quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Hospitalizações por consumo de energéticos disparam nos EUA

O número de pessoas hospitalizadas nos EUA por causa do consumo de energéticos aumentou de 1.128 em 2005 para 13.114 em 2009, último ano com dados disponíveis.

A informação vem da agência de serviços de saúde para abuso de substâncias e saúde mental dos EUA. Em 44% dos casos, o problema tem origem na mistura de energéticos com álcool, remédios ou drogas ilícitas.

A maioria das visitas ao pronto-socorro foram feitas por homens com idades entre 18 e 39 anos.

Os pesquisadores da agência não disseram quais sintomas levaram as pessoas ao hospital.

Outros estudos já indicaram que o abuso de energéticos pode causar arritmia cardíaca, hipertensão e desidratação, mesmo sem a mistura com álcool.

"Misturar energéticos com drogas aumenta o risco de danos que podem levar à morte", afirmaram os pesquisadores.

O relatório da agência recebeu críticas imediatas de um grupo de fabricantes de energéticos, bebidas que contêm cafeína ou guaraná e outros aditivos.

O fato de que quase a metade das hospitalizações foi de pessoas que consumiram álcool ou drogas ilícitas "fez do consumo de energéticos um fato irrelevante", afirmou a Associação Americana de Bebidas.

O grupo afirma que a maioria dos energéticos contém metade da cafeína de uma porção similar de café. FONTE: REUTERS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: