sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Exposição em Paris revela a beleza oculta das aranhas

Uma exposição dedicada exclusivamente às aranhas está em cartaz no Museu Nacional de História Natural de Paris.
Segundo os especialistas, ter algumas aranhas em casa pode ser útil. Elas funcionam como inseticidas naturais já que comem os insetos a seu redor. 
Há décadas cientistas estudam as teias de aranhas, feitas de fios mais resistentes que o aço, e tentam produzir a seda em maior escala. O objetivo é desenvolver materiais revolucionários para a medicina e engenharia.
Os organizadores querem que os visitantes conheçam melhor o fascinante universo das aranhas e derrubem preconceitos sobre esses animais que apareceram na Terra há mais de 500 milhões de anos.

"As pessoas conhecem muito pouco, mas se sentem atraídas por tudo o que é relacionado às aranhas", diz o especialista Frédérik Canard, curador da mostra.
A exposição dedicada exclusivamente às aranhas está em cartaz no Museu Nacional de História Natural de Paris. Os organizadores querem que os visitantes conheçam melhor o fascinante universo das aranhas e derrubem preconceitos.
As aranhas são capazes de viver em condições inóspitas. Algums sobrevivem debaixo da terra ou da neve e até na água. Os organizadores da exposição dizem ainda que não é preciso temê-las. Das 41 mil espécies conhecidas no mundo, apenas uma dezena possui um tipo de veneno perigoso para humanos.
A exibição revela dados e características deste predador eficaz e fala de seu importante papel na cadeia alimentar, mas também aborda crenças e mitos envolvendo as aranhas em diversas partes do mundo.

Em partes da África, por exemplo, elas representam sabedoria e inteligência, enquanto mulheres na Sibéria as comem para "aumentar sua fertilidade". A exibição vai até o dia 2 de julho de 2012. Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: