sexta-feira, 6 de julho de 2012

Gate retira 'bomba' deixada nas pernas de vigilante em Campinas

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar retirou por volta das 11h30 o objeto deixado nas pernas de um funcionário de uma empresa de carro-forte que foi rendido nesta sexta-feira (6) por uma quadrilha com homens com armas de grosso calibre. O Gate explodiu o objeto por volta das 11h45, por medidas de segurança. A explosão foi feita por um equipamento chamado Canhão Disruptor, que desmonta e explode artefatos. A polícia informou que o objeto preso ao corpo dele era feito de pvc, alumínio e areia.

O supervisor da empresa de segurança estava com a falsa bomba presa ao corpo, segundo o comando da PM. Ele foi trabalhar com o objeto sem contar para os demais seguranças já que foi ameaçado. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Serviços de Carro Forte (Sindforte), que representa a categoria, a família do supervisor que estava com a 'bomba 'presa ao corpo foi mantida refém em outro local na noite de quinta-feira (5), mas foi libertada durante a manhã.

Ataque - Na alça de acesso da Anhanguera para o Anel Viário Prefeito Magalhães Teixeira, seis assaltantes usaram dois caminhões para bloquear o trânsito, incendiando-os. Tiros foram disparados e três seguranças ficaram feridos. Eles foram atendidos no Pronto Socorro do bairro São José.

Os ladrões fugiram pelo anel viário para a Rodovia Dom Pedro I sem levar o dinheiro. O helicóptero-águia da PM faz buscas pelos criminosos.

O crime será investigado pela Delegacia de Investigações Gerais de Campinas (DIG) e pelo Departamento Estadual de Investigalções Criminais (Deic) de São Paulo, já que um crime semelhante aconteceu na capital. FONTE: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: