (55%) já havia sofrido outro acidente de trânsito. Quanto à situação no momento do acidente, 80% não considerava que a imprudência tinha sido sua.
"É importante que o motociclista tenha consciência de que está no veículo mais inseguro e frágil. Deve dirigir de forma preventiva, evitando ser pego de surpresa, por exemplo, em uma fechada brusca", conclui a médica. FONTE: FOLHA ONLINE

É A PURA VERDADE: Jornalista apanha e se dá mal ao ficar 40 dias sem mentir

O jornalista Jürgen Schmieder conta sua própria experiência de ficar sem dizer qualquer mentira, mesmo as pequeninas cotidianas, durante 40 dias no livro "Sincero" (Verus, 2011).
Como resultado, o escritor --que não podia responder nem a um "Oi, tudo bem?" sem ser verdadeiro-- trocou a simpatia pela sinceridade e abalou as estruturas de seu casamento, apanhou, perdeu algumas amizades, além de receber uma chuvarada de insultos.
O autor divide com os leitores todas as situações hilárias, e outras constrangedoras, nas quais se meteu por causa do pacto, que precisou ser cumprido até em partidas de pôquer e na declaração do imposto de renda.
As vivências permitem ao jornalista refletir, com muito bom humor, sobre quais são as bases em cima das quais construímos nossas relações do dia a dia e quais são os valores mais apreciados pelas pessoas.
Imaginem como seria se a moda de nunca mentir pegasse entre as personagens públicas brasileiras. FONTE: LIVRARIA DA FOLHA

Air France terá que pagar indenizações a famílias francesas

A companhia aérea Air France e a seguradora Axa foram condenadas nesta terça-feira a pagar mais de 400 mil euros em adiantamentos de indenizações às famílias de dois casais de passageiros do voo 447, que caiu no oceano ao fazer o trajeto Rio-Paris em 2009 matando 228 pessoas.
A decisão ocorreu em julgamento do Tribunal de Alta Instância de Toulouse, no sul da França.
Em relação à responsabilidade da companhia aérea, o juiz ordenou o pagamento de 203.235 euros (R$ 447 mil) a uma família de Saint-Jean, próximo a Toulouse, e de 203.235 euros aos filhos e pais de um casal de Gironde.
As famílias também apresentam queixa contra a Airbus, fabricante da aeronave A330, por "defeito em produto defeituoso".
A acusação, porém, foi rejeitada pelo tribunal, que considerou não ser possível se pronunciar de maneira definitiva enquanto ainda transcorre a investigação sobre as causas do acidente. FONTE: FRANCE PRESSE

Após rejeição, Abilio pedirá ao Casino novo encontro sobre fusão

O empresário Abilio Diniz vai pedir ao presidente do Casino, Jean-Charles Naouri, que divide com ele o controle do Pão de Açúcar, que convoque novamente o conselho de administração do grupo francês para analisar a possibilidade de fusão da rede varejista com o Carrefour no Brasil.
O conselho do Casino rejeitou a proposta de Abilio nesta manhã.
Ainda assim, o empresário acredita que, num novo encontro, o comitê pode mudar de opinião se analisar novos estudos que mostrariam as vantagens da operação.
Mesmo com a negativa de hoje, Diniz se diz otimista em relação a um acordo. Ele conversou com exclusividade com a Folha, num telefonema de Paris. Disse que, depois da reunião do conselho do Casino, ele e Jean-Charles Naouri tiveram uma conversa de 40 minutos a sós.
"Foi a primeira vez, em meses, que conversei com o Jean-Charles sobre isso [a polêmica sobre a operaçao com o Carrefour]. Pela primeira vez consegui fazer com que ele me ouvisse um pouco. Pude também defender a minha posição no conselho do Casino. Falei muito, falei bastante. Acho que as pessoas me ouviram. Alguma coisa ficou lá com eles. Agora temos que esperar para ver o que vai acontecer."
Na reunião, o Casino apresentou quatro estudos --entre eles, do Santander, da Goldman Sachs e da Merrill Lynch-- mostrando o que seriam desvantagens da proposta de Abilio.
Já o empresário tem estudos da FGV e da consultoria Tendências, brasileiras, mostrando as vantagens da fusão. FONTE: FOLHA ONLINE