domingo, 2 de outubro de 2011

Rock in Rio 2013 terá mais regras e menos público

As experiências acumuladas nos sete dias de Rock in Rio renderam ensinamentos à organização do festival e ao poder público. Na entrevista coletiva de encerramento do festival, o prefeito Eduardo Paes tentou minimizar os transtornos de transporte público e segurança, mas reconheceu a necessidade de criar normas mais rígidas para eventos de grande porte na cidade.


O prefeito prometeu publicar um decreto nos próximos dias estabelecendo critérios para bloqueios de ruas, ordenamento do transporte e, até, o número mínimo de banheiros para cada evento. Preocupado também com os moradores do entorno, Paes declarou que vai limitar o número de shows no Parque Olímpico Cidade do Rock .

“Claro que a gente não pode transformar isto aqui em um transtorno permanente para os moradores da Barra da Tijuca. Vamos fazer um decreto esta semana, dizendo que teremos, no máximo, dois ou três eventos desse porte por ano aqui”.

O prefeito explica que, dentro de 30 ou 40 dias, o local será entregue aos cariocas totalmente reformado, com quadras poliesportivas e campo de futebol, o que Paes contabiliza como legado dos Jogos Olímpicos de 2016.

O prefeito aproveitou ainda para, junto com o empresário Roberto Medina, confirmar a realização de mais uma edição do Rock in Rio em setembro de 2013, no mesmo local. A principal mudança será na capacidade de público, que deve cair de 100 mil para 85 mil pessoas.

A organização também divulgou os números referentes à repercussão do festival na internet. Em todo o mundo, 150 milhões de pessoas foram impactadas pela marca durante a última semana. Nesse período, o site do Rock in Rio recebeu 11 milhões de visitantes e seu perfil no Twitter atingiu a marca de 4,5 milhões de seguidores. Fonte: VEJA ONLINE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: