sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Cidade de MS é investigada pelo uso de terra de cemitério em obra

O Ministério Público Federal (MPF) abriu inquérito civil público, na última segunda-feira (5), para investigar se houve uso de recursos federais em uma obra da prefeitura de Corumbá, distante 444 quilômetros de Campo Grande, em que teria sido utilizada terra do cemitério municipal. Denúncias de moradores da cidade afirmam que o material continha até mesmo restos humanos.

A assessoria de imprensa da prefeitura de Corumbá informou ao G1 que a secretaria de Infraestrutura da cidade não tem conhecimento sobre a abertura do inquérito e disse que se manifestará somente quando for comunicada oficialmente.

De acordo com a prefeitura, foi aberta sindicância interna para apurar o fato. O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira estabeleceu prazo de 15 dias para o término do processo e divulgação de um relatório oficial com as informações colhidas.

 Segundo o MPF, o procurador do 1º ofício Carlos Humberto Prola Júnior, que abriu a investigação, encaminhou à prefeitura um ofício para que sejam esclarecidas as denúncias.

Os problemas começaram quando moradores notaram vestígios de ossos humanos, vestimentas e lápides na terra depositada em uma praça, no bairro Cristo Redentor, que seria utilizada para a reforma do local.

De acordo com informações do secretário de infraestrutura de Corumbá, Ricardo Ametla, disse que o serviço foi realizado por servidores do município e, caso seja comprovado na sindicância o uso irregular do material, haverá punições para os culpados. Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: