quarta-feira, 18 de maio de 2011

Cartuns sobre DST e Aids incentivam prevenção em prisioneiros

O Departamento de DST/Aids do Ministério da Saúde e a Secretaria de Adminstração Penitenciária do Rio de Janeiro lançaram nesta semana uma exposição e um concurso de cartuns de humor para incentivar a prevenção às doenças sexualmente transmissíveis entre a população carcerária do Estado.
O I Festival Internacional de Humor em DST e Aids é uma exposição itinerante que vai percorrer as 24 unidades do Complexo Penitenciário de Gericinó, entre 8 de dezembro deste ano e dezembro de 2012. No entanto, até o próximo dia 2 de dezembro, os cartuns podem ser conferidos no espaço cultural SuperVia, na estação Central do Brasil, no Rio. Além da exposição, foi lançado também o Concurso de Cartuns de Humor em DST e Aids, que vai acompanhar a exposição itinerante em cada uma das unidades do complexo. O objetivo das duas iniciativas é estimular a prevenção das DSTs e da Aids e divulgar informações sobre o tratamento para a conscientização dos presos, familiares e funcionários, por meio da produção de cartuns inéditos criados pelos internos. A exposição e o concurso serão acompanhados por cursos, oficinas, palestras e exibição de vídeos sobre sexualidade e DST. Serviço: I Festival Internacional de Humor em DST e Aids Quando: até 2 de dezembro de 2010 Onde: Espaço Cultural SuperVia, estação Central do Brasil. Endereço: Praça Cristiano Otoni, s/n°, Centro, Rio de Janeiro Horários: de segunda a sábado, das 10h às 18h.
FONTE: R7

Em entrevista, físico Stephen Hawking diz que ‘não existe paraíso’

Um dos mais renomados físicos do mundo, Stephen Hawking causou polêmica em uma entrevista publicada no jornal britânico “Guardian” ao dizer que não existe paraíso após a morte. Hawking, que tem a maior parte de seu corpo paralisado pela esclerose lateral amiotrófica, já havia afirmado no passado que não acredita na existência de Deus.
“Acredito que o cérebro é um computador que para de funcionar quando todos os seus componentes falham. Não existe nenhum paraíso ou vida após a morte para computadores quebrados; isso é um conto de fadas para pesssoas com medo do escuro”, disse o cientista. Quando foi diagnosticado com a síndrome, aos 21 anos, Hawking foi informado que teria poucos anos de vida. Seus amigos tentaram o convencer a largar o doutorado que fazia na época. Hoje, aos 69 anos, ele diz não ter medo de morrer. “Tenho vivido com o prospecto da morte precoce pelos últimos 49 anos. Não tenho medo da morte, mas não estou com pressa de morrer. Tenho muito que quero fazer antes”, disse ele. Em 2010, o físico recebeu críticas de líderes religiosos ao afirmar que não existia a necessidade de um criador para explicar a existência do Universo. Na entrevista desta semana ao Guardian, ele disse que o “universo é governado pela ciência”. Como “conselho”, disse que a humanidade deve “procurar o maior valor para nossas ações”. FONTE: G1

Haddad diz que MEC não recolherá livro polêmico

O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse hoje que o Ministério não vai mandar recolher o livro Por uma Vida Melhor, distribuído nas escolas e que permite erros de concordância.
- Já foi esclarecido que as pessoas que acusaram esse livro não tinham lido. Uma pena que as pessoas se manifestaram sem ter lido. O MEC (Ministério da Educação) distribuiu o livro pelo PNLD-EJA (Programa Nacional do Livro Didático para a Educação de Jovens e Adultos) a 484.195 alunos de 4.236 escolas. Nele, os autores afirmam que o uso da língua popular - ainda que com seus erros gramaticais - é válido, permitindo frases como "nós pega o peixe" ou "os menino pega o peixe". FONTE: AGÊNCIA ESTADO

Cientistas mexicanos combatem câncer de fígado com ondas eletromagnéticas

Cientistas mexicanos do Cinvestav (Centro de Pesquisa e de Estudos Avançados) trabalham no desenvolvimento de um tratamento que emprega ondas eletromagnéticas de baixa frequência para combater o câncer hepático em estado avançado, informou a entidade nesta terça-feira (17).

Os pesquisadores conseguiram diminuir em 50% o número e o tamanho das lesões preneoplásicas, que são parte inicial do desenvolvimento do câncer, informou em comunicado Mónica Jiménez García, doutoranda do Cinvestav.

Mónica explicou que, ao contrário das radioterapias que matam tanto às células malignas como as benignas, porque empregam energia muito alta, o uso de ondas eletromagnéticas de baixa frequência não chega a prejudicar as células saudáveis.

A acadêmica, especialista em Física Médica, é assessorada pelos cientistas Saúl Villa Treviño, do departamento de Biologia Celular, e Juan José Godina Nava, da área de Física do centro de altos estudos.

O objetivo da pesquisa é determinar o efeito do campo eletromagnético controlado quando aplicado na fase avançada do desenvolvimento do câncer de fígado. No estudo, os pesquisadores utilizaram a unidade hertz, frequência que se caracteriza por ser muito baixa, "não gera calor e tem longitudes que não afetam o organismo", mas pelo contrário, "foram benéficas", destaca a nota.

Para realizar o experimento, os cientistas utilizaram ratos de laboratório com câncer hepático induzido quimicamente, que foram submetidos a uma exposição controlada de campo eletromagnético mediante um equipamento desenhado e construído pelo também pesquisador do Cinvestav Miguel Ángel Rodríguez Segura.

Durante um mês, os animais foram expostos diariamente às ondas eletromagnéticas por vários minutos, num processo em que um computador registrou informações sobre a amplitude do campo eletromagnético, frequência, tipo de onda e tempo de exposição.

Segundo a doutoranda, em países como Alemanha e Itália já se fazem tratamentos similares "de maneira experimental". No entanto, ela afirmou que ainda é necessário fazer muitas experiências sobre o assunto, até para saber se o tratamento é capaz de reduzir o tamanho de um tumor, já que muitos pacientes costumam ir ao médico quando a doença já está muito avançada.

De acordo com a acadêmica, o método das ondas eletromagnéticas de baixa frequência pode ser útil como tratamento preventivo em pessoas com predisposição ao câncer hepático. FONTE: EFE

Banco pede que população fuja de dinheiro pintado

Quando o consumidor deve fugir do dinheiro? Se a nota estiver pintada, é um indício de que ela foi marcada durante um furto a um caixa eletrônico. Em nota divulgada nesta quarta-feira (18), o Banco Central explicou que a população e o comércio em geral devem evitar receber ou repassar o dinheiro quando ele estiver manchado.
Alguns caixas eletrônicos têm um dispositivo que mancha com tinta colorida as cédulas durante tentativa de furto por meio de explosão. Só no Estado de São Paulo neste ano foram 57 ataques a caixas eletrônicos com objetivo de furtar cédulas, sendo que em 33 casos houve explosão. Há um ano começou a ser instalado no país um dispositivo que solta uma tinta avermelhada e mancha as notas na hora do ataque aos caixas. O aparelho está instalado, hoje, em aproximadamente 12 mil caixas no Brasil e em pelo menos 5.000 em SP, segundo estimativas da empresa TecBan, que trabalha com segurança bancária. - Toda cédula que contiver marcas, rabiscos, símbolos, desenhos ou quaisquer caracteres a ela estranhos perderá o poder liberatório e o curso legal, valendo apenas para ser depositada ou trocada em estabelecimento bancário. Sendo assim, os bancos são obrigados a aceitar o dinheiro dos clientes caso eles tenham recebido alguma cédula marcada com tinta. O consumidor receberá um recibo para posterior troca do dinheiro. Isso porque essa cédula será encaminhada ao BC para exame e destruição. Após o exame, o cidadão será ressarcido se a nota for legítima. FONTE: AGÊNCIA BRASIL

POLÊMICA NO AR: Sandy é desmentida por Xuxa e Luciano Huck em jornal

Ainda repercute o fato de Sandy ter participado, no início do ano, da divulgação de uma marca de cerveja, bebida que ela assumidamente não consome.
Na edição desta quarta-feira (18) do jornal Folha de S.Paulo, os apresentadores de TV Xuxa e Luciano Huck rebateram declarações dadas pela cantora em entrevista concedida ao mesmo órgão de imprensa. A ex-parceira de Júnior Lima se defendeu das acusações que recebeu por fazer propaganda de um produto de que não gosta questionando se as pessoas acreditam que Huck e a Rainha dos Baixinhos gostam respectivamente dos produtos Niely Gold e Monange. Os dois não gostaram do que leram. Xuxa, por exemplo, garantiu à publicação que não só usa como até elegeu um dos hidratantes da Monange como o seu favorito, o de cor azul. Por sua vez, o marido de Angélica fez questão de ressaltar que jamais associaria a sua imagem a um produto se não confiasse na qualidade do mesmo. E agora, Sandy, como é que você vai sair dessa? Pelo visto, essa novela deve durar mais alguns capítulos. FONTE: R7