quarta-feira, 27 de março de 2013

ONU divulga relatório com desastres que deixaram mais mortos em 2012

A Organização das Nações Unidas divulgou na última semana um relatório sobre os maiores desastres naturais de 2012 em número de mortos. O maior deles foi a tempestade tropical Bopha, em dezembro, que deixou mais de 1,9 mil mortos nas Filipinas.

Das dez tragédias mais letais, cinco são enchentes. De 2002 a 2011, elas mataram, em média, 3,4 mil pessoas por ano no mundo. Na lista divulgada em 2011, o Brasil ocupou a primeira posição com as enchentes na Região Serrana do Rio em março.

Segundo a ONU, os prejuízos econômicos com desastres passaram de US$ 100 bilhões pela nona vez desde os anos 1980. Em 2012, eles somaram US$ 138 bilhões, sendo US$ 50 bilhões gastos com o furacão Sandy, que não está entre os dez maiores desastres em número de mortos. GLOBONEWS

'App' do Facebook permite ligações gratuitas entre usuários no Brasil

O aplicativo móvel do Facebook para smartphones com sistema iOS e Android começou a aceitar ligações telefônicas gratuitas entre os usuários da rede social no Brasil. Para utilizar o serviço, os dois amigos precisam ter a última versão do "app" do Facebook ou o Facebook Messenger instalados no aparelho e estar usando uma rede Wi-Fi ou 3G.

O recurso, já lançado nos Estados Unidos há alguns meses, é similar ao Skype, embora não permite falar por meio de vídeos. Os aplicativos são gratuitos e podem ser baixados nas lojas virtuais iTunes Store (para iOS) e Google Play (para Android).

Para fazer uma ligação para um contato, é necessário tocar no botão que mostra a lista de amigos no canto superior direito da tela. Em seguida, é necessário tocar no botão "i", que apresenta mais informações sobre a pessoa. Caso ela tenha o aplicativo instalado e esteja em uma rede Wi-Fi ou 3G, abaixo de sua foto aparecerá o botão "Ligação Gratuita". Ao tocar nele, o sistema inicia a ligação. G1

Justiça indiana tenta encerrar processo iniciado em 1878

Assim como no Brasil, a lentidão da Justiça na Índia é apontada como um dos calcanhares de Aquiles para o desenvolvimento do país.

Com milhões de casos pendentes nos tribunais do país, no entanto, há um processo que chama a atenção por sua antiguidade --ele se arrasta desde 1878.

O processo envolve a disputa por um pedaço de terra em Doshipura, na cidade de Varanasi. Quando o caso começou, a Índia ainda estava sob mandato britânico, Rutherford Hayes era o 19º presidente dos Estados Unidos e ainda levariam 28 anos para que Santos Dumont sobrevoasse Paris com seu 14-Bis.

Hoje, Barack Obama é o 44º presidente dos Estados Unidos, a Índia independente tem Pranab Mukherjee como seu 13º presidente, e a chegada do homem à Lua é notícia velha.

Durante todo esse tempo, a comunidade muçulmana xiita de Doshipura vem processando a comunidade sunita por uma área de 2 acres (cerca de 8 mil metros quadrados). Até hoje, nenhuma conclusão foi alcançada. 
 
Acredita-se que o marajá de Benares (como Varanasi era chamada no mandato britânico) era o dono original da terra em disputa.

Os xiitas dizem que o marajá deu a terra a eles de presente, seguindo orientações religiosas, mas os sunitas dizem que o local é um cemitério antigo e que os xiitas não têm autoridade religiosa sobre ele.

Os sunitas dizem que o terreno abriga tumbas não identificadas de dois sunitas. 

Mas o governo do Estado de Uttar Pradesh, onde está Varanasi, alegou à Justiça que a realocação das tumbas poderia levar à violência, e até agora nada foi feito.

A Suprema Corte questionou agora o governo do Estado sobre a razão de a ordem estar pendente há 32 anos. A Justiça parece querer resolver a questão agora por meio de negociações. Mas as posições das duas partes, até aqui, não se mostram animadoras. BBC BRASIL

Vacinação contra a gripe começa em 15 de abril em todo o país


A campanha de vacinação contra a gripe será realizada neste ano entre os dias 15 e 26 de abril, com o dia de mobilização nacional marcado para o dia 20. 
 
Devem ser vacinados crianças de seis meses a dois anos, pessoas com 60 anos ou mais, indígenas, profissionais da saúde, presos, grávidas, mulheres até 45 dias após o parto e pessoas com doenças crônicas. A única contra-indicação é para pessoas que têm alergia severa a ovo.
 
As novidade da campanha deste ano é a facilitação do acesso à vacina para os doentes crônicos, no caso pessoas com doenças respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica, com diabetes, imunossupressão, obesos e transplantados. FOLHA ONLINE

Após prejuízo bilionário, só a água será gratuita nos voos da Gol

A fim de reduzir custo e obter mais receita, a Gol acabará até maio com o serviço de bordo gratuito em todos os seus voos domésticos. De graça, só um copo de água será oferecido -ainda assim, a quem pedir.

Os voos nacionais correspondem a 95% da operação da companhia, que é a única a oferecer venda a bordo no Brasil. O processo começou em 2009 e hoje abrange metade dos voos nacionais. Na TAM, na Avianca e na Azul, o serviço é grátis.

Desde segunda-feira, o cardápio pago foi estendido para os voos da ponte aérea entre os aeroportos de Congonhas e Santos Dumont. Isso significa que, neles, a opção grátis se restringe a água.

Até a semana passada, os passageiros da ponte aérea recebiam, de graça, amendoim, suco e refrigerante.  FOLHA ONLINE

'Maior ataque cibernético da História' atinge internet em todo o mundo

'Maior ataque cibernético da História' atinge internet em todo o mundo

Leia mais em: http://noticias.bol.uol.com.br/ciencia/2013/03/27/maior-ataque-cibernetico-da-historia-atinge-internet-em-todo-o-mundo.jhtm
A internet ficou mais lenta ao redor do mundo nesta quarta-feira devido ao que especialistas em segurança chamaram de maior ciberataque da História. Uma briga entre um grupo que luta contra o avanço do spam e uma empresa que abriga sites deflagrou ataques cibernéticos que atingiram a estrutura central da rede. O episódio teve impacto em serviços como o Netflix - e especialistas temem que possa causar problemas em bancos e serviços de email. Cinco polícias nacionais de combate a crimes cibernéticos estão investigando os ataques. 
 
O grupo Spamhaus, que tem bases em Londres e Genebra, é uma organização sem fins lucrativos que tenta ajudar provedores de email a filtrar spams e outros conteúdos indesejados. Para conseguir seu objetivo, o grupo mantém uma lista de endereços que devem ser bloqueados - uma base de dados de servidores conhecidos por serem usados para fins escusos na internet. Recentemente, o Spamhaus bloqueou servidores mantidos pelo Cyberbunker, uma empresa holandesa que abriga sites de qualquer natureza, com qualquer conteúdo - à exceção de pornografia ou material relacionado a terrorismo. Sven Olaf Kamphuis, que diz ser um porta-voz da Cyberbynker, disse em mensagem que o Spamhaus estava abusando de seu poder, e não deveria ser autorizado a decidir "o que acontece e o que nao acontece na internet". 
 
O Spamhaus acusa a Cyberbunker de estar por trás dos ataques, em cooperação com "gangues criminosas" do Leste da Europa e da Rússia. A Cyberbunker não respondeu à BBC quando contactada de forma direta. 'Trabalho imenso' Steve Linford, executivo-chefe do Spamhaus, disse à BBC que a escala do ataque não tem precedentes. "Estamos sofrendo este ciberataque por ao menos uma semana". "Mas estamos funcionando, não conseguiram nos derrubar. Nosso engenheiros estão fazendo um trabalho imenso em manter-nos de pe. Este tipo de ataque derruba praticamente qualquer coisa". Linford disse à BBC que o ataque estava sendo investigado por cinco polícias cibernéticas no mundo, mas afirmou que não poderia dar mais detalhes, já que as polícias envolvidas temem se alvos de ataques também. 
 
Os autores da ofensiva usaram uma tática conhecida como Negação Distribuída de Serviço (DDoS, na sigla em inglês), que inunda o alvo com enormes quantidades de tráfego, em uma tentativa de deixá-lo inacessível. Os servidores do Spamhaus foram escolhidos como alvo. Linford disse ainda que o poder do ataque é grande o suficiente para derrubar uma estrutura de internet governamental. UOL NOTÍCIAS