sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Cartunista vai à Justiça para ter direito de usar banheiro feminino

Em uma noite de terça, uma senhora entra no banheiro feminino da Real Pizzaria e Lanchonete, na zona oeste de São Paulo. Ela veste uma minissaia jeans, uma blusa feminina listrada, meia-calça e sandália.

Momentos depois, é proibida de voltar ao banheiro pelo dono do estabelecimento. Motivo: uma cliente, com a filha de dez anos, reconheceu na senhora o cartunista da Folha Laerte Coutinho, 60, que se veste de mulher há três anos.

Ela reclamou com Renato Cunha, 19, sócio da pizzaria. Cunha reclamou com Laerte. Laerte reclamou no Twitter. E assim começou a polêmica. O caso chegou ontem à Secretaria da Justiça do Estado.

A coordenadora estadual de políticas para a diversidade sexual, Heloísa Alves, ligou para Laerte e avisou: ele pode reivindicar seus direitos. Segundo ela, a casa feriu a lei estadual 10.948/2001, sobre discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero.

Proibido de entrar no banheiro feminino, mesmo tendo incorporado as roupas de mulher ao dia a dia, Laerte diz que pretende acionar a lei.

Ele conta que, avisado pelo dono, tentou argumentar com a cliente. "Até brinquei e passei para a minha personagem Muriel e disse: mas sou operado! E ela: mas não é o que você diz por aí."

Laerte, que se define como alguém "com dupla cidadania", diz que passou a usar o banheiro feminino após aderir ao crossdressing (vestir-se como o sexo oposto) e se "consolidar" como travesti, mas não tem preferência por um banheiro específico.

"É uma questão de contexto, de como estou no dia. Não quero nem ter uma regra nem abrir mão do meu direito", disse o cartunista.

Cunha, o sócio da pizzaria, diz que não sabia da "dupla cidadania" do cartunista nem que o caso iria gerar polêmica.

"Eu nem sabia o que era crossdressing. Houve a confusão, e no final eu cometi esse erro de falar: se o senhor puder usar o banheiro masculino, por favor." Ele diz que se arrependeu do pedido.

Ontem, a proibição gerou comentários e dividiu usuários das redes sociais. A discussão ganhou apoio entre associações de travestis e transexuais.

Segundo Adriana Galvão, presidente da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB-SP, não há lei específica sobre o tema. fonte: FOLHA.COM

sábado, 14 de janeiro de 2012

Comandante do cruzeiro que naufragou na Itália é acusado de homicídio culposo

O comandante do Costa Concordia, navio que naufragou na noite desta sexta-feira na costa italiana, próximo à ilha de Giglio, na cidade de Grosseto, foi detido e interrogado pelo procurador chefe da localidade, Francesco Verusio.


Francesco Schettino, de 52 nos e natural de Nápoles, foi ouvido por várias horas por Verusio, após o navio que pilotava e que transportava 4.229 pessoas ter encalhado a 500 metros da ilha toscana.

A promotoria o acusa de homicídio culposo múltiplo, naufrágio e abandono do navio enquanto muitos passageiros ainda se encontravam na embarcação.

De acordo com a imprensa italiana, o comandante deixou o cruzeiro por volta das 23h30 (hora local), quando parte dos tripulantes e dos passageiros ainda aguardavam para serem levados. As últimas pessoas só deixaram o navio por volta das 2h30 e 3h deste sábado.

Dano causado no casco do navio de cruzeiro italiano
Outro tripulante do Costa Concordia, o primeiro oficial da ponte de comande, Ciro Ambrosi, também está sendo investigado, de acordo com a imprensa local.

A caixa-preta da embarcação, na qual se encontram as gravações das conversas entre o navio e o porto de Livorno, o mais importante da região, já foi recuperada, informou o procurador chefe.

Verusio disse que o impacto com as rochas aconteceu às 21h45 e que as capitanias dos portos próximos não foram avisadas imediatamente.

De acordo com a primeira reconstituição feita por Verusio, o capitão se aproximou demais da ilha de Giglio, fez uma manobra errada e o lado esquerdo do casco do navio se chocou com as rochas. Em pouco tempo, muita água entrou dentro da embarcação.

De acordo com a companhia proprietária do navio, a Costa Cruzeiros, o comandante Schettino assegurou neste sábado que as pedras não apareciam no mapa que estava no Costa Concordia.

Até o momento, três pessoas morreram no acidente, dois turistas franceses e um peruano membro da tripulação. Entre 60 e 70 passageiros ainda estão desaparecidos, segundo informou o comandante Cosimo Nicastro, do Comando Geral da Guarda Litorânea da Itália.

Nicastro afirmou à imprensa no porto Santo Stefano, o mais próximo à ilha de Giglio, que esses números ainda não são definitivos. Mergulhadores estão realizando buscas no interior da embarcação, que está inclinada a 80 graus e encalhada num banco de areia de 30 metros de profundidade. fonte: EFE

COSTA CONCORDIA: Socorristas encontram dois sobreviventes em navio naufragado

Um homem e uma mulher foram encontrados com vida na madrugada deste domingo a bordo do navio de cruzeiro "Costa Concordia", que naufragou próximo à ilha de Giglio, no litoral da Toscana, informaram os bombeiros italianos.

Os dois responderam ao chamado dos socorristas, mas ainda não puderam ser resgatados, revelaram os bombeiros. 

"Conseguimos falar com os dois, mas ainda não foi possível chegar até eles", disse Luca Cari, porta-voz da brigada dos bombeiros no local. "Temos 35 homens tentando acessar o local".

Estão dois deques abaixo dos socorristas, na parte alagada do navio, revelou o porta-voz.

Ao menos 40 pessoas "não foram localizadas" após o naufrágio do "Costa Concordia" na madrugada de sábado, que deixou três mortos e 40 feridos.

A capitania do porto de Livorno evita utilizar o termo "desaparecido" para as pessoas "ainda não localizadas", estimando que muitos passageiros do navio devem estar a salvo em terra, mas sem a devida identificação.

O navio levava 4.231 pessoas a bordo, a maioria turistas italianos, mas também cerca de 500 alemães, 150 franceses, 53 brasileiros e vários japoneses, indianos e espanhóis.

Os brasileiros - 47 passageiros e seis tripulantes - estão sãos e salvos, segundo a embaixada do Brasil em Roma.

Grupos de mergulhadores seguem a procura de vítimas na parte alagada do navio, que passou sobre uma rocha perto da ilha de Giglio. fonte: AFP

Estrelas da CES 2012, ultrabooks 'top' fazem inicialização do Windows em até 20 segundos

Esqueça a inicialização do seu computador atual, que provavelmente dura quase um minuto. Muitos fabricantes desembarcaram na CES 2012 com computadores top de linha da categoria ultrabook, que iniciam o Windows em até 20 segundos. Nessa nova categoria de computadores criada pela Intel, as fabricantes brigam pela menor espessura do computador, menor peso e também menor tempo de inicialização da máquina. 

Na estande da Intel – a “responsável” pela nova categoria –, a reportagem do UOL Tecnologia fez um teste rápido de inicialização de sistema operacional em cinco modelos top de linha: Asus Zenbook UX31 (Intel Core i7), Dell XPS 13 (Intel Core i5 ou i7), Toshiba Portégé Z830 (Intel Core i7), Acer S3 (Intel Core i5) e no Lenovo U300S (Intel Core i7). 

Todos inicializaram em até 20 segundos – o que já faz muita diferença para qualquer usuários do sistema operacional Windows 7. Entre os cinco computadores testados, o mais rápido foi o Toshiba Portégé Z830, que iniciou o Windows completamente em 14 segundos. Na sequência, vem o Asus Zenbook UX31 (16 segundos) e o Dell XPS 13 (19 segundos). Empataram Lenovo U300S e o Acer, com 20 segundos cada.

Além da rapidez, os aparelhos chamam a atenção pelo peso. A maioria deles não passa de 1,3 kg (esta é a hora que você pega um saco de feijão de 1 kg e compara com o peso de seu PC). Ainda na parte física, os computadores ultrabook têm um design muito bonito inspirado (ainda que veladamente) na linha de computadores MacBook Air, da Apple, lançado em 2008.

Outra característica interessante desta categoria é a ausência dos HDs (discos rígidos). Quase todos os computadores vêm com discos SSD (Solid State Drive), caracterizados pela rapidez e resistência – um computador com disco SSD pode ser balançado que não há risco de danificação do disco rígido, como ocorre em laptops convencionais.

Nos Estados Unidos, a maioria dos ultrabooks já está disponível ou terá a venda inicializada até o fim do primeiro trimestre. No mercado norte-americano, o preço “padrão” dos tablets é US$ 1.000 (aproximadamente R$ 1,8 mil). Já no Brasil, é possível adquirir um dos poucos disponíveis – há modelos Asus Zenbook e Acer S3 -- por cerca de R$ 3.000. fonte: UOL

sábado, 7 de janeiro de 2012

Ciência descobre o que enlouqueceu os pássaros de Hitchcock

Aves desorientadas que assustaram cidades litorâneas da Califórnia nos anos 60, e inspiraram o clássico Os Pássaros, estavam contaminadas por uma neurotoxina produzida por um tipo de fitoplâncton.

Verão de 1963 na Califórnia, Estados Unidos. A paz de uma pequena cidade litorânea chamada Bodega Bay é arrasada por um ataque selvagem: milhares de pássaros enlouquecidos arrasam casas, cortam a energia elétrica e os fios de telefone e causam várias mortes sangrentas. Não há explicação para o comportamento das aves. 

Essa é uma história que não aconteceu de verdade, mas ainda assim assustou milhões de pessoas, os espectadores do clássico Os Pássaros, do cineasta Alfred Hitchcock. O mestre do suspense, porém, se inspirou em fatos reais para conceber a obra. Dois anos antes, em 1961, ele havia lido nos jornais californianos a história de outra cidade litorânea, North Monterey Bay, que foi atacada por pássaros marinhos. Ao invés de machucar pessoas com bicos e garras, no entanto, as aves apenas regurgitavam anchovas e batiam em muros e paredes, desorientadas. Os acontecimentos pareciam saídos do livro The Birds, da escritora inglesa Daphne du Maurier, publicado em 1952. Como no cinema, não houve explicação para o que ocorreu.

Capa de jornal californiano da década de 60
reporta o ataque real dos pássaros
Trinta anos depois, em 1991, a natureza resolveu realizar um "remake" do fenômeno. Na mesma área, pelicanos apareceram na costa voando desorientados e morrendo aos milhares. E os cientistas conseguiram contar o final do filme: os bichos estavam infectados por ácido domoico, uma neurotoxina produzida por um tipo de fitoplâncton que prosperou nos mares locais na época por motivos ainda desconhecidos. Essas substâncias foram encontradas em grandes quantidades no estômago de peixes da região, que são o alimento dos pássaros marinhos.

Os cientistas suspeitavam que o mesmo motivo causou o surto dos pássaros de 1961, mas não havia evidências concretas. Cientistas das universidades da Califórnia e da Louisiana, nos EUA, porém, encontraram a diatomácea Pseudo-nitzschia em amostras de fitoplâncton da época. Segundo o estudo publicado na última edição da revista Nature Geoscience, as concentrações encontradas não deixam dúvidas quanto à presença massiva da neurotoxina no organismo de peixes que se alimentavam do fitoplâncton.

Cinquenta anos depois, essa neurotoxina tem reconhecido o seu "crédito" no episódio, pondo fim ao suspense. A pesquisa foi feita por Sibel Bargu, Mary W. Silver, Mark D. Ohman, Claudia R. Benitez-Nelson e David L. Garrison. fonte: VEJA.COM

Tablet de 100 dólares será exibido em feira de tecnologia

A organização One Laptop Per Child (OLPC) irá apresentar seu tablet de 100 dólares durante a Consumer Electronic Show (CES), em Las Vegas.

Chamado de XO-3, o tablet tem tela de 8 polegadas e o sistema Marvell Armada PXA618 de 1 GHz (system-on-a-chip). O principal foco do hardware do XO-3 é entregar um baixo consumo de energia a custos baixos.

Outros recursos do tablet incluem Wi-Fi, circuitos que permitem a recarga da bateria por painéis solares ou dispositivos manuais, tela Pixel Qi para ser lida mesmo à luz do Sol, duração de bateria de 8 a 10 horas e suporte a Linux e Android como sistema operacional. fonte: VEJA.COM

Colômbia devolve menina americana erroneamente deportada ao país

Sem passaporte e sem falar espanhol, a texana Jakadrien Turner ficou morando em Bogotá 
Uma norte-americana de 15 anos que foi deportada por engano à Colômbia conseguiu retornar aos EUA na última sexta-feira, em meio à perplexidade de sua família pelo fato de a menor de idade ter sido enviada a um país do qual sequer é cidadã.

A texana Jakadrien Turner foi devolvida às autoridades diplomáticas dos EUA depois de estas terem identificado que a menina era norte-americana.

Ainda não está totalmente esclarecido o processo de deportação de Jakadrien, que não tem passaporte colombiano e não fala espanhol.

Segundo relatos, a menina acabou tendo que viver e morar por cerca de oito meses em Bogotá até que a avó de Jakadrien, Lorene Turner, entrou em contato com a polícia de Dallas depois de identificar a neta no Facebook.

'Milhões de perguntas' - A adolescente havia fugido de casa em 2010 e dada como desaparecida em 19 de novembro daquele ano. Seu nome constava da lista do Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas nos EUA.

Jakadrien havia sido detida pela polícia de Houston em abril de 2011, prisão que acabou levando à sua deportação, depois de a menina ter supostamente alegado que se chamava Tika Lanay Cortez, o nome de uma colombiana nascida em 1990.

"Eles (a polícia) não fizeram seu trabalho", disse Lorene Turner a uma TV local. "Como podem deportar uma adolescente à Colômbia sem um passaporte, sem nada?"

Johnisa Turner, mãe da menina, disse à agência Associated Press na sexta-feira que tinha "um milhão de perguntas" para fazer à filha, que chegou a Dallas na última sexta-feira.

"Estou muito empolgada", disse a mãe, antes de se encontrar com Jakadrien. "Sinto que um peso saiu (das minhas costas). Ao mesmo tempo, só me sentirei bem quando encostar nela, quando a colocar em meus braços."

INVESTIGAÇÃO - Autoridades migratórias dos EUA dizem que, após a prisão de Jakadrien, não encontraram nenhuma pista que indicasse que a menina havia dado um nome falso à polícia, mas afirmam que vão investigar as circunstâncias da deportação, diante da gravidade das acusações.

Também segundo a Associated Press, durante o processo de deportação, Jakadrien supostamente foi entrevistada por um representante do consulado colombiano em Houston, que lhe concedeu um documento de viagem.

Já a Chancelaria colombiana disse que Jakadrien recebeu os documentos a pedido da Agência Nacional de Segurança dos EUA.

Segundo autoridades colombianas, ao chegar ao país sul-americano, a menina foi inscrita em um programa social que lhe deu abrigo, assistência psicológica e um emprego de atendente de telemarketing. fonte: BBC BRASIL

Notícia de que Cristina Kirchner não tem câncer surpreende argentinos

A notícia foi dada neste sábado por seu porta-voz, Alfredo Scoccimarro, diante das câmeras de televisão do país, e provocou gritos e aplausos de seus seguidores concentrados na entrada do hospital Austral, na cidade de Pilar, onde Cristina foi operada na quarta-feira.

Segundo Scoccimaro, a operação para a retirada da glândula da tireoide foi bem-sucedida, mas exames posteriores detectaram que o órgão não contém células cancerígenas.

"O diagnóstico original foi modificado. (Exames) constataram a presença de nódulos em ambos os lóbulos da glândula tireoide, mas a presença de células cancerígenas foi descartada", disse o porta-voz.

A presidente já recebeu alta hospitalar e foi levada de helicóptero à residência presidencial de Olivos.

"Realmente é uma surpresa e que devemos comemorar", disseram apresentadores das emissoras TN e C5N, de Buenos Aires.

Em seus sites, os jornais Perfil, Clarín e La Nación, críticos ao governo, destacaram a informação em suas manchetes. "Cristina teve alta após diagnóstico que não poderia ter sido melhor", publicou o Perfil.

O fato de que Cristina teria câncer era considerado, até então, tão consumado que a revista semanal Noticias, nas bancas desde sexta à noite, véspera do mais recente boletim médico, destacou na primeira página: "A luta da presidente contra o câncer".

'Suficiente' Segundo o boletim médico, os exames indicaram que a cirurgia realizada foi "suficiente" para a retirada dos nódulos de Cristina, não sendo necessária "a administração de iodo radioativo".

Nos últimos dias, a saúde da presidente tinha provocado uma série de especulações na imprensa local. O La Nación enfatizou, em editorial, a importância das instituições num momento delicado da saúde da presidente. Analistas escreveram que a presença do câncer poderia levá-la a reduzir o ritmo de trabalho.

Nos últimos três dias, seguidores da presidente acamparam na entrada do hospital, e muitos levaram flores, bandeiras e cartazes com o nome de Cristina e de seu marido, o ex-presidente Néstor Kirchner, morto em outubro de 2010.

Durante a internação, a presidente foi acompanhada pelos filhos, Maximo e Florencia, além de sua mãe e de sua irmã. Na mídia local, neste período, foi destacado ainda o "papel crescente" de Maximo - que preside um grupo da juventude peronista que presta apoio ao kirchnerismo - como assessor direto da presidente.

"Maximo foi quem definiu todos os detalhes antes e durante a internação e também esteve em contato com assessores da presidente", afirmou Edgardo Alfano, comentarista de política da TN.

A expectativa é de que Cristina retorne ao trabalho em 25 de janeiro. Até lá, o vice-presidente e ex-ministro da Economia, Amado Boudou, ocupará interinamente a cadeira presidencial. fonte: BBC BRASIL
Heather Donahue em "A Bruxa de Blair" (1999) e na capa de seu livro
A atriz americana Heather Donahue, protagonista de “A Bruxa de Blair” em 1999, voltou aos holofotes depois de anunciar que tinha deixado a carreira de atriz para vender maconha medicinal. Em entrevista à Reuters, Donahue – que agora atende pelo codinome de “Grow Girl”– falou sobre seu cotidiano na nova profissão e o que a levou a mudar de ideia.

“Tenho muito orgulho do meu trabalho em ‘A Bruxa de Blair’. Sinto que fiz o que deveria. Recebi um Framboesa de Ouro de pior atriz naquele ano, e levei isso para a vida”, diz. 

“Depois de queimar todas as minhas lembranças da carreira de atriz, conheci um cara que vivia na cidade e ele me convidou para ir à sua casa onde plantava maconha. Não fazia ideia de que as pessoas faziam isso para sobreviver. Por isso comecei a escrever um livro sobre o assunto”, explica Donahue, que lançou o livro "Growgirl: How My Life After the Blair Witch Project Went to Pot" na última terça (3), nos Estados Unidos.

Quanto às perspectivas de vida, Heather diz que "às vezes gostaria de ser uma esposa da maconha". Para quem não entende, a Grow Girl explica: "Ela é tipo uma dona-de-casa dos anos 50. Toma conta de seu homem, tem um bebê e cozinha. Tem um jardim para colher alimentos, mas também pode ganhar dinheiro com isso”.

Apesar da descriminalização em 1996, algumas plantações ainda são ilegais no estado da Califórnia. Apesar disso, a ex-atriz não acha que está violando nenhuma lei. “Não estou fazendo algo errado, mas positivo para o mundo. Acho que o problema é a política, não a planta. A proibição causa mais dano do que a maconha e eu acho que o assunto tem que ser tratado com um pouco mais de humor", finaliza. fonte: UOL

'Megagrávida' de Taubaté (SP) leva 4 Marias na barriga

A pedagoga Maria Verônica Aparecida Vieira, 25, de Taubaté (SP), está esperando quatro Marias para as próximas semanas, mas só descobriu que a gravidez era de quádruplos um mês atrás.

O primeiro ultrassom mostrou apenas dois bebês. Em outubro, "apareceu" mais um. Pelo tamanho da barriga, porém, a família já desconfiava que vinha mais criança por aí.

Na 34ª semana de gestação (a gravidez dura cerca de 40 semanas), a pedagoga precisa encomendar suas roupas, dorme "quase sentada" e tem dificuldade para andar.

E afirma que fica o tempo todo descalça porque, com os pés inchados, eles "não entram nem Havaianas". Até o momento, Maria Verônica diz ter engordado "apenas" 30 quilos. 

SORTE - Dona de uma escola infantil, ela e o metalúrgico Kleber Eduardo Vieira, 37, são pais de um menino de quatro anos, Kauê, e vivem um caso raro.

A probabilidade de uma mulher ficar grávida de quadrigêmeos univitelinos, sem tratamento, como neste caso, é de 1 para 658,5 mil, segundo o obstetra Helvio Bortolozzi Soares, da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

De acordo com ele, a gestação é de alto risco porque pode provocar trombose e pré-eclâmpsia (aumento súbito na pressão arterial).

Em gestações múltiplas, diz o obstetra, o mais comum é que os bebês nasçam com baixo peso e prematuros, até a 33ª semana de gestação.

"Ela tem sorte, ultrapassou o limite de prematuridade", afirma Soares. "Se ela fizer um bom pré-natal, há chance de os quatro bebês nascerem saudáveis, mesmo com o peso menor que o normal."

CORES - A pedagoga diz que, durante as consultas semanais, não foi detectado nenhum problema com as filhas.

A cesárea deve ser feita por volta do dia 20. Até lá, ela conta com a ajuda financeira de conhecidos para fazer as compras necessárias.

Quando as Marias nascerem (Klara, Eduarda, Fernanda e Vitória), o casal pretende vestir cada uma com uma cor diferente para identificá-las. fonte: FOLHA.COM

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Exposição em Paris revela a beleza oculta das aranhas

Uma exposição dedicada exclusivamente às aranhas está em cartaz no Museu Nacional de História Natural de Paris.
Segundo os especialistas, ter algumas aranhas em casa pode ser útil. Elas funcionam como inseticidas naturais já que comem os insetos a seu redor. 
Há décadas cientistas estudam as teias de aranhas, feitas de fios mais resistentes que o aço, e tentam produzir a seda em maior escala. O objetivo é desenvolver materiais revolucionários para a medicina e engenharia.
Os organizadores querem que os visitantes conheçam melhor o fascinante universo das aranhas e derrubem preconceitos sobre esses animais que apareceram na Terra há mais de 500 milhões de anos.

"As pessoas conhecem muito pouco, mas se sentem atraídas por tudo o que é relacionado às aranhas", diz o especialista Frédérik Canard, curador da mostra.
A exposição dedicada exclusivamente às aranhas está em cartaz no Museu Nacional de História Natural de Paris. Os organizadores querem que os visitantes conheçam melhor o fascinante universo das aranhas e derrubem preconceitos.
As aranhas são capazes de viver em condições inóspitas. Algums sobrevivem debaixo da terra ou da neve e até na água. Os organizadores da exposição dizem ainda que não é preciso temê-las. Das 41 mil espécies conhecidas no mundo, apenas uma dezena possui um tipo de veneno perigoso para humanos.
A exibição revela dados e características deste predador eficaz e fala de seu importante papel na cadeia alimentar, mas também aborda crenças e mitos envolvendo as aranhas em diversas partes do mundo.

Em partes da África, por exemplo, elas representam sabedoria e inteligência, enquanto mulheres na Sibéria as comem para "aumentar sua fertilidade". A exibição vai até o dia 2 de julho de 2012. Fonte: G1

1,6 mil haitianos receberam visto para trabalhar e estudar no Brasil em 2011

O Ministério da Justiça (MJ) divulgou, nesta sexta-feira (6), que 1,6 mil haitianos, que entraram ilegalmente no país, tiveram sua situação regularizada após a emissão de vistos humanitários em 2011. O documento é emitido pelo Conselho Nacional de Imigração do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e permite que os estrangeiros possam trabalhar e estudar no Brasil.

Segundo o MTE, 634 haitianos receberam o visto entre janeiro e setembro de 2011 -- último período com dados analisados e concluídos pelo ministéro. Destes, 397 estão no Amazonas, 207 no Acre, 14 em São Paulo, três no Tocantins e 13 em outros estados.

Ainda de acordo com o Ministério da Justiça, estima-se que cerca de quatro mil haitianos tenham entrado no Brasil em 2011. Outros dois mil imigrantes do Haiti entraram com processo para obter o visto humanitário e são analisados pelo MJ e pelo MTE.

O Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), do Ministério da Justiça, informou que os haitianos não podem ser considerados como refugiados, pois não estão enquadrados na Convenção de Genebra, de 1951, e na lei nº 9.474/97, do Brasil. Eles são tratados como imigrantes sob caráter humanitário.

SITUAÇÃO NO ACRE -  Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Acre, cerca de 500 haitianos entraram no período entre Natal e Ano Novo. O governo acriano solicitou ajuda ao governo federal para prestar assistência humanitária aos haitianos. Foram doadas, de acordo com o Ministério da Justiça, 14 toneladas de alimentos. Destas, oito toneladas já foram entregues, segundo as autoridades do Acre.

O Ministério da Justiça informou que a Polícia Federal está monitorando esses haitianos que entraram no país no fim de ano e começo de 2012. A maioria deles fica em Brasiléia e em Epitaciolândia. "Hoje, temos 1.250 haitianos no Acre. Eles recebem três refeições diárias, mas conseguimos dar alojamento para 80 deles, a maioria mulheres com crianças e idosos. Todos ficam em uma pousada alugada pelo governo estadual", disse Nilson Mourão, secretário de Justiça e Direitos Humanos do Acre.

De acordo com ele, 2,5 mil haitianos já passaram pelo Acre desde fevereiro de 2011. "Assim que consquistam o visto, eles procuram seus destinos no país. O Acre não é o destino final deles, pois muitos querem ir para Rondônia, Santa Catarina e São Paulo", afirmou Mourão.

Segundo o secretário, os haitianos que vão para Rondônia seguem para o estado vizinho para trabalhar nas usinas de Jirau e Santo Antônio. "Quem segue para Santa Catarina são procurados por empresas de construção de piscinas. Em São Paulo, são requisitados para a construção civil", disse Mourão.

CAMINHO ATÉ O ACREOs haitianos que deixam Porto Príncipe, capital do Haiti, passam pela República Dominicana, seguem pelo Panamá e Equador e desembarcam em Lima, no Peru. No país peruano, os haitianos viajam para Puerto Maldonado.

Outro caminho feito por eles é pela cidade boliviana, Cobija. "Tanto de Puerto Maldonado como de Cobija, eles entram por Brasiléia e Epitaciolândia. Para a primeira cidade acriana, o acesso é por uma ponte. Para a segunda, apenas uma pequena rua separa os dois países. Felizmente, a PF está aumentando o efetivo e a fiscalização no trecho, dificultando a entrada de novos imigrantes ilegais", disse Mourão.

De acordo com o secretário, os haitianos preferem ficar no Brasil do que nos países vizinhos como Bolívia e Peru. "Eles relatam que sofrem violência física e sexual, roubo e extorsão. Por isso eles praticamente correm para cá. O perfil dos haitianos é diferentes de outros que costumamos ver. Eles têm estudo, eram qualificados profissionais quando viviam no Haiti e podem ser bem aproveitados para diversas áreas de produção no país". Fonte: G1

Foto de catálogo de roupas infantis cria polêmica ao mostrar homem nu

A loja de departamentos francesa La Redoute, que atua em vários países, provocou polêmica após uma foto de divulgação do catálogo de roupas infantis mostrar um homem nu ao fundo. A rede retirou a imagem de seu site e pediu desculpas, segundo o jornal "The Sun". Fonte: G1

Após ser capturado, peixe de quase 2 metros vira atração na China

Um peixe de 1,92 metro de comprimento e 104 quilos foi capturado em um reservatório em Huzhou, na província chinesa de Zhejiang. O pescador Wang Baiping, de 60 anos, disse que era a maior que já tinha visto. Por conta do tamanho, o peixe foi levado para um resort local onde está sendo exibido como atração turística. Segundo o especialista Yuan Leha, o peixe é uma carpa negra e deve ter cerca de 20 anos de idade, segundo o site "Hangzhou.com.cn". Fonte: G1

'Super-heroína' sexy é flagrada nas ruas da capital chinesa

´Super-heroína' usa máscara e roupa preta que realça as curvas de seu corpo.
Uma 'super-heroína' sexy tem ajudado pessoas nas ruas de Pequim, na China. A mulher usa máscara e uma roupa preta que realça seu busto. Ela foi vista na véspera de Natal entregando comida e roupas nas ruas de Pequim, segundo o site chinês "News 163". Fonte: G1




Novo Chrome carrega páginas enquanto usuário digita endereço

O Google liberou para download versão de teste do navegador Chrome com novas funções de velocidade e segurança. O anúncio da edição beta foi feito nessa sexta-feira (6), por meio do blog oficial do programa.

Enquanto o usuário digita o endereço de um site, o navegador carrega páginas relacionadas, sem exibi-las. Assim, em teoria, ao teclar "Enter" o site aparecerá mais rapidamente.

A nova função de segurança é uma espécie de antivírus: o navegador analisa alguns arquivos executáveis que o internauta tenta baixar, como instaladores de programas e jogos e os checa com uma lista. Se eles têm vírus ou se vêm de sites suspeitos, recomenda que o usuário não faça o download. A lista de programas e endereços maliciosos a serem evitados deve aumentar nas próximas versões, diz o Google.

O Google reforça que a nova ferramenta não substitui outras medidas de segurança e pede cautela ao baixar arquivos. Fonte: G1

Compositora de 'Ai se eu te pego' conta trajetória do hit antes da fama

Uma brincadeira com os dançarinos durante suas apresentações nas praias de Porto Seguro, na Bahia, rendeu a Sharon Acioly um dos maiores sucessos de sua carreira. A música "Ai se eu te pego" ficou mais conhecida na voz do cantor Michel Teló, mas já foi gravada pela banda de forró baiana Cangaia de Jegue, pelo grupo Garota Safada e já virou hit na internet em um vídeo que mostra soldados que seriam israelenses dançando. O que poucos sabem é que antes do sucesso, a composição já teve outras versões e chegou a ser registrada com o título "Assim você me mata".

"Eu costumava apresentar os dançarinos chamando-os até a frente do palco e brincava com a plateia ensinando o refrão para as meninas cantarem para eles. Era em ritmo de funk, 'nossa, assim você me mata'", conta Sharon Acioly, que ficou conhecida nacionalmente com a "Dança do quadrado", que estourou em 2008.

Sharon revela que ao perceber que a brincadeira tinha caído no gosto popular resolveu transformá-la no refrão de uma música que escreveu para homenagear dois dos seus dançarinos. "A primeira estrofe era para 'Rafael do Creu', já a segunda parte foi feita para Jonatan", completa.

Um videoclipe chegou a ser produzido por Sharon em meados de 2009 para divulgar a composição na internet, mas segundo a artista não deu o resultado esperado (veja ao lado).

A versão conhecida pelo público de "Ai se eu te pego" surgiu quando Antônio Dyggs, empresário e compositor, entrou em contato com Sharon e apresentou uma nova letra para o refrão criado por ela, em ritmo de forró. "Eu adorei a versão e nós registramos juntos. Logo a música fez o maior sucesso em Feira de Santana [município baiano]", lembra Sharon.

Em 2010, a Cangaia de Jegue foi a primeira banda a gravar a música (veja ao lado). O vocalista Norberto Curvello conta como o grupo foi beneficiado pela fama do hit: "Estamos tirando o melhor de tudo isso. Na Bahia a música já era conhecida e quando as pessoas veem ela sendo tocada nacionalmente associam ao Cangaia de Jegue. Quem não conhecia nossa versão acaba conhecendo, porque pesquisa, aparecemos nas buscas pela internet. Depois desse sucesso, associado a outras músicas como 'Bolo doido' e 'Red Label ou Ice', estamos fechando contrato com uma grande gravadora".

Em 2011, Michel Teló conheceu a música ao ouvi-la durante a apresentação de uma banda de forró em Salvador. "A produção dele foi atrás da banda interessada em colocar a música em ritmo sertanejo. Nós fomos contatados e firmamos um contrato. A equipe dele é supercorreta e recebemos nossos direitos autorais tudo certinho", diz Sharon.

PERFIL -  Aos 41 anos, Sharon se define como "uma apresentadora que canta". Criada no Rio de Janeiro, Sharon conta que nasceu nos Estados Unidos durante uma turnê de seu pai. "Boa parte da minha família é envolvida com música, cresci nesse meio", revela.

Hoje Sharon avalia que consegue "viver de música", mas admite que precisa de algumas estratégias para o período de "vacas magras". "Trabalhar com música é muito instável. Um dia você tem muitos shows, em outro já foi trocado. Uns conseguem viver da música, outros não. Entre as precauções, costumo investir em imóvel, para ter alguma segurança. Pelo menos teto para morar não vai faltar!", brinca.

A apresentadora diz que foi pioneira na implantação da animação de praia em Porto Seguro, que costuma reunir centenas de pessoas à beira do mar. Foi trabalhando com animação nas praias que Sharon conheceu a "Dança do quadrado", que se tornou um hit e lhe rendeu algumas apresentações na televisão.

"Minha primeira participação em um programa de TV foi no Caldeirão do Huck. Foi um verdadeiro sonho para mim, Luciano Huck é uma das personalidades nas quais me espelho. Os meus dançarinos são para mim como as 'coleguinhas' [assistentes de palco do programa], tento promovê-los, para que também tenham uma carreira", diz.

A apresentadora Xuxa Meneghel é outra referência para Sharon, que adaptou diversas brincadeiras da artista para as animações praticadas nas praias baianas. "Sempre baseei meu trabalho de palco em Xuxa. Enquanto minhas amigas queriam ser paquitas eu esperava abrir vaga para ser Xuxa!", diverte-se.

Sobre os projetos para o futuro, Sharon diz que sonha em ser apresentadora de TV e que pretende investir mais em sua capacitação profissional, fazendo cursos de dança, música e aprimorando a dicção. "Estou saindo do grupo do qual fiz parte durante muitos anos em Porto Seguro e vou passar um período em Salvador, curtindo umas férias e investindo em mim", conclui. Fonte: G1

Mosquito da dengue já resiste a inseticida, mostra estudo

A lógica de que exagerar na dose de analgésicos pode tornar a pessoa mais resistente à dor se aplica ao veneno para o controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue.

Uma pesquisa da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Botucatu aponta que o emprego excessivo de inseticidas, tanto o aplicado pelas prefeituras quanto os usados em casa, induz o mosquito a ter uma resistência genética maior ao veneno.

O trabalho fez o mapeamento genético de 95 mosquitos em sete cidades paulistas, com diferentes incidências de casos de dengue.

Em laboratório, também foi avaliado como o organismo das larvas do inseto respondia ao veneno.



MAPEAMENTO - A resistência dos insetos a diferentes venenos já vem sendo mapeada pelo Ministério da Saúde e por órgãos estaduais. Em São Paulo, o acompanhamento é feito pela Sucen (Superintendência de Controle de Endemias).

O estudo também toma por base a série histórica dos dados de resistência, catalogados desde 1996 em diferentes cidades pela Sucen.

A estimativa aponta, por exemplo, que, enquanto em Marília, com poucos registros de dengue, os inseticidas públicos matavam ao menos 80% dos mosquitos, em Santos a taxa de sucesso chegava à metade em alguns casos.

"É preciso periodicamente analisar a eficácia, porque a resistência é um processo. O que é bom hoje pode não ser no próximo verão", diz Maria de Lourdes Macoris, que trabalha na Sucen de Marília e é autora do estudo.

Em laboratório, foram selecionadas cerca de 150 larvas do mosquito para cada cidade estudada. Nessa fase, a da análise bioquímica, o metabolismo das larvas mais resistentes ao inseticida mostrou maior atividade das enzimas do grupo das esterases, ligadas à capacidade de neutralizar o veneno.

O estudo também analisou o material genético de 95 mosquitos, nascidos de ovos obtidos em cada um dos municípios escolhidos.

Segundo a pesquisadora, o material genético de cada grupo de mosquito variou muito, o que revelou um baixo fluxo gênico, ou seja, pouca mistura entre as diferentes populações do inseto.

VARIADO - Como a genética do Aedes revelou ser muito variada de uma localidade para outra, isso indica, de acordo com Macoris, que o mosquito tende a se estabilizar em cada local e a desenvolver diferentes níveis de resistência a inseticidas, conforme a exposição do animal à substância.

Órgãos públicos já controlam o veneno, diz a pesquisadora, mas a orientação é que, dentro de casa, o uso seja moderado. "Ainda existe essa cultura nas pessoas de acreditar na eficácia do inseticida em casa", afirma.

O Ministério da Saúde também alerta para o uso doméstico exagerado de inseticidas contra o mosquito.

Há 12 anos, o governo criou um sistema de monitoramento da eficácia dos venenos aplicados. Vinte cidades paulistas foram selecionadas.

A cada dois anos, as prefeituras recolhem ovos do mosquito para serem analisados em laboratórios da rede pública de saúde. O veneno é trocado sempre que a taxa de resistência fica muito alta.

Suécia reconhece igreja do Ctrl+C e Ctrl+V como religião

Logo da Igreja do Kopimismo, reconhecida na Suécia
A Igreja do Kopimismo (Church of Kopimism), religião que tem como base o compartilhamento de informações, foi formalmente reconhecida pelo governo da Suécia.

Kopimi, em inglês, é pronunciado copy me --ou me copiem. É um selo formulado para ser o oposto do copyright, que dá permissão para que o conteúdo seja copiado e disseminado sob qualquer propósito, comercial ou não.

A seita foi criada pelo estudante de filosofia Isak Gerson, 19. Além dele, também aparece como fundador da religião o estudante de economia Gustav Nipe, 21 --ele também é um participante ativo do Partido Pirata da Suécia.

Em seu Twitter (@isakgerson), Isak escreve com ares de profeta. "Um décimo dos arquivos de todos deveria ser compartilhado", disse.

Os "kopimistas" acreditam que toda informação compartilhada tem mais valor e é sagrada. Os símbolos da religião são o Ctrl+C e o Ctrl+V.

O reconhecimento protege e garante o direito dos kopimistas de exercerem a religião e, pelo menos da teoria, pode dar acesso à assistência financeira do governo.

Em 2009, a Suécia foi palco de outro acontecimento na área de cultura digital: o Partido Pirata sueco conseguiu 7% dos votos do país nas eleições parlamentares europeias. Fonte: FOLHA.COM

Sob críticas, entidade ampliará número de domínios na internet

Diretoria da ICANN aplaude após votação em Cingapura que
aprovou a criação de novos domínios na internet
A ICANN (Internet Corporation for Assigned Names and Numbers), uma entidade independente responsável pela organização da internet, planeja levar adiante seus planos para expandir o número de endereços possíveis na rede, apesar de críticas setoriais e de preocupações de algumas organizações policiais.

A entidade, que decide quem administra os domínios com os sufixos .com, .net e outros que ficam na porção final de um endereço on-line, planeja começar a aceitar na semana que vem inscrições para um número muito maior de opções de domínios on-line.

Isso enfureceu e preocupou muitas empresas, que já dedicam esforços a vasculhar a web em busca de violações de marcas e ocasionalmente adquirem endereços que não planejam usar a fim de impedir que caiam sob o controle de aproveitadores.

Em carta divulgada na terça-feira, Lawrence Strickling, diretor da Administração de Telecomunicações e Informações, no Departamento de Comércio norte-americano, instou a ICANN a tomar medidas que minimizem a necessidade desse tipo de registros defensivos por parte das empresas.

"Em reuniões que conduzimos com o setor nas últimas semanas, descobrimos que existe forte preocupação quanto aos detalhes específicos de um programa que pode resultar em consequências imprevistas e inesperadas, as quais podem ameaçar seu sucesso", escreveu Strickling em sua carta.

A ICANN informou na quarta-feira que estudaria as recomendações de Strickling. "Apreciamos as recomendações e sugestões do secretário assistente Strickling", disse Steve Crocker, presidente do conselho da ICANN, em comunicado distribuído via e-mail.

Os novos domínios custariam US$ 185 mil cada, e as inscrições serão aceitas a partir de 12 de janeiro, ainda que não se saiba quando os primeiros domínios registrados sob o novo regime entrarão em operação.

"É claro que vamos agir devagar", disse uma fonte próxima à ICANN.

Mas, ainda assim, a organização não planeja adiar o lançamento dos novos domínios, cujo objetivo é permitir mais inovações em endereços de site e abrir espaço para os alfabetos não latinos. A organização promete um rápido processo para lidar com violações a marcas registradas sob o novo sistema. Fonte: REUTERS

Novo iPhone consome duas vezes mais dados que modelo anterior

O novo iPhone 4S consome, em média, duas vezes mais dados que o modelo anterior e ainda mais que o tablet iPad, pelo uso crescente de serviços on-line como o software de voz Siri, conforme estudo divulgado nesta sexta-feira.

Quando a Apple lançou o iPhone 4S, em outubro, as ligeiras mudanças apresentadas decepcionaram analistas e críticos, mas a demanda do consumidor pelo aparelho vem se mantendo forte e os compradores estão usando seus novos celulares intensamente.

Os usuários do iPhone 4S transferem, em média, três vezes mais dados que os do iPhone 3G, modelo anterior usado como referência em um estudo pela Arieso, companhia de tecnologia de redes.

O consumo de dados do modelo precedente, o iPhone 4, era apenas 1,6 vez superior ao do iPhone 3G, enquanto o tablet iPad 2 consome cerca de 2,5 vezes mais dados que o iPhone 3G, segundo o estudo.

A atual geração de smartphones tem maiores exigências de banda às operadoras de telefonia móvel, em função da oferta de aplicativos mais desenvolvidos e do uso mais intenso de vídeo.

O aumento acentuado no consumo de dados coloca mais pressão sobre as operadoras de telefonia móvel para que acelerem investimentos na ampliação de capacidade de redes, considerando que já enfrentam congestionamento em função da demanda ampliada por serviços móveis de dados.

O consumo de dados de um celular inteligente depende do que o usuário solicita do aparelho.

"Uso o iPhone 4 e, quando ouvi falar inicialmente dos recursos do 4S, não me convenci a correr para comprá-lo. Mas os números sobre consumo de dados que tenho visto me fazem supor que esteja perdendo alguma coisa", disse Michael Flanagan, vice-presidente de tecnologia da Arieso.

Segundo ele, os tablets usam interfaces e plataformas de software parecidas com as de um celular inteligente e, por isso, seu consumo de dados se assemelha ao dos smartphones mais sofisticados.

"Um tablet continua a parecer um celular inteligente aumentado", acrescentou Flanagan. Fonte: REUTERS

Jaguar Land Rover busca área para instalar fábrica no Brasil

A marca de carros de luxo Jaguar Land Rover está em busca de um terreno no Brasil para a instalação de uma fábrica. Segundo o "Wall Street Journal", a companhia considera três centros industriais do país.

"O Brasil e o resto da América do Sul são um mercado muito interessante. É um mercado emergente, crescendo muito rápido", afirmou o presidente da Jaguar Land Rover, Ralf Speth. Segundo ele, a unidade brasileira deve ser uma réplica da fábrica indiana da empresa.

A previsão é que, inicialmente, a fábrica monte veículos da marca Land Rover. O valor do investimento não foi informado.

A Land Rover vendeu 8.185 veículos em 2011 e encerrou o ano com 0,24% da participação de mercado.

A Jaguar Land Rover foi comprada por US$ 2,3 bilhões pela indiana Tata Motors em 2008. A empresa, assim como a maior parte dos fabricantes, vem mudando a estratégia de suas operações para dar maior foco a mercados emergentes.

No ano passado,o grupo inaugurou uma fábrica na Índia para montar o modelo Land Rover Freelander.

Speth afirmou que mantém esforços para conseguir finalizar uma parceria para começar a produzir na China, onde espera investir cerca de US$ 100 milhões. Fonte: FOLHA.COM

Passagens aéreas ficam 53% mais caras em 2011, diz IBGE

O aumento de custo das empresas aéreas e a forte demanda por voos contribuíram para elevar o preço das passagens em 52,91% em 2011, a maior aceleração entre os itens que compõem o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que nesse período foi de 6,50%

A explicação é da coordenadora de índices de preços do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Eulina Nunes dos Santos.

Entre as elevações nos custos das companhias aéreas em 2011, a especialista do IBGE destaca o encarecimento entre 35% e 40% do querosene de aviação no ano passado. "As empresas argumentaram que por muito tempo não repassaram os aumentos de custos aos consumidores, e fizeram isso em 2011", diz a especialista. Em 2010 as passagens aéreas subiram 3,17%.

Eulina ressalta que a demanda também exerceu forte influência no reajuste das passagens aéreas. Eventos sazonais, como Rock in Rio e Cirque du Soleil, motivaram famílias a viajar de avião.

"São eventos locais, que acontecem por algumas semanas, mas que levam muitos a se deslocarem pelo país. As empresas aéreas aproveitam-se disso para aumentar as passagens", afirma Eulina.

Como o IPCA abrange as famílias com rendimentos mensais compreendidos entre um e 40 salários mínimos, o IBGE apura apenas os preços das passagens de viagens de lazer. A alta das passagens aéreas em 2011 influenciou em 0,19 ponto percentual o índice. Foi a sétima maior influência entre os itens não alimentícios.

"As passagens aéreas ainda têm pouco peso no IPCA, mas à medida que os níveis de renda e emprego avançam, a tendência é que elas ocupem maior espaço na destinação das rendas das famílias", ressalta Eulina.

Enquanto as passagens aéreas subiram fortemente, o grupo transporte em 2011 avançou 6,05%, após alta de 2,41% em 2010. No ano passado, a quebra de parte da safra de cana-de-açúcar contribuiu para alta de 15,75% do etanol, principal fator negativo da inflação de transportes no período. O grupo foi responsável por 1,13 ponto percentual do IPCA em 2011. Fonte: DO VALOR

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Vietnamita é operado para retirada de tumor de 90 quilos da perna

A operação para retirada do tumor de Nguyen
Duy Hai tem 50% de chances de ser bem-sucedida
Nguyen Duy Hai, de 31 anos, entrou nesta quinta-feira (5) na sala de cirurgia para retirar um tumor de 90 quilos da perna direita. Os médicos amputaram parte da perna direita do jovem quando ele tinha 17 anos, mas o tumor continuou crescendo até deixá-lo acamado pelas grandes dimensões. A operação, que tem 50% de chances de ser bem-sucedida, está sendo realizada no France - Vietnam Hospital de Ho Chi Minh (antiga Saigon) e conduzida por McKay McKinnon, cirurgião americano que fez procedimentos similares em outro países.

Os médicos amputaram parte da perna direita do jovem quando ele tinha 17 anos, mas o tumor continuou crescendo até deixá-lo acamado pelas grandes dimensões.

McKay McKinnon, cirurgião americano que fez procedimentos similares em outros países dirige a equipe médica que começou a intervenção nesta manhã no France - Vietnam Hospital de Ho Chi Minh (antiga Saigon).

"É normal que as pessoas temam a morte e eu não sou exceção. Mas quando me soube que o médico McKinnon havia retornado ao Vietnã para dar-me uma nova vida, eu recuperei as esperanças", declarou o paciente, Nguyen Duy Hai, de 31 anos, a "TuoiTreNews" antes da operação. Fonte: UOL

Comentarista vira hit no Twitter ao publicar post erótico por engano

O tuíte atribuído a Simon Holt foi, de fato, escrito por Jason Hall, também colunista de turfe
Uma pequena gafe erótica postada por engano se tornou hit no Twitter e colocou em evidência um comentarista britânico, mais conhecido por ser especialista em corridas de cavalos.

Na tarde de terça-feira, a conta @PlumptonRaceDay, assinada pelo comentarista Simon Holt e dedicada a cobrir o mundo do turfe, publicou, segundo a imprensa britânica, o seguinte tuíte: "Oh, aproveitando, quero seu corpo quente hoje à noite, meu bem. Beijos" ("Oh and by the way, I want your hot body tonight babe. xxxx").

A mensagem surpreendeu centenas de seguidores do perfil, que fizeram, em sua maioria, comentários bem-humorados sobre a frase.

Cerca de 35 minutos depois, um novo post: "A mensagem anterior foi enviada por engano! Por favor ignore... a não ser que você seja Cameron Diaz ou a minha mulher".

Mas a essa altura a mensagem anterior já havia sido retuitada dezenas de vezes, fazendo com que se tornasse um hit na rede social.

Escritor anônimoMais tarde, veio à tona a informação de que a conta @PlumptonRaceDay, apesar de assinada por Holt, é alimentada anonimamente por outro colunista de turfe, Jason Hall.

Em entrevista à imprensa britânica, Hall se disse envergonhado pelo tuíte, que, segundo ele, era para ter sido enviado privadamente, apenas para sua mulher.

"Foi meio engraçado, e o lado bom é que a conta no Twitter ganhou mais seguidores por causa disso. No entanto, ainda estou esperando uma resposta da Cameron Diaz", brincou Hall, em entrevista ao Daily Telegraph.

Ele também disse ter entrado em contato com Holt, que está em férias, para explicar o ocorrido.

Na manhã desta quinta, o tuíte alvo de polêmica já havia sido deletado da conta. Fonte: BBC BRASIL