sexta-feira, 23 de novembro de 2012

CBF demite Mano Menezes e anunciará novo técnico em janeiro



Mano Menezes foi demitido pela CBF e não é mais técnico da seleção brasileira. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira após reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo, entre o presidente da CBF, José Maria Marin, o vice Marco Polo del Nero, e o diretor de Seleções, Andrés Sanches. A entidade confirmou a informação em seu site, às 16h06m, e comunicou que toda a comissão técnica foi afastada. O novo comandante será apresentado apenas no início de janeiro: Tite (Corinthians), Muricy Ramalho (Santos) e Luiz Felipe Scolari (ex-Palmeiras) estão cotados.

Andrés Sanches deixou o encontro com uma dúvida: permanecer ou não no cargo após a saída de Mano. O ex-presidente do Corinthians pediu mais tempo para tomar a decisão e deverá dar uma coletiva ainda nesta sexta, a partir das 17h, também na sede da FPF.

Mano foi comunicado da decisão por Andrés logo após a reunião. O treinador está em São Paulo e não vai se pronunciar sobre a demissão no momento. O técnico foi contratado em julho de 2010 pelo ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, como susbtituto de Dunga.
Tite, Muricy e Felipão
 
Os preferidos para assumir o comando da Seleção - O técnico Tite, do Corinthians, é o preferido da CBF para assumir o comando da seleção brasileira. O treinador, que vai disputar o Mundial de Clubes no Japão no mês que vem, é o primeiro da lista, que conta ainda com Muricy Ramalho e Luiz Felipe Scolari, o Felipão. A escolha será anunciada de forma oficial apenas em janeiro. Mano Menezes foi demitido nesta sexta-feira após reunião na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo.
 
A permanência de Andrés Sahches como diretor de Seleções facilita a ida de Tite para o comando da equipe nacional. O anúncio em janeiro é um indício de que a entidade vai esperar pelo comandante corintiano.
 
Enquanto Tite é o preferido, Muricy Ramalho aparece como segunda opção. Vale lembrar que o treinador foi convidado por Ricardo Teixeira para assumir o cargo antes da contratação de Mano Menezes. Porém, por conta do vínculo com o Fluminense, o técnico preferiu cumprir o restante do contrato com o clube das Laranjeiras.

Felipão é o terceiro nome da lista. Logo que assumiu a CBF, Marin tinha o então treinador do Palmeiras como o preferido para assumir o cargo. Porém, os colaboradores do mandatário já fizeram a opção por Tite como o futuro comandante do time canarinho.

A decisão pela saída de Mano Menezes foi tomada nesta sexta-feira. Na reunião, Andrés Sanches foi comunicado da preferência da cúpula da entidade pela saída do treinador. O presidente da CBF, José Maria Marin, e Marco Polo del Nero, mandatário da FPF, vice da região Centro-Sul da entidade e membro dos comitês executivos da Conmebol e da Fifa, também participaram do encontro. FONTE: GLOBOESPORTE.COM