quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Mapa mostra raio-x da qualidade da internet no Brasil

Mais de 600 mil pessoas contribuíram com a elaboração de um mapa que dá um panorama da qualidade da internet brasileira.

A ferramenta foi construída pelo CGI (Comitê Gestor de Internet do Brasil), entidade criada em 95 para coordenar e integrar todas as iniciativas de serviços de internet no país, "promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados". O comitê utilizou dados coletados pelo Simet (Sistema de Medição de Tráfego de Última Milha), ferramenta que permite ao usuário medir a qualidade do seu serviço de internet.

Para ver resultados de testes realizados em sua rua, o usuário pode acessar o mapa e inserir seu endereço ou CEP na caixa de pesquisa que fica no topo da página.

O Simet mede velocidade, atrasos e ainda informa ao seu provedor, assim que tiver dados suficientes, a qualidade do serviço, permitindo que ele atue para melhorar a rede. O usuário pode informar o CEP de onde está realizando o teste para que o resultado integre o mapa, que mostra numa escala que varia do vermelho (ruim) ao verde (bom) todos os indicativos testados. A intenção é que o mapa seja dinâmico e represente os últimos seis meses de testes no país.

Observando os resultados, dá para perceber que as cidades menores e do interior do Brasil têm mais pontinhos vermelhos do que as capitais e cidades maiores. "O resultado coincide com uma fotografia noturna do Brasil, ou seja, onde há mais lâmpadas acessas, há mais pessoas --consequentemente, mais velocidade de internet e mais testes sendo realizados nesses locais", diz Milton Kaoru, diretor de projetos do NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação), braço executivo do CGI.

"Velocidades mais altas estão concentradas nas grandes cidades da região Sudeste, um resultado que já era esperado", completa o diretor. Nem todas as cidades possuem testes --o que não quer necessariamente dizer que elas não possuam estrutura de internet.

Uma análise do NIC.br mostrou que o mercado de provimento de acesso no Brasil é altamente concentrado, com praticamente 80% das conexões fixas fornecidas por apenas seis grandes provedores. Outros 1.928 provedores fornecem os 20% restantes. A atuação dos provedores também é geograficamente concentrada: 43% dos provedores atuam na região Sudeste, enquanto apenas 11% e 6% operam nas regiões Centro-Oeste e Norte, respectivamente. FONTE: FOLHA.COM

Número de divórcios no Brasil bate recorde em 2010, diz IBGE

A taxa de divórcios bateu novo recorde no país em 2010, o que mostra que os casais que decidem acabar com o casamento estão optando cada vez mais pelo divórcio direto, em vez de passar antes pelo processo de separação. É o que aponta a pesquisa Estatísticas do Registro Civil, divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Os divórcios já vinham crescendo, e desde a década de 90 superavam as separações. No ano passado, no entanto, uma mudança na legislação deu novo impulso a esta tendência: os cartórios passaram a formalizar processos de divórcio, o que antes era feito somente na Justiça.

Em 2010, para cada grupo de mil habitantes com mais de 20 anos, foi registrado 1,8 divórcio. No caso das separações, o índice foi de 0,5 por 1.000, o menor da série histórica, iniciada em 1984.

A taxa de casamentos em 2010 foi de 6,6 por grupo de 1.000 habitantes com 15 anos ou mais, praticamente o mesmo patamar verificado desde 2006, mas uma taxa muito menor do que as registradas nas décadas de 70 e 80, quando este número oscilava entre 11 e 13.

É preciso considerar, no entanto, que nesta pesquisa do IBGE entram na conta apenas os casamentos formalizados em cartórios. Uniões consensuais, em que os cônjuges vivem juntos sem papel assinado, não são considerados neste levantamento específico, feito em cartórios.

A pesquisa registra ainda um aumento no compartilhamento da guarda dos filhos --pais e mães dividem a guarda igualmente--, que cresceu de 2,7% em 2000 para 5,5% em 2010. FONTE: FOLHA.COM

Silvio Santos pode perder o seu "lá, lá, lá, lá..."

Archimedes Messina é o compositor do jingle
Quase dez anos após vencer Silvio Santos na Justiça, o compositor de uma das músicas mais famosas da TV levará uma bolada em dinheiro do dono do SBT e, de quebra, o jingle que marcou a trajetória do apresentador.


Trata-se do famoso "Lá, lá, lá, lá... Agora é hora / De Alegria / Vamos sorrir e cantar / Do mundo não se leva nada / Vamos sorrir e cantar. Lá, lá, lá, lá... Silvio Santos vem aí...", que virou briga judicial envolvendo o compositor Archimedes Messina e o SBT.

Messina, que diz ser o criador do jingle de Silvio Santos, venceu em 2001 o processo que movia contra o SBT por danos morais e materiais pelo uso da música sem pagamento por mais de 40 anos.

A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta quarta-feira (30). 

Depois de muitos recursos e apelações, o processo foi encerrado. Não cabe mais recurso por parte do SBT. Messina venceu a ação em que pede uma indenização de cerca de R$ 5 milhões à emissora, e o pagamento de cessão de direitos da música.

"Nos próximos dias, assim que sair a publicação da decisão da Justiça, o SBT terá de parar de executar a música ou comprar os direitos dela", diz a advogada de Messina, Eliane Jundi.

O compositor, hoje com 80 anos, não sabe ainda se vai pedir a revisão do valor estipulado para a indenização. Procurado, o SBT não se manifestou sobre o assunto. FONTE: F5

Falso cirurgião plástico injetava cimento em pacientes nos EUA

Várias pessoas, entre elas transexuais, denunciaram um falso médico de Miami que fazia cirurgias estéticas, aplicando cimento e cola em glúteos, lábios e bochechas, informou nesta terça-feira a polícia do condado de Miami Gardens, na Flórida, sudeste dos Estados Unidos.

"Várias vítimas do (autodenominado médico) Oneal Ron Morris, muitas delas transexuais, continuam telefonando, embora por enquanto sejam dois os casos confirmados", disse William Bamford, portavoz do Departamento de Polícia de Miami Gardens.

Bamford informou que o suposto médico --um transexual-- e seu ajudante, Corey Alexander Eubank, estão em liberdade após pagar fiança de mais de US$ 5.000 após terem sido detidos na semana passada.

CIMENTO

Oneal Ron Morris praticava cirurgias clandestinas em quartos de hotel e casas no sul da Flórida em pacientes que queriam aumentar os glúteos, as bochechas e os lábios. Para isso, injetava materiais industriais, como cimento, cola e coquetéis de substâncias tóxicas, que puseram em risco a vida de várias das vítimas.

O próprio Morris, que segundo a imprensa local estava em processo de mudança de sexo, tentou melhorar a aparência com estes produtos que deformaram seus quadris e glúteos, tal como mostrou foto divulgada pela polícia após sua detenção.

A polícia de Miami Gardens deteve Morris e continua investigando este caso a partir da denúncia de uma mulher que foi hospitalizada no ano passado com pneumonia e uma infecção bacteriana depois que o falso cirurgião plástico injetou um selador de pneus de carro nas nádegas.

Por enquanto Oneal Ron Morris, de 30 anos, é acusado de exercício ilegal da medicina e lesão corporal grave.

RECONSTRUÇÃO

Rajee Narinesingh foi um dos transexuais vítimas de Morris: o procedimento cosmético com o qual quis aumentar os lábios, levantar as bochechas e preencher o queixo está custando agora um trabalho de reconstrução com outro cirurgião plástico.

"Tive que acabar fazendo uma cirurgia", disse Narinesingh ao canal local CBS4 na noite de segunda-feira, quando informou que ainda não apresentou denúncia à polícia, mas anunciou que o fará em breve.

"Nós continuamos investigando, tentando confirmar que os casos que estão chegando até nós estão relacionados com este suposto doutor", disse o porta-voz da polícia. FONTE: FRANCE PRESSE

Cão salvo por soldado na véspera de sua morte é iluminado por luz "divina"

Na noite anterior à morte do soldado Justin Rollins, ele praticou o seu último ato de heroísmo servindo no Iraque. Ele salvou um filhote abandonado.

O Exército americano atendeu ao pedido de Rollins de tirar o cão da zona de combate e levá-lo para a casa do soldado. O cão ganhou o nome de Hero (herói, em inglês).

Enquanto estava visitando a família em Newport, em New Hampshire, para realizar a sua reportagem, a jornalista da ABC, Kimberly Launier, filmou o animal enquanto ele brincava no quintal . E um raio de luz iluminou o cãozinho criando uma espécie de "halo vertical" [clique aqui e veja o vídeo original em inglês].

"Enquanto esse dramático raio de luz estava brilhando sobre Hero, o cão olhou para mim. E tudo que pude fazer foi pegar a câmera com um pouco de assombro. Foi um momento inesquecível e me fez pensar se de fato Justin não estava lá. Então a luz desapareceu", conta Launier.

"Foi um dia nublado em Newport, quando uma simples imagem se tornou em algo que me fez pensar sobre a vida após a morte", diz. As informações são da "ABC" e "Huffington Post"

Acusado por Dilma, ex-agente comemora decisão da Justiça

O tenente-coronel reformado Maurício Lopes Lima, 76, comemorou ontem a decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo) que o livra de responder a processo por tortura.

"Está começando a se fazer justiça", disse o militar em entrevista a Bernardo Mello Franco, publicada na Folha desta quarta-feira.

Ele foi apontado como responsável por maus-tratos a presos políticos em depoimento da presidente Dilma Rousseff à Justiça Militar em 1970, ano em que ela foi presa por militar contra o regime.

"A acusação é inverídica. Mas jornalista só entende a palavra do terrorista", disse Lima por telefone, de seu apartamento próximo à praia no Guarujá (litoral de SP).

A Justiça Federal decidiu que os militares acusados de torturar presos políticos na Oban (Operação Bandeirante) durante a ditadura não podem mais ser condenados porque seus supostos crimes já prescreveram.

A decisão beneficia quatro ex-agentes do regime. FONTE: FOLHA.COM

"CARRO-CELULAR": Toyota Fun-Vii é um smartphone sobre rodas

O Fun-Vii pode ter exterior personalizado com papéis de parede
O Salão de Tóquio é pródigo em apresentar novidades que flertam com a visão de um mundo moderno tipicamente japonês -- o que, necessariamente, inclui altas doses de tecnologia --, mas também podem descambar para a bizarrice. O Toyota Fun-Vii, carro-conceito mostrado nesta segunda-feira (28), sem exagero algum, poderia ser chamado de "smartphone sobre rodas" se viesse ao mundo algum dia, algo que provavelmente não deve ocorrer -- por mais viável que pareça, não há sequer preço ou data de produção estimados.

Nesse conceito, o formato pouco usual da carroceria fica em segundo plano a partir do momento em que esse componente do carro é, na verdade, uma tela, capaz de exibir as mais variadas imagens. Com isso, o proprietário desse veículo pode personalizá-la digitalmente, exibindo papéis de parede, aplicativos e uma série tão ampla de informações que, no fim das contas, deixarão o carro com jeito de perfil no Facebook.

O protótipo da Toyota pode ter suas funções acessadas por meio
 de realidade aumentada, sendo possível, inclusive, operá-lo por um smartphone
 
O presidente da Toyota, Akio Toyoda, explica que o nome do conceito vem da ideia de que "carro bom tem de ser divertido" (daí o "Fun", diversão em inglês) e que "Vii "é a sigla para Veículo Interativo conectado à Internet. Nas imagens divulgadas pela marca, o Fun-Vii mostra que também pode ser ainda um garoto-propaganda ao exibir a identidade visual de uma cafeteria.
Internamente, os ocupantes podem ter estas mesmas informações e mais mapas detalhados, notícias e dicas projetados diretamente nos vidros, como imagens holográficas, numa evolução dos atuais Head Up Displays, presentes em modelos da BMW, Audi, Chevrolet e Peugeot.

Recursos como a realidade aumentada, comandos por voz e, obviamente, integração com smartphones e tabletas complementam a ligação homem-carro. Mais japonês, impossível. FONTE: UOL CARROS

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Laboratório secreto do Google persegue sonhos e projeta o futuro

Carro sem motorista desenvolvido pelo Google
Em um laboratório secreto em local não revelado da Bay Area (Califórnia) onde robôs correm livremente, o futuro está sendo imaginado.

É um lugar no qual seu refrigerador pode estar conectado à internet e encomendar legumes quando o estoque estiver baixo. A louça do jantar pode postar informações sobre o cardápio de uma refeição nas redes sociais. Um robô pode substituí-lo no escritório enquanto você fica em casa de pijamas. E você talvez possa subir de elevador ao espaço sideral.

Esses são apenas alguns dos sonhos que estão sendo perseguidos no Google X, o laboratório clandestino no qual o Google trabalha em uma lista de cem ideias ambiciosas. Cerca de uma dúzia de pessoas discutiu essas ideias em entrevistas; algumas trabalham no laboratório ou outras áreas do Google e estão informadas sobre o projeto. Mas nenhuma permitiu que seu nome fosse mencionado, pois o Google é tão sigiloso sobre o projeto que muitos funcionários nem sequer sabem que o laboratório existe.

Embora a maioria das ideias na lista esteja em estágio conceitual e nada próximas de se concretizarem, duas pessoas informadas sobre o projeto revelaram que um produto do laboratório seria lançado antes do final do ano, mas elas não revelam do que se trata.

"Eles estão trabalhando em ideias bem excêntricas", disse Rodney Brooks, professor emérito de ciência da computação e inteligência artificial no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e fundador da Heartland Robotics. "Mas o Google não é uma companhia convencional, e por isso os critérios usuais não são aplicáveis."

Na maioria das empresas do Vale do Silício, inovação significa desenvolver aplicativos ou formas de publicidade on-line, mas o Google se vê como diferente. Agora que ele se tornou uma grande empresa, sob ataque de novas companhias criadas nos últimos anos, o laboratório reflete a ambição da empresa em continuar a ser um polo de pesquisa e desenvolvimento inovadores, semelhante ao Parc (Centro de Pesquisa de Palo Alto), da Xerox, que desenvolveu o computador pessoal em sua forma moderna, nos anos 70.

Jill Hazelbaker, porta-voz do Google, se recusou a comentar sobre o laboratório, mas afirmou que investir em projetos especulativos é parte importante do DNA do Google. "Embora as possibilidades sejam incrivelmente inspiradoras, por favor tenha em mente que as somas envolvidas são pequenas em comparação ao investimento que fazemos em nossos negócios centrais."

No Google, que utiliza técnicas de inteligência artificial e aprendizado de máquinas em seu algoritmo de busca, alguns desses projetos extravagantes podem não ser tão absurdos quanto pareceriam à primeira vista, mesmo que estejam bem distantes das operações de busca on-line que representam a atividade primária da empresa.

Por exemplo, elevadores espaciais, uma fantasia antiga dos fundadores do Google e outros empreendedores do Vale do Silício, podem recolher informações ou transportar objetos ao espaço. (Em teoria, eles envolveriam viagens espaciais sem foguete, por meio de um cabo ancorado na Terra.) "O Google está coletando todos os dados disponíveis no mundo, então agora poderia estar recolhendo dados sobre o Sistema Solar", disse Brooks.

Andrew Ng (esq.), cientista do Google X, no laboratório de
 inteligência artificial da Universidade Stanford
Sergey Brin, cofundador da companhia, está profundamente envolvido no trabalho do laboratório, disseram diversas pessoas que conhecem os projetos, e foi o criador da lista de ideias, com ajuda de Larry Page, o outro fundador do Google (que trabalhava no Google X antes de se tornar executivo-chefe da empresa em abril), Eric Schmidt, o presidente do conselho, e outros importantes executivos. "Dedico meu tempo a projetos ambiciosos, que espero venham a se tornar importantes negócios-chave no futuro", disse Brin recentemente, sem mencionar o Google X.

O Google pode transformar uma dessas ideias --os carros sem motorista que testou em estradas da Califórnia no ano passado-- em um novo negócio. Como não considera que as montadoras de automóveis de Detroit tenham espírito inovador, o Google está considerando a possibilidade de fabricar esses veículos nos Estados Unidos, disse uma pessoa informada sobre o projeto.

O Google poderia vender tecnologia de navegação ou informação para automóveis e teoricamente exibir publicidade vinculada à localização aos passageiros, enquanto eles passam velozmente por empresas locais, sentados no banco de trás e jogando Angry Birds.
Frotas de robôs podem ajudar o Google a recolher informações, substituindo a equipe humana que fotografa as ruas para o Google Maps, disseram pessoas informadas sobre o trabalho do Google X. Robôs criados pelo laboratório podem trabalhar em residências e escritórios, auxiliando em tarefas simples ou permitindo que as pessoas trabalhem sem sair de casa.

Outras ideias envolvem o que o Google chamou de "web de coisas" em uma conferência de seus programadores em maio --um meio de conectar objetos à internet. A cada vez que alguém usa a web, isso beneficia o Google, argumenta a empresa, e por isso seria interessante para ela que acessórios domésticos e objetos pessoais, não apenas computadores, estivessem conectados.

Entre os itens que poderiam se tornar conectáveis estão um sistema de jardinagem (que permitiria que plantas sejam regadas a distância), uma cafeteira (que poderia ser acionada remotamente) e uma lâmpada (ligada e desligada a distância). O Google anunciou em maio que até o final do ano outra de suas equipes planejava lançar uma lâmpada conectada à web capaz de se comunicar sem fio com aparelhos com o sistema operacional Android.

Um engenheiro do Google que conhece o Google X disse que as operações do laboratório são misteriosas como as da CIA (Agência Central de Inteligência) --ele contaria com dois escritórios, um para fins logísticos, que funciona sem identificação na sede da empresa em Mountain View, e outro em local sigiloso, para os robôs.

Enquanto as equipes técnicas de outros departamentos do Google são formadas principalmente por engenheiros de software, no laboratório predominam os especialistas em robótica e os engenheiros elétricos. Foram contratados da Microsoft, da Nokia Labs e de universidades como Stanford, MIT, Carnegie Mellon e Universidade Nova York.

Um dos líderes do Google X é Sebastian Thrun, um dos maiores especialistas mundiais em robótica e inteligência artificial, que leciona ciência da computação em Stanford e desenvolveu um carro sem motorista. Outro cientista do laboratório é Andrew Ng, também professor de Stanford, cuja especialidade é a aplicação da neurociência na inteligência artificial para ensinar os robôs e máquinas a funcionar como pessoas.

Johnny Chung Lee, especialista em interação entre computadores e seres humanos, trocou a Microsoft pelo Google X neste ano, depois de ajudar a desenvolver o Kinect, o sistema de controle de videogames que responde a movimentos e voz. No Google X, onde ele trabalha no projeto da web de coisas, de acordo com pessoas que conhecem suas funções, ele tem o misterioso cargo de "avaliador rápido".

Porque o Google X é um campo de desenvolvimento de grandes apostas que podem resultar tanto em grandes fiascos quanto no próximo grande negócio do Google --e descobrir qual das duas pode demorar anos--, a simples ideia dessas experiências aterroriza alguns acionistas e analistas.

"Os projetos exageradamente ambiciosos são bem a cara do Google", disse Colin Gillis, analista da BGC Partners. "As pessoas não adoram, mas toleram, porque o negócio primário da empresa, o de buscas, continua a funcionar com alta lucratividade."

Page tenta apaziguar os analistas afirmando que os projetos mais excêntricos representam pequena proporção do trabalho do Google.

"Existem alguns poucos projetos especulativos, de pequeno porte, acontecendo na empresa a cada momento, mas tomamos muito cuidado na gestão do dinheiro dos acionistas", disse ele a analistas em junho. "Não estamos apostando todo o nosso capital nessas coisas." FONTE: THE NEW YORK TIMES

MEC corta 3.986 vagas de cursos da saúde com conceito baixo

O MEC (Ministério da Educação) anunciou o corte de 3.986 vagas em cursos de nível superior na área da saúde: odontologia, enfermagem e farmácia. A redução aconteceu em instituições que tiveram conceito insatisfatório na avaliação nacional de 2010.

Esse é o primeiro "pacote" de cortes de vagas por desempenho insatisfatório. O MEC divulgou no dia 17 deste mês os resultados da avaliação de cursos e instituições de 2010 e anunciou então a redução de 50 mil vagas.

Os cortes na área da saúde atingiram instituições que tiveram conceito 1 ou 2 no Conceito Preliminar de Curso (CPC). Esse índice de avaliação tem escala de 1 a 5 e avalia especificamente os cursos --e não as instituições. Ele leva em conta a nota no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes), a infraestrutura do curso e a titulação do corpo docente.

As entidades que repetiram em 2010 um conceito insatisfatório em outro ano tiveram um acréscimo de 30% no número de vagas cortadas, em relação às demais

Além da redução no número de vagas, essas instituições tiveram suspensos todos os processos de regulação no MEC relativos aos cursos em questão, a autonomia para abrir novas vagas (no caso de universidades e centros universitários) e ainda vão passar por um processo de supervisão, que envolve uma espécie de auditoria e um plano de saneamento de falhas.

O maior corte foi no curso de enfermagem. Foram 2.572 vagas fechadas a partir do próximo ano letivo, sendo 1.379 em universidades e centros universitários e 1.193 em faculdades, escolas e institutos. No total, foram atingidas 88 instituições.

Em farmácia, foram atingidas 40 instituições de todo o país que perderam um total de 1.107 vagas.

O MEC também cortou 307 vagas de odontologia em 20 instituições de todo o país. A relação dos cursos atingidos foi divulgada nesta terça-feira no "Diário Oficial da União".

O ministério já havia divulgado o corte de 514 vagas oferecidas em 16 cursos de bacharelado em medicina que tiveram conceitos insatisfatórios. FONTE: FOLHA.COM

Ruptura em cabo de fibra óptica da Embratel prejudica 20% dos usuários da Net

A Embratel, empresa de telecomunicações que fornece infraestrutura para diversos provedores de acesso à internet, informou nesta terça-feira (29) que houve uma ruptura em um cabo submarino. Segundo a empresa, cerca de 20% dos usuários de internet banda larga da Net, que usa a infraestrutura da Embratel, estão notando certa lentidão no acesso à rede.


De acordo com a Embratel, a ruptura da fibra óptica ocorreu na tarde desta segunda-feira (28) na região de Fortaleza. Este cabo é responsável por agilizar o acesso dos usuários a sites americanos. Logo, os usuários da Net podem ter certa lentidão ao acessar, por exemplo, páginas de redes sociais como o Facebook ou o Twitter. O acesso a páginas do Brasil não foi afetado.

Segundo a Embratel, “os reparos finais estão em fase de implementação e os serviços serão totalmente normalizados nesta terça-feira (29).” A empresa não especificou o horário em que a conexão será estabilizada. FONTE: UOL

Conrad Murray é condenado a quatro anos de prisão pela morte de Michael Jackson

Condenado por homicídio culposo (não intencional) do cantor Michael Jackson, o cardiologista Conrad Murray, 58 anos, recebeu sentença de quatro anos de prisão. A pena do médico foi divulgada nesta terça-feira (29), em Los Angeles, pelo juiz Michael Pastor.

Assim como no julgamento, que durou seis semanas e foi até o dia 7 de novembro, Murray ouviu o veredicto com a expressão imóvel. A acusação voltou a dizer, em uma espécie de resumo do caso, que o cardiologista foi responsável pela morte do cantor e que abandonou Michael no momento em que ele mais precisava de cuidados médicos.

Jackson sofria de insônia crônica, e precisava do auxílio de calmantes para dormir. O resultado da necropsia do cantor, que morreu em 25 de junho de 2009, apontou como causa da morte uma overdose provocada pela mistura de lorazepan e propofol.

A defesa afirmava que Michael provocou a própria morte, ao aproveitar a ausência temporária do médico para tomar uma dose extra de medicação e anestésicos. 

Antes do anúncio da decisão do júri, uma multidão se reunia na entrada do tribunal com placas de apoio e condenação a Murray. Em uma delas, lia-se: "Murray, queime no inferno!"

O grupo de 12 jurados chegou ao veredicto da condenação unânime após menos de nove horas de deliberação. 

Numa rápida entrevista após o anúncio da decisão, o promotor David Walgren agradeceu o juiz e os jurados. Também citou a família Jackson, que "sofreu a perda de um filho, de um pai, de um irmão".

Familiares do cantor emitiram um comunicado por volta das 20h desta segunda. "Esperamos este momento por muito tempo, e não pudemos segurar as lágrimas de alegria no tribunal. Mesmo que nada possa trazer nosso filho de volta, a justiça finalmente foi feita!"

O comunicado continua. "Não vemos a hora de ir para casa e dividir esse dia com as crianças de Michael."

Segundo a rede de TV Fox News, os familiares do cantor choraram ao ouvir o veredicto. La Toya Jackson, irmã do cantor, falou à Associated Press na saída do tribunal, e disse que "Michael estava olhando por nós".

A expressão "Conrad Murray culpado" se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter.

Segundo o site TMZ, citando fontes policiais, Murray receberá proteção especial enquanto estiver na prisão. Ele será mantido em uma cela individual, acompanhado por um agente responsável por monitorar suas atividades. FONTE: UOL

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Brasil tem o computador mais rápido do hemisfério sul

Tupã é o 29º computador mais rápido do mundo
O Brasil passou a ter o supercomputador mais rápido do hemisfério sul e, pela primeira vez na história, atingiu a 29ª colocação da lista das máquinas mais poderosas em atividade em todo mundo. De acordo com o TOP500, órgão que avalia os supercomputadores, o Tupã, instalado no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) de Cachoeira Paulista (a 202 km de São Paulo) desde outubro, é o terceiro mais poderoso entre os equipamentos dedicados à previsão de tempo e de clima sazonal.

A máquina, um XT6 da Cray, é capaz de executar 258 TFlops, equivalente a 258 trilhões de cálculos de ponto-flutuante por segundo. A velocidade dos computadores é medida em Flops – sigla em inglês para operações de ponto-flutuante por segundo –, cálculos que envolvem números muito pequenos ou muito grandes.

Um bom computador caseiro, com o processador Intel Core i7 980 XE, por exemplo, opera em pouco mais de 100 GFlops – 100.000.000.000 dessas operações a cada segundo. O equipamento comprado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pela Fapesp por US$ 23 milhões é, potanto, 2.580 vezes mais veloz que as máquinas domésticas.

Em entrevista ao G1 em março deste ano, o diretor do Inpe Gilberto Câmara explicou que a aquisição faz parte da das estratégias do instituto para lidar com eventos climáticos cada vez mais extremos, como as tempestades que causaram enchentes e deslizamentos no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, em 2008.

Com capacidade de processamento de dados muito maior, é possível prever o tempo em uma escala muito pequena, portanto mais precisa. Com a compra de um dos computadores mais rápidos do mundo para essa tarefa, o instituto conseguirá saber, por exemplo, a diferença entre a chuva que poderá cair na Zona Leste e no Centro da cidade de São Paulo. O supercomputador do Inpe vai entrar em plena operação em 2011.

Desde o final de outubro, a China assumiu a liderança na lista das supermáquinas, com o Tianhe-1-A, que opera a 4,7 PetaFlops, ou cerca de 20 vezes a velocidade da máquina instalada no Brasil. FONTE: CASEMODBR

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Justiça Federal derruba idade mínima de 6 anos para criança entrar na escola

A Justiça Federal em Pernambuco determinou a suspensão de resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) que impedia a matrícula de crianças menores de seis anos no ensino fundamental.

O pedido, em caráter liminar, foi feito pelo Ministério Público Federal no Estado.

Ação semelhante também foi proposta nesta semana pelo MPF do Distrito Federal.

Segundo o parecer do CNE, aprovado em 2010, o aluno precisa ter seis anos completos até 31 de março do ano letivo para ser matriculado no primeiro ano do ensino fundamental – caso contrário deverá permanecer na educação infantil.

Na decisão, o juiz Cláudio Kitner destaca que a resolução “põe por terra a isonomia, deixando que a capacidade de aprendizagem da criança individualmente considerada seja fixada de forma genérica e exclusivamente com base em critério cronológico”.

O magistrado argumentou que permitir que uma criança que completa seis anos seja matriculada e impedir que outra que faz aniversário um mês depois não o seja “redunda em patente afronta ao princípio da autonomia”.

A decisão também questiona a base científica para definição da idade de corte.

De acordo com o CNE, o objetivo da resolução é organizar o ingresso dos alunos no ensino fundamental, já que até então cada rede de ensino fixava uma regra diferente.

O colegiado defende que a criança pode ser prejudicada se ingressar precocemente no ensino fundamental sem o desenvolvimento intelectual e social necessário à etapa. FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Tremor de magnitude 5,9 sacode região próxima a Fukushima

Um terremoto de magnitude 5,9 sacudiu na madrugada de quinta-feira (pelo horário local; tarde em Brasília) a costa nordeste do Japão, perto das províncias de Miyagi e Fukushima, informou o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos).

O tremor aconteceu às 4h24 locais (18h24 de Brasília), com epicentro a poucos quilômetros da costa leste da ilha de Honshu e a uma profundidade de 37,7 km. Ainda não houve informações sobre vítimas ou danos materiais.

Também preocupa o fato de o abalo sísmico ter ocorrido perto da usina nuclear de Fukushima, onde operários da companhia que administra o complexo, a Tepco, trabalham para estabilizar os reatores. A empresa não revelou se houve problemas nas instalações. A Agência Meteorológica do Japão não emitiu alerta de tsunami. FONTE: EFE

NÃO FOI DESSA VEZ: Justin Bieber faz teste de paternidade

Mariah Yeater, de 20 anos, jurava
de "pés juntos" que o bebê era do ídolo teen
O ídolo adolescente Justin Bieber disse ter se submetido a um teste de paternidade para demonstrar que não é o pai do bebê de uma jovem de 20 anos, que por sua vez afirmou nesta quarta-feira que está disposta a realizar um teste de DNA em seu filho. O cantor falou sobre o assunto durante uma entrevista ao programa David Letterman, no canal CBS.

- É muito louco. As pessoas inventam acusações falsas. Se alguém está nos holofotes, isso vai acontecer. 

O anfitrião do "talk show" se solidarizou com Bieber e disse que ficou surpreso ao ler as acusações de Mariah Yeater, acrescentando que "algo não cheirava bem". O cantor teen concordou com o apresentador.

- Também acho que algo não cheira bem.

Bieber disse a Letterman que fez o teste de DNA para provar que não era pai da criança de Yeater.

Yeater, que deu à luz um bebê em julho, afirma que ela e Bieber se encontraram no backstage em um show em outubro do ano passado em Los Angeles, onde eles teriam tido relações sexuais que a deixaram grávida. FONTE: AFP

Pesquisa propõe raio laser para resgatar astronautas

Mais de 200 astronautas colocaram os pés na ISS (Estação Espacial Internacional) em mais de uma década de atividade da plataforma orbital. Por sorte, nenhum deles ficou desacordado e perdido no espaço -mas, se o pior acontecer, os procedimentos atuais de segurança pouco poderiam fazer pela vítima.

Uma proposta para melhorar as chances de sobrevivência nesses casos vem dos cientistas John Sinko, da Universidade St. John's, e Clifford Schlecht, diretor do Instituto de Materiais, Energética e Complexidade, ambos dos Estados Unidos.

Eles sugerem o uso de feixes de laser para salvar o astronauta que se desconectar da ISS. Seria uma espécie de raio trator: uma luz que incide sobre uma pessoa, fazendo com que ela se mova em direção ao foco de energia.

O laser geraria um movimento quando disparado sobre compartimentos carregados de propelentes, presos ao abdome do astronauta.

Uma vez aquecido, esse combustível passaria para o estado gasoso e provocaria um jato que moveria o astronauta até um ponto onde o resgate pudesse ser feito. O processo todo poderia ser acionado por controle remoto: o viajante poderia ser socorrido mesmo inconsciente.

Mas como fica o astronauta alvo da operação de salvamento? "Acreditamos que há um risco mínimo [para ele]", afirma Sinko.

"O traje espacial fornece proteção necessária contra o feixe de laser. Mas um filtro teria de ser acrescentado ao visor do traje para evitar danos aos olhos."

CABO DE SEGURANÇA - O acessório de segurança mais simples usado nos trajes espaciais hoje consiste de dois cabos de aço presos na lateral do corpo.

Ao se mover em atividades fora da ISS, o astronauta só pode mudar de posição depois de prender um dos cabos a um apoio fixo no módulo. Se os dois arrebentam, outro acessório de segurança entra em ação. Trata-se do Safer, um equipamento movido a nitrogênio que se desloca por curtas distâncias e fica nas costas do traje espacial.

O aparelho estabiliza o astronauta, fazendo ele parar de rodar. Outro comando vira a pessoa em direção à ISS e um jatinho a leva até lá.

Falando assim, parece fácil. O astronauta brasileiro Marcos Pontes, qualificado pela Nasa para atuar em missões externas na ISS, diz que é difícil manejar os comandos, parecidos com um joystick, com a enorme luva do traje. Mas o desafio é a mira.

"Você pode passar do lado da ISS, que está a uma velocidade média de 27 mil km/h, e não 'pegar' a estação. Aí não tem retorno." FONTE: FOLHA.COM

Hospitalizações por consumo de energéticos disparam nos EUA

O número de pessoas hospitalizadas nos EUA por causa do consumo de energéticos aumentou de 1.128 em 2005 para 13.114 em 2009, último ano com dados disponíveis.

A informação vem da agência de serviços de saúde para abuso de substâncias e saúde mental dos EUA. Em 44% dos casos, o problema tem origem na mistura de energéticos com álcool, remédios ou drogas ilícitas.

A maioria das visitas ao pronto-socorro foram feitas por homens com idades entre 18 e 39 anos.

Os pesquisadores da agência não disseram quais sintomas levaram as pessoas ao hospital.

Outros estudos já indicaram que o abuso de energéticos pode causar arritmia cardíaca, hipertensão e desidratação, mesmo sem a mistura com álcool.

"Misturar energéticos com drogas aumenta o risco de danos que podem levar à morte", afirmaram os pesquisadores.

O relatório da agência recebeu críticas imediatas de um grupo de fabricantes de energéticos, bebidas que contêm cafeína ou guaraná e outros aditivos.

O fato de que quase a metade das hospitalizações foi de pessoas que consumiram álcool ou drogas ilícitas "fez do consumo de energéticos um fato irrelevante", afirmou a Associação Americana de Bebidas.

O grupo afirma que a maioria dos energéticos contém metade da cafeína de uma porção similar de café. FONTE: REUTERS

Governo usa rede social para elevar número de doadores de sangue

Para aumentar o número de doadores de sangue no país, o Ministério da Saúde decidiu recorrer às redes sociais.

A partir desta quarta-feira (23), a página do ministério no Facebook terá um aplicativo em que o internauta poderá se cadastrar como doador de sangue.

O interessado deve informar o nome, o tipo sanguíneo e a região onde mora. Ele não será obrigado a doar imediatamente.

Os hemocentros terão acesso ao banco de doadores interessados para poder acioná-los quando for registrada falta de algum tipo de sangue em determinada região.

Com o cadastro virtual, a ideia é que os internautas espalhem a novidade para amigos que vivem na mesma região.

Atualmente, 1,9% dos brasileiros doa sangue regularmente. O percentual está dentro do parâmetro estabelecido pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que varia de 1% a 3% da população.

No entanto, a pressão por mais bolsas de sangue cresce a cada ano no país. As 3,5 milhões de bolsas de sangue coletadas por ano já não têm sido suficientes para suprir a demanda, por exemplo, dos transplantes de órgãos. O ideal é chegar a 5,7 milhões anuais.

Se cada brasileiro doasse duas vezes ao ano, não faltaria sangue para transfusões, calcula o ministério.

O lançamento do aplicativo virtual faz parte da campanha do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado no dia 25 deste mês.

Quem pode doar sangue

- Homens e mulheres de 18 a 67 anos. Jovens de 16 e 17 anos podem doar desde que tenham autorização dos pais ou do responsável legal
- O doador deve pesar mais de 50 quilos e precisa apresentar documento com foto válido em todo o território nacional, como carteira de identidade ou habilitação de motorista

Recomendações

- Não doar em jejum
- Dormir por, pelo menos, 6 horas antes da doação
- Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação
- Evitar fumo e comidas gordurosas

Quem não pode doar

- Pessoas que tiveram hepatite após os 11 anos de idade
- Grávidas e mulheres em fase de amamentação
- Pessoas expostas a doenças transmissíveis (Aids, hepatite, sífilis e doença de chagas)
- Usuários de drogas
- Pessoas que tiveram relação sexual com parceiro eventual sem uso de preservativo

FONTE: AGÊNCIA BRASIL

Jovem chinês constrói "iPad caseiro" para a namorada

Casal de chineses mostra o "iPad caseiro"
Bastou um laptop de segunda mão de 500 yuans (cerca de R$ 140) e muita habilidade manual para o jovem Wei Xinlong, um estudante universitário do norte da China, construir um "iPad caseiro" como presente a sua namorada, relata nesta quarta-feira a imprensa local.

Segundo o jornal oficial "China Daily", que mostra imagens do aparelho com o casal sorridente, Wei precisou de dez dias e 800 yuans (cerca R$ 230) para construir a réplica do iPad, capaz de mostrar textos, filmes e baixar arquivos através de toques na tela tátil, como qualquer outro tablet.

Apesar da réplica não ser tão fina como o aparelho original, Wei não se esqueceu de decorá-la com a maçã-símbolo da Apple, empresa que fabrica o iPad verdadeiro.

O jovem e sua namorada, Sun Shasha, estudam na Universidade Nordeste da cidade de Changchun, perto da fronteira com a Coreia do Norte. Ambos pertencem a famílias humildes do campo.

Wei reconhece que não tinha dinheiro suficiente para comprar um tablet à namorada. Por isso, buscou na internet vídeos que mostravam como fabricar um aparelho e decidiu colocar as instruções em prática.

"É o melhor presente que já recebi. Vou guardá-lo para sempre", disse Sun, que também deu seu toque pessoal ao "iPad caseiro", decorando-o com pedras de bijuteria. FONTE: EFE

Início das vendas de Windows Phone foi excelente, diz Nokia

Smartphone Nokia Lumia 800, com sistema
Windows Phone, é exibido durante evento em Londres
A Nokia disse que as vendas do primeiro modelo de celular da marca com Windows Phone, o Lumia 800, tiveram um excelente começo no Reino Unido, contrariando a previsão de analistas de fraqueza, o que havia prejudicado as ações da companhia finlandesa.

"As vendas do Lumia 800 no Reino Unido tiveram um excelente começo", declarou a Nokia em comunicado. "Baseado nos primeiros números do Lumia 800, esta é a melhor primeira semana para smartphones da Nokia no Reino Unido recentemente."

A Nokia revelou em fevereiro a decisão de usar a plataforma de software da Microsoft em seus smartphones na tentativa de criar um concorrente para celulares com sistemas do Google (Android) e da Apple (iOS). As vendas começaram na semana passada no Reino Unido, na França e na Alemanha.

"Pelos nossos números, ganhamos participação de mercado significativa na venda de smartphones nos canais em que estamos operando no Reino Unido", disse a Nokia. FONTE: REUTERS

Seul vira referência como 'cidade conectada'

Sentado em rua de Seul, Jung Hoon assiste a programa de TV em seu celular
Conforme as cidades se tornam mais cheias e complexas, elas tentam manter seus moradores constantemente conectados, para continuarem sendo competitivas, animadas e governáveis.

A busca é cada vez mais por disponibilizar conexões velozes em qualquer lugar, a qualquer hora e por um preço razoável para o consumidor.

Seul está à frente nisso. E, segundo as autoridades locais, isso ainda não é nada.

Nos próximos três a quatro anos, o programa de infraestrutura Smart Seoul 2015 vai estabelecer novas referências em termos de conectividade.

"Vamos expandir o bem-estar digital para todos os cantos da cidade", disse Hwang Jong-sung, chefe do Departamento de Planejamento dos Sistemas de Informação da Prefeitura de Seul, responsável pelo Smart Seoul.

A iniciativa de US$ 792 bilhões é destinada a adaptar e democratizar os serviços municipais à era da internet móvel.

Até 2015, quando 80% dos moradores deverão ter smartphones ou tablets, a conectividade será quase tão gratuita quanto onipresente: a prefeitura está instalando pontos de acesso Wi-Fi grátis em todos os espaços públicos da cidade, incluindo 360 parques, 3.200 cruzamentos e 2.200 ruas em torno de centros comerciais. Quem tiver algum aparelho sem fio não precisará mais entrar em LAN houses nem esperar para chegar em casa a fim de ler e-mails ou conferir a cotação das Bolsas internacionais.

Seul já é a líder mundial em uma pesquisa sobre "governos eletrônicos" locais, feita pela Universidade Rutgers, de Nova Jersey. Nove em cada dez moradores são assinantes de uma conexão rápida sem fio.

Em estação de metrô em Seul, passageiros assistem
a filmes em seus telefones celulares
Pela internet, os cidadãos podem fazer cópias da declaração de imposto de renda, pagar todas as contas de serviços municipais e reservar lugar num concerto do auditório municipal. Até 2015, será possível fazer isso e muito mais com smartphones.

Participantes de concorrências municipais já enviam suas propostas pela internet, e elas são divulgadas on-line.

Esse processo ajuda a reduzir a corrupção em uma prefeitura que já foi conhecida no passado como "bokmajeon", o equivalente sul-coreano da mitológica caixa de Pandora.

Até 2015, todos os estudantes sul-coreanos receberão tablets em vez de livros didáticos em papel. A lição de casa será colocada na rede, em vez de ser carregada pelos alunos na mochila.

Nesse mesmo prazo, Seul criará um serviço pelo qual pais preocupados com sequestros poderão monitorar a localização dos filhos por meio do computador doméstico ou de smartphones. As crianças participantes receberão etiquetas eletrônicas.

No total, a cidade espera também reduzir em 10% a sua taxa de criminalidade, graças à instalação de mais câmeras de vigilância, algumas das quais capazes de detectar um grito de socorro a quilômetros de distância.

Tanta conexão está mudando as práticas de governo e a vida cotidiana dessa metrópole de 10 milhões de habitantes.

Outro dia, a colegial Yoon Hyo-mi passou zunindo pela catraca eletrônica da estação Gwanghwamun do metrô, no centro de Seul. Um chip embutido no cartão de crédito dela debitou a tarifa.

Num terminal de ônibus no lado de fora, um placar eletrônico avisava que o ônibus dela chegaria em seis minutos.

Se ela quisesse, poderia consultar uma estimativa em tempo real do horário de chegada dela em qualquer ponto de ônibus da cidade, usando o smartphone.

O aplicativo para isso foi inventado por outro colegial, usando dados da intrincada rede de ônibus de Seul, parte de um crescente conjunto de dados que a prefeitura está abrindo ao público para estimular a criação de recursos como esse.

Roland Villinger, diretor da McKinsey & Company na Coreia do Sul, diz que Seul é cada vez mais vista como um campo de testes para inovações.

A pesquisa "i-consumer", feita neste ano pela McKinsey em seis países (Alemanha, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Reino Unido e Japão), mostrou que os sul-coreanos foram os que mais rapidamente adotaram o uso diário de smartphones.

"O que as pessoas da Coreia ou de Seul acham sobre um determinado produto tem importância global atualmente", afirmou Villinger.

Para Min Seong-joon, funcionário da Pantech, fabricante local de celulares, as novas tecnologia já implicam uma maior comodidade.

Recentemente, durante uma onda de calor, Min, no seu carro, usou o celular para ligar o ar condicionado no seu apartamento, de modo a encontrar a casa na temperatura ideal quando chegasse lá alguns minutos depois.

"No futuro próximo, você não precisará nem tocar no seu smartphone", disse Kang Shin-dong, presidente da iDosi, empresa sul-coreana de desenvolvimento de software.

"O software da sua casa e do seu carro vai achar onde você está e ligará as luzes, o motor ou a música a tempo de você chegar."  FONTE: FOLHA.COM

Plano Nacional de Educação pode não ser aprovado neste ano

O relator do PNE (Plano Nacional de Educação), deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), adiou a apresentação de seu relatório, que estava prevista para a tarde desta quarta-feira na comissão especial que analisa o assunto na Câmara dos Deputados.

O novo adiamento colocou em risco a aprovação do PNE ainda neste ano. Isso porque são necessárias cinco sessões após a leitura do relatório, além da possibilidade de pedidos de vista, que podem atrasar ainda mais a tramitação.

Por conta disso, o relator Vanhoni se comprometeu a disponibilizar "informalmente" o relatório a partir de segunda-feira para os deputados da comissão, em uma tentativa de garantir o consenso em torno da proposta quando o texto for lido, possivelmente na quarta-feira.

"Aí teríamos a certeza que a condição de votá-lo neste ano está colocada. Estamos apostando nesse diálogo para garantir um cenário de condição de voto", disse o presidente da comissão, deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES).

O PNE (projeto de lei 8035/2010) contém dez diretrizes e 20 metas que vão nortear as ações de educação nesta década. Estão presentes no plano a universalização do ensino para todas as crianças e jovens entre quatro e 17 anos.

Um dos pontos polêmicos é a ampliação dos investimentos em educação por parte da União, estados e municípios. O texto do PNE prevê o aumento para 7% do PIB (Produto Interno Bruno) --atualmente é de 5%. No entanto, há pressão para que esse índice suba para 10%.

"O que nós percebemos é que a educação brasileira para dar um avanço a mais e para garantir que todas as crianças de 4 a 17 anos estejam no ensino necessita um pouco mais de 7%", disse o relator Vanhoni.

No entanto, o relator do PNE afirma que o debate em torno do assunto ainda não está terminado e por isso afirmou que necessita de um prazo maior.

"E tenho um debate com a área financeira do governo, por conta da cautela que a área de fazenda tem em relação a gastos públicos e a audácia para consolidar a educação como o principal vetor do desenvolvimento", afirma.

A cautela do relator do PNE em torno do índice de investimentos foi contestada por alguns deputados da comissão especial. "Fiquei um pouco preocupado. É preciso ter pelo menos uma viabilidade financeira do plano. Se colocarmos essa viabilidade muito baixa, nós, em vez de atingirmos o objetivo ao máximo, vamos atingir muito menos do que gostaria", disse o deputado dr. Ubiali (PSB-SP). FONTE: FOLHA.COM

Mulheres que jogam vídeo games fazem mais sexo

Mulheres que jogam vídeo game costumam fazer mais sexo, diz uma pesquisa realizada pelo site Gamehouse. Hoje, o público feminino compõe 55% de todas as pessoas que jogam online.

Aquelas que curtem games fazem mantém relações sexuais mais frequentemente do que as que não jogam. De acordo com o estudo feito pela empresa Harris Interactive, 38% delas fazem sexo ao menos uma vez por mês, contra 34% das que não jogam, em um geral. A pesquisa também aponta que mais da metade delas estão em um relacionamento sério, e dessas garotas, 70% estão felizes com o seu relacionamento atual. Essas mulheres levam os jogos online como um escape para o stress e o tédio.

A pesquisa coletou dados de 2 mil mulheres adultas e revelou que as meninas que jogam também se sentem mais inteligentes – logo, mais seguras. Será por isso que esse tipo de mulher é mais “rara” e supervalorizada pelos geeks em geral? FONTE: TECH GURU