sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Avião de pequeno porte cai sobre público em corrida aérea nos EUA

Um avião de pequeno porte caiu sobre o público durante uma competição aérea na cidade de Reno, no estado norte-americano de Nevada, na Costa Oeste, deixando várias vítimas, segundo as autoridades.



O piloto morreu, e pelo menos 75 pessoas ficaram feridas no acidente, ocorrido às 16h30 locais desta sexta-feira (16).

Imagens da TV local KRNV-TV mostraram corpos e destroços, em um ambiente de caos.

Um vídeo postado no YouTube mostrou o momento do acidente e a reação do público.

Gravado aparentemente da arquibancada principal, ele mostra o público dizendo "Oh, meu Deus" após a queda da aeronave, que ergueu uma nuvem de fumaça e provocou um incêndio.

Jeff Martinez, homem do tempo da KRNV, estava no local. Ele disse que o avião virou para a direita e então caiu direto, de bico, em direção ao chão.

"A gente via pedaços e partes por todos os lados", disse Martinez. "Ninguém acreditou."

Piloto experiente - Mike Houghton, presidente da empresa responsável pela National Championship Air Races, disse que o piloto Jimmy Leeward (foto ao lado), natural de Ocala, no estado da Flórida, morreu no acidente.

Ele era o dono do avião, um um avião P-51 Mustang, do tempo da Segunda Guerra Mundial.

Leeward, segundo o empresário, era um piloto experiente, que serviu de dublê em filmes de ficção como "Amélia". Ele voava desde 1975.

Feridos - Stephanie Kruse, porta-voz do pronto-socorro regional, disse que há 75 pessoas feridas - 25 delas gravemente e outras 25, criticamente - ou seja, com possibilidade de morrer.

Quarenta pessoas foram levadas a hospitais locais em ambulâncias, e uma delas teve de ir de helicóptero, segundo a porta-voz.

Autoridades da FAA, agência federal de aviação dos EUA, já estavam no local para averiguar as causas do acidente.

Segurança questionada - O público foi orientado a deixar o local, e as corridas do fim de semana foram canceladas.

As corridas do gênero acontecem sempre em setembro e atraem grande atenção do público. A segurança dos voos já foi questionada, e quatro pilotos morreram entre 2007 e 2008.

Autoridades escolares chegaram a sugerir que a presença de crianças nas corridas fosse proibida.

A competição é como uma corrida de carros no céu, disputada em circuitos ovais. Os pilotos chegam a dar rasantes a 15 metros do solo e atingem velocidades de até 220 quilômetros por hora. FONTE: EFE/G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário ou sugestão: