domingo, 11 de dezembro de 2011

Britânica ganha processo contra empresa cujo critério de contratação era tamanho dos seios

Se você é mulher e tem algum respeito por si mesma, evite enviar seu currículo para a empresa Cathelco da Inglaterra. Angelina Ashby (ao lado), uma ex-funcionária, garante que viveu o inferno na companhia, desde assédio sexual a bullying por suas características físicas. A informação é do site Daily Mail.

De acordo com Angelina, que ganhou um processo de 26 mil libras (R$ 73,5 mil) contra a empresa, o critério de contratação de funcionárias era o tamanho dos seios.

Angelina afirma que o pior carrasco era o gerente de vendas Peter Smith, pai de três filhos e casado, que encorajava as colegas de trabalho a agarrarem as partes íntimas dele, além de ver pornografia no trabalho. Em uma ocasião, ele correu atrás de uma mulher, colocou-a em seus joelhos e a espancou no bumbum. Angelina diz ter reclamado a seus chefes dos repetidos incidentes, mas nada foi feito.

Em uma reunião, quando Angelina estava recolhendo xícaras de chá em uma mesa, o executivoLaurie Wilson teria dito ao gerente: "Deixa pra lá, Pete. Você está com as tetas da Angelina na sua cara".

A ex-funcionária diz, ainda, que os homens da firma faziam desenhos ofensivos dela e quechegaram a chamá-la de "cara gorda" em um e-mail geral.

"Há uma atmosfera de 'clube dos homens' na Cathelco, em que as mulheres são vistas como sensíveis e emotivas se elas têm alguma reclamação", disse Angelina, no tribunal. Ela diz ter sofrido de ansiedade e depressão por conta do trabalho. FONTE: VÍRGULA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: