segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Médico de Michael Jackson é condenado por homicídio culposo

O médico Conrad Murray, 58, foi condenado por homicídio culposo no caso da morte de Michael Jackson, ocorrida em 25 de junho de 2009. O veredito foi anunciado nesta segunda-feira (7), em Los Angeles.

A pena de Murray pode chegar a quatro anos de prisão, mas a sentença só vai ser anunciada no próximo dia 29.

O cardiologista terá o direiro recorrer, porém lhe foi negado o direito de aguardar a leitura da pena em liberdade.

Murray deixou o Tribunal do Condado de Los Angeles algemado e, pela primeira vez, será encarcerado.

Mais de 200 pessoas estavam do lado de fora do tribunal à espera da decisão final do júri. Murray, que se diz inocente, tem três semanas para recorrer.

O médico Conrad Murray, 58, foi condenado por homicídio culposo no caso da morte de Michael Jackson, ocorrida em 25 de junho de 2009. O veredito foi anunciado nesta segunda-feira (7), em Los Angeles.

A pena de Murray pode chegar a quatro anos de prisão, mas a sentença só vai ser anunciada no próximo dia 29.

O cardiologista terá o direiro recorrer, porém lhe foi negado o direito de aguardar a leitura da pena em liberdade.

Murray deixou o Tribunal do Condado de Los Angeles algemado e, pela primeira vez, será encarcerado.

Mais de 200 pessoas estavam do lado de fora do tribunal à espera da decisão final do júri. Murray, que se diz inocente, tem três semanas para recorrer. FONTE: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: