terça-feira, 10 de abril de 2012

Sites pornôs controlam 30% do tráfego da internet

O serviço Google DoubleClick Ad Planner, ferramenta gratuita para planejamento de mídia, revelou recentemente alguns dados curiosos sobre pornografia online.

Segundo o site, o Xvideos é o maior do ramo. Sozinho, ele é responsável por 4,4 bilhões de páginas vistas todo mês - número três vezes maior que o apresentado por sites como CNN e ESPN, por exemplo. A média de dados transferidos chega a 29 petabytes por mês, equivalente a 50 GB por segundo.

De acordo com a pesquisa, a média de permanência nesses sites também é grande comparada com sites os de notícias. Enquanto os jornais da web seguram os usuários por uma média de três minutos, os pornôs conseguem mantê-los em suas páginas por até 15 minutos a cada acesso.

O segundo maior site pornográfico, o YouPorn, divulgou seus dados e disse possuir mais de 100 TB em vídeos, além de contabilizar 100 milhões de pageviews por dia e 28 petabytes de dados transferidos todos mês. No "horário de pico", o serviço afirma que chega a ter 800 GB por segundo de tráfego.

Como a estimativa é que o tráfego total da internet seja de 50 TB por segundo, sites pornográficos como o Xvideos e YouPorn são responsáveis, sozinhos, por quase 2% desses dados. fonte: SUPERDOWNLOADS

Criança portadora de necessidades especias é impedida de viajar, em Manaus


Ao tentar comprar passagens aéreas na manhã desta segunda-feira (9), em Manaus, para Campinas (SP), onde submeterá o filho de sete anos a um tratamento médico, a psicóloga Rosângela Fernandes foi surpreendida pela informação de uma atendente do SAC da empresa Azul Linhas Aéreas, de que a criança não poderia voar por ser cadeirante e portador de necessidades especiais.

Para ela, houve discriminação por parte da empresa, para com a criança.

“O que atendente alegou foi que o meu filho além de não ter condições de viajar, a aeronave não tinha como comportar a cadeira de rodas dele. Além disso, não me deram uma alternativa de que forma eu pudesse fazer a viagem”, informa Fernandes.

A escolha pela Azul, segundo a psicóloga, se deu pelo fato do destino para o qual ela irá com o filho não contar com conexão, o que ocorre com as outras companhias aéreas.

“Conheço várias mães que já viajaram de Manaus, por outras companhias aéreas com o filho cadeirante ou portador de necessidades especiais, e que não tiveram problemas, ainda que tivessem que enfrentar conexão”, salienta.

Ainda nesta segunda-feira Rosângela tentaria adquirir passagens para viajar com o filho, em outras empresas aéreas, ainda que tivesse que enfrentar conexão. Ela também não descarta a possibilidade de denunciar o caso aos orgãos competentes.

Contato - Em contato com a assessoria de comunicação da empresa, a mesma se comprometeu a procurar a psicóloga, por telefone, e oferecer uma alternativa para que ela e o filho pudessem viajar, para a realização do tratamento da criança, em Campinas (SP). fonte: ACRITICA.COM