domingo, 11 de dezembro de 2011

Presidente afegão culpa estrangeiros por corrupção no país

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, acusou neste domingo os estrangeiros de alimentar a corrupção no país, ao conceder contratos a privilegiados e criar obstáculos à luta contra este tipo de irregularidades.

"Temos problemas tanto com afegãos como com estrangeiros. Nossos colegas estrangeiros não apenas não cooperam, como também criam obstáculos", afirmou o presidente durante um discurso em Cabul por ocasião do dia internacional contra a corrupção.

"Uma das formas de reduzir a corrupção é que os estrangeiros deixem de conceder contratos a pessoas próximas a altos funcionários governamentais. Devemos reformar o sistema de contratos", declarou Karzai.

De acordo com Karzai, afegãos e estrangeiros perderam a confiança mútua, já que as duas partes pensam que a outra é corrupta.

ATAQUES CONTRA XIITAS - O líder também forneceu um balanço atualizado dos atentados contra os xiitas na terça-feira passada em Cabul, considerados os primeiros ataques entre confissões religiosas desta magnitude no Afeganistão em 10 anos.

Os atentados deixaram 80 mortos, informou Karzai.

Os números anteriores dos atentados registravam 59 mortos e 150 feridos. Karzai acusou durante a semana os extremistas paquistaneses do grupo Lashkar-e-Jhangvi (LeJ) pelos atentados.

O primeiro ataque de terça-feira teve como alvo uma procissão xiita em Cabul por ocasião da festa da Ashura, uma das mais importantes do xiismo. O segundo aconteceu em Mazar-i-Sharif (norte do Afeganistão), onde uma bicicleta-bomba explodiu na passagem de um grupo de peregrinos xiitas. FONTE: FRANCE PRESSE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: