quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Navio de R$ 75 milhões vai ajudar Brasil a explorar o pré-sal

O Brasil terá no ano que vem seu primeiro grande navio oceanográfico. A compra está sendo finalizada em um estaleiro chinês por um consórcio formado por governo, Vale e Petrobras, e deve ser anunciada em breve pela presidente Dilma Rousseff.

O barco, de cerca de 80 m de comprimento, terá capacidade para 90 pessoas e autonomia para ficar até três meses seguidos no mar.

O brinquedo é caro, mas responde a uma necessidade antiga do país: a de ter uma plataforma de pesquisa oceânica capaz de explorar o Atlântico Sul, a porção de mar menos conhecida do planeta. Hoje quase não há navios totalmente dedicados à pesquisa no país.

"Com 4,5 milhões de quilômetros quadrados de mar, um navio é pouco. Precisamos de dúzias", disse à Folha o almirante Ilques Barbosa Junior, secretário de Ciência e Tecnologia da Marinha.

A conta trai um dos objetivos por trás da compra: 4,5 milhões de km2 é a área de mar sobre a qual o Brasil se autoconcedeu soberania econômica, na chamada plataforma continental. Trata-se de uma área maior que a Zona Econômica Exclusiva, que soma 3,5 milhões de km2.
FRONTEIRA

Essa fronteira marítima, declarada pelo Brasil no âmbito da Unclos (Convenção das Nações Unidas para o Direito do Mar), é uma extensão geológica do pré-sal e provavelmente contém reservas ainda desconhecidas de petróleo, gás e minérios.

Para exercer plenos direitos sobre a plataforma continental, porém, o país precisa fazer pesquisa. E até agora não está equipado para isso.

Daí o interesse da Petrobras e da Vale, que aceitaram o pedido do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, para que bancassem a parte do leão da compra do navio.

"Há muita pesquisa básica que é de interesse estratégico das empresas", disse o secretário de Políticas e Programas de Pesquisa do ministério, Carlos Nobre.

A Marinha também tem interesse em ocupar a zona do pré-sal, e manter navios oceanográficos na região é uma forma de fazer isso.

O ministério realizou uma consulta a oceanógrafos sobre os equipamentos que eles gostariam de ter no barco. A resposta foi uma "lista de compras" com 48 itens, que inclui até uma broca para coletar amostras de rocha.

"A gente participa como coadjuvante de vários grandes programas, porque temos instrumentação, mas não temos plataforma [navio] para entrar no clube", afirma Carlos Eiras Garcia, diretor do Instituto de Oceanografia da Furg (Universidade Federal de Rio Grande).

Segundo Nobre, o governo estuda a aquisição de um segundo navio oceanográfico, em 2014, a ser produzido por um estaleiro nacional.

Garcia afirma que a comunidade científica está animada com o navio, mas ainda não foi chamada para conversar. "A longo prazo, o que precisamos é de um instituto oceanográfico nacional, nos moldes do que têm os EUA." FONTE: FOLHA.COM

Conar abre processo para avaliar propaganda com Gisele Bündchen

O Conar (Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária) abriu processo, na tarde desta quinta-feira, para avaliar denúncias recebidas contra a campanha "Hope ensina", em que Gisele Bündchen aparece de lingerie e mostra a "melhor maneira" de dar uma má notícia ao marido.

O processo está baseado em cerca de 15 denúncias de consumidores, recebidas pelo conselho desde ontem, quando a Secretaria de Políticas para as Mulheres informou ter pedido ao órgão a suspensão da propaganda. O pedido oficial da secretaria ainda não chegou ao Conar.

Segundo a assessoria do conselho, o processo foi aberto após análise preliminar do caso, que verificou a existência de fundamento, no código brasileiro de autorregulamentação publicitária, para a aceitação da denúncia.

O passo seguinte é a nomeação de um relator, que, no âmbito do conselho de ética da entidade, vai elaborar seu parecer sobre as críticas. No meio do caminho, o relator pode decidir suspender liminarmente a veiculação da propaganda até o julgamento final.

Caso entenda que a campanha fere, de fato, o código do setor, o Conar pode recomendar a suspensão definitiva do comercial. A esse tipo de decisão, cabe recurso.

Na peça publicitária, Gisele aparece usando roupas normais para falar, por exemplo, que bateu o carro. A estratégia é classificada como "errada" e em seguida a forma "correta" é mostrada: a modelo repete a notícia, usando apenas lingerie. "Você é brasileira, use seu charme", conclui a peça publicitária, que está no ar desde o último dia 20.

As denúncias recebidas pelo Conar consideraram que a campanha da Hope não tratou com respeito a condição feminina. Para o governo federal, "a propaganda promove o reforço do estereótipo equivocado da mulher como objeto sexual de seu marido e ignora os grande avanços que temos alcançado para desconstruir práticas e pensamentos sexistas".

A assessoria da Hope negou que houvesse qualquer intenção "sexista" na campanha. Procurada nesta quinta sobre a abertura do processo, a empresa ainda não se manifestou. FONTE: FOLHA.COM

DE CAIR O QUEIXO: Mulher quase engole pedaço de granada (funcionando!) no México

Karla Flores depois da cirurgia, e seu raio-x ao lado (a bola é a granada que entalou em sua boca)
Depois não reclame quando ficar com um pedacinho de comida preso no dente. Tem gente pior.

Karla Flores, 32, moradora da cidade de Culiacán, no México, teve uma granada de fragmentação removida de seu rosto. Como a bomba entrou lá, nem a mulher sabe direito.

Ela conta que vendia frutos do mar em sua barraca de rua quando, de repente, ouviu um grande estrondo. Depois disso, acordou no hospital com dificuldades para respirar. Era a granada, que entrou em sua boca. (O barulho seria, aparentemente, do lançador de granadas.)

Após uma cirurgia de traqueostomia que durou horas e contou com a assistência de especialistas em granadas e do Exército, além de um monte de médicos que não paravam de tremer, o artefato foi removido.

Saldo do pós-operatório: Karla perdeu metade dos dentes, o rosto está com uma cicatriz gigante, ela ainda precisará de operações por pelo menos três anos, mas sairá dessa.

Em sua cidade, a notícia bombou. Karla agora é conhecida como a Mulher Milagre. Assista ao vídeo abaixo e confira a repercussão. FONTE: UOL

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Em São Paulo, prefeitura aplica multa de R$ 2 mi e manda Center Norte fechar

O shopping Center Norte, na zona norte de São Paulo, foi multado em R$ 2 milhões nesta terça-feira pela prefeitura. Os técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente também determinaram a suspensão das atividades do shopping, dos estacionamentos, e das lojas Carrefour e Lar Center, que funcionam no mesmo complexo.

O motivo da multa e da suspensão é o não atendimento às exigências feitas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), que multou o estabelecimento na semana passada por não ter instalado um sistema de extração de gases.

O shopping --um dos maiores da cidade-- e as lojas têm 72 horas para suspender totalmente suas atividades. O fechamento é válido por tempo indeterminado, até que o estabelecimento comprove o cumprimento de todas as exigências ambientais.

Na inspeção desta terça-feira, o Center Norte também foi intimado a atender medidas previstas na legislação municipal: manter o piso de 30% da área dos estacionamentos permeável e que haja uma árvore para cada 40m² de estacionamento.

O estabelecimento, que tem 331 lojas e estacionamento com capacidade para 7.000 vagas, afirma em seu site ser "o shopping de São Paulo que apresenta o maior volume de vendas por m² entre todos os empreendimentos da cidade".

Procurada, a assessoria de imprensa do shopping disse que não tinha conhecimento da multa, mas que a administração iria se manifestar ainda hoje.

CONTAMINAÇÃO

O estabelecimento, construído em 1984 sobre um antigo lixão, sofre com a decomposição de material orgânico do subsolo, o que tem jogado gás metano, em níveis perigosos, para o interior de algumas lojas, segundo relatórios da Cetesb.

No último dia 16, a companhia colocou todo o terreno do Center Norte na sua lista de áreas contaminadas críticas e disse que havia risco de explosão.

A Cetesb também determinou multa diária de R$ 17.450 ao shopping, válida por um mês. A punição deve persistir enquanto o shopping não cumprir as medidas exigidas pelo órgão.

Segundo o Center Norte, um sistema para extração do gás opera há 40 dias e outros oito sistemas similares estão sendo instalados em pontos estratégicos.

Na sexta-feira (23), o shopping chegou a divulgar que, em visita ao estabelecimento, técnicos da Cetesb fizeram medição do metano "em locais estratégicos" e constataram que não havia presença do gás.

Mas a companhia desmentiu o estabelecimento e confirmou o risco de explosão caso o gás fique confinado em ambientes fechados. FONTE: FOLHA ONLINE

Agricultor expulsa Rihanna de suas terras por fazer "topless"

Mal deixou o Brasil, onde se apresentou no Rock in Rio, a cantora Rihanna, 23, já está causando em outro local.

Na Irlanda do Norte, onde está fazendo shows, ela resolveu gravar o clipe da canção "We Found Love".

Para isso, alugou uma fazenda nos arredores da cidade de Bangor.

Só que ela não contava com o fato de o dono do terreno, Alan Graham, ser um católico fervoroso.

Ele expulsou a produção toda do local, segundo o "Daily Mirror", porque não gostou quando a morena tirou a blusa e ficou só de biquíni --o tabloide mostra fotos em que ela teria ficado sem nada na parte de cima.

"O comportamento dela foi inadequado", afirmou ao jornal. "Nunca tinha ouvido falar em Rihanna até alguém me ligar pedindo para usar as minhas terras."

O agricultor diz ainda que não houve contrato para o aluguel, apenas um acordo verbal, e que ele não sabia o que a produção faria no local.

Após a expulsão, ele diz que não sabe se receberá o dinheiro. FONTE: F5

Empate pode fazer seleção reviver trauma dos pênaltis

O técnico Mano Menezes pode reviver hoje o pesadelo de uma disputa por pênaltis. É o que prevê o regulamento do "Superclássico das Américas" em caso de novo empate entre Brasil e Argentina.

Na primeira partida do confronto, há duas semanas, em Córdoba, as seleções ficaram em um empate sem gols.

Neste ano, a equipe brasileira protagonizou o maior vexame de sua história numa disputa de penalidades. Nas quartas de final da Copa América, errou suas quatro cobranças ante o Paraguai e perdeu a série por 2 a 0.

Desde então, o Brasil teve um pênalti a seu favor no amistoso contra a Alemanha, em agosto. Robinho, que não havia batido na Copa América, converteu a cobrança.

Dos quatro que falharam no estádio Ciudad de La Plata, só o atacante Fred está em Belém. André Santos e Thiago Silva jogam na Europa e, portanto, não poderiam ser chamados. Elano deixou de ser convocado após o fiasco.

O goleiro titular hoje será Jefferson, que se notabilizou no Botafogo por defender pênaltis. "Precisa ter frieza nesses momentos", afirmou o camisa 1. "Mas a responsabilidade é dos atacantes." FONTE: FOLHA ONLINE

Regra antipirataria branda irrita a Fifa

A Fifa vê a falta de proteção a patrocinadores e produtos oficiais do Mundial-2014 como o principal problema da Lei Geral da Copa-2014.

Pela lei, foi determinado que quem comercializar produtos não-oficiais relacionados à Copa pode sofrer penas de um a três meses, ou multa. A Fifa queria prazo maior.

Outra questão é o valor das multas, que pode ser de até R$ 27,25 mil por dia para marketing de emboscada (em que empresas se aproveitam do Mundial) ou pirataria (em que se utilizam das marcas em produtos). Há a possibilidade de o processo estabelecer uma multa dependendo das perdas da Fifa em cada caso.

Fonte ligada à Fifa considera o valor irrisório perto do ganho que se poderia obter com o uso da imagem do Mundial de forma irregular. FONTE: FOLHA ONLINE

Novo iPhone deve ter tela maior e mudanças radicais no design

Tim Cook, novo executivo-chefe da Apple, durante apresentação da empresa
Desde o WWDC (Conferência Mundial de Desenvolvedores de Software da Apple) 2011, que ocorreu em junho, a Apple não faz um evento aberto para público e imprensa. No meio-tempo, a empresa perdeu seu executivo-chefe e mentor, Steve Jobs, e chegou a se tornar a maior empresa do mundo em valor de mercado.

Agora, é chegada a hora de lançar mais uma versão do carro-chefe de seu sucesso, o iPhone. Hoje, a empresa confirmou que vai conduzir um evento sobre seu smartphone no dia 4 de outubro, na sua sede em Cupertino, sem dar muitos detalhes.

A apresentação deve caber a Tim Cook, novo executivo-chefe da empresa. O evento, sem Jobs no comando da empresa, deve ser atípico. Mas o que esperar do novo aparelho que deve ser anunciado?

Por fora, a expectativa é de uma mudança radical. Vazamentos de acessórios do próximo aparelho, na China, indicam uma tela maior --a atual, de 3,5 polegadas, é pequena perto das de concorrentes, próximas de 5 polegadas--, um botão central mais largo e apto a gestos multitoque, menor espessura e menos peso.

Por dentro, o aparelho deverá contar com o mesmo processador do iPad 2, o A5, produzido pela própria Apple.

Apesar da expectativa, analistas acreditam que a empresa ainda não adicionará conexão a 4G (por meio da rede LTE) nem NFC (Near Field Communication, recurso usado para pagamentos com o smartphone, entre outras coisas), por acreditar que ambas as tecnologias são embrionárias e precisam ser aperfeiçoadas. As duas já são utilizadas em aparelhos com Android, concorrentes diretos do iPhone.

UM É POUCO?
Há indícios de que o próximo iPhone terá companhia: uma versão "popular", mais barata e criada com o intuito de aumentar a participação da empresa no mercado de telefonia móvel.

Al Gore, ex-vice-presidente americano e diretor do conselho da Apple, disse durante evento na África do Sul que "novos iPhones chegam no próximo mês" --o plural pode indicar que mais de um modelo será lançado.

Há a possibilidade de o aparelho mais barato ser o iPhone 4, com menor espaço interno (8 Gbytes), vendido por menor preço --tática que a Apple utiliza atualmente com o iPhone 3GS.

O evento provavelmente também será palco para o lançamento oficial da quinta grande versão do sistema operacional móvel da Apple, o iOS. Apresentado em junho, na WWDC, ele traz uma série de novidades, como o novo recurso de notificação, semelhante ao adotado pelo Android, e um sistema de mensagens gratuitas entre aparelhos com iOS, o iMessage.

VAZAMENTO
Mesmo com o esforço da Apple em manter sigilo absoluto sobre seus novos aparelhos, as notícias chegam pelo outro lado do mundo: como o aparelho é fabricado na Foxconn, na China, fabricantes têm acesso adiantado e começam a fabricação de acessórios antes do lançamento oficial. E, diferente da Apple, tais fabricantes não prezam pela segurança máxima de suas criações. FONTE: FOLHA ONLINE

Companhia aérea japonesa é a primeira a receber novo Boeing 787

A companhia aérea japonesa All Nippon Airways (ANA) foi a primeira a receber nesta quarta-feira, com mais de três anos de atraso, o novíssimo avião 787 Dreamliner da Boeing.

A aeronave pousou por volta das 9h locais (21h em Brasília) no aeroporto Haneda de Tóquio, em um evento acompanhado pelos meios de comunicação, empresários e por fãs da aeronáutica.

A Boeing afirma que seu novo avião consome 20% a menos que os aparelhos do mesmo tamanho no mercado, um critério fundamental para companhias cada vez mais confrontadas com a alta nos preços dos combustíveis.

A produção do 787 foi marcada por vários problemas técnicos, que custaram bilhões de dólares a Boeing e provocaram muitos cancelamentos.

A ANA, que fez um pedido de 55 aparelhos, esperava receber seu primeiro avião antes dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

O diretor-geral da ANA, Shinichiro Ito, reafirmou nesta quarta-feira que o Boeing 787 terá um "papel-chave" na frota do grupo e em sua expansão internacional.

A primeira rota internacional do 787 será entre Tóquio e Hong Kong, seguida por Tóquio-Pequim, no final do ano, e por Tóquio-Frankfurt, no início de 2012.

A aeronave de longo alcance custa US$ 200 milhões e tem um elegante design. A Boeing vendeu mais de 800 Dreamliners, que competirão com o futuro Airbus A350, que ficará pronto provavelmente em meados desta década.

A Boeing espera elevar a produção do 787 para 10 unidades por mês até o final de 2013, enquanto acelera a produção do 737, que passou por uma atualização, e se prepara para montagem do cargueiro 767 para a força aérea dos Estados Unidos. FONTE: FRANCE PRESSE/REUTERS

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

"DE OLHO NO CÉU": Nasa diz que satélite deve cair na madrugada de sábado

Em um comunicado divulgado nesta sexta-feira, a Nasa (agência espacial americana) revê a previsão da queda do satélite desativado que se aproxima da Terra.


Contrariando o comunicado anterior, a agência espacial reviu sua previsão de queda do satélite UARS para o final desta sexta ou durante as primeiras horas de sábado, no horário de Nova York (uma hora a menos do que em Brasília). A mudança teria sido ocasionada por uma desaceleração do objeto em sua queda. Novos dados devem ser fornecidos nas próximas horas, de acordo com a Nasa.

Ainda segundo o comunicado, a atividade solar deixou de ser o principal fator de influência na velocidade de queda do satélite. A trajetória aparentemente foi alterada, tornando a sua queda mais lenta.

A agência afirmou que as chances de objetos caírem na América do Norte é remota, mas a possibilidade não pode ser descartada, devido à mudança verificada.

O satélite desativado do tamanho de um ônibus está se aproximando rapidamente da Terra e deve atingir algum ponto do planeta. Apesar disso, a Nasa --proprietária do gigante de 6,5 toneladas-- pede calma à população e diz que as chances de alguém ser atingido são realmente muito baixas, de 1 para 3.200.

Para a Nasa, o mais próvavel é que os fragmentos do objeto, que tem o tamanho de um ônibus e deve se partir quando entrar na atmosfera, atinjam o oceano Pacífico

Rastreie a queda do satélite UARS com um aplicativo para Android

Quem tem um aparelho Android pode, opcionalmente, baixar o aplicativo abaixo e se sentir mais seguro, sabendo onde não estacionar seu crânio no momento da queda.

O aplicativo, chamado Satellite AR e disponível de graça nesse link, usa o acelerômetro do Android em que ele é instalado para mostrar na tela a posição de satélites de acordo com informações obtidas de fontes públicas. Ele recebeu uma atualização ontem que mostra especificamente a rota do satélite UARS. O dito-cujo tem poucas chances de atingir um lugar com terra: 1 em 32 mil, segundo a NASA.

Usuários do iPhone que quiserem saber por onde passa o UARS vão ter que se contentar com o método antigo mesmo: olhar constantemente para o céu. Segundo a última atualização no site da NASA, a re-entrada do satélite em órbita é esperada para a manhã do sábado. FONTE: FOLHA.COM / ATHENNA.COM

OSCAR 2012: Indicação não quis reparar erro, diz roteirista sobre "Tropa 2"

O roteirista Bráulio Mantovani teve uma boa notícia na última terça-feira (dia 20/9), quando "Tropa de Elite 2" foi o escolhido para representar o Brasil na disputa por uma vaga entre os cinco indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

Também coprodutor do filme, dirigido por José Padilha, ele diz que não acha que a indicação tenha sido para corrigir a escolha de 2007, quando "O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias", de Cao Hamburger, foi o eleito --mas não entrou entre os finalistas.

"A escolha é feita a cada ano por uma comissão diferente. O trabalho dela é escolher um filme que, pelo menos em teoria, tenha chances de conseguir a indicação. Por que as pessoas da comissão perderiam tempo avaliando escolhas passadas para encontrar erros e tentar repará-los? Seria uma idiotice", afirma.

Para ele, escolher é algo "absolutamente subjetivo, uma vez que é impossível testar empiricamente duas hipóteses neste caso". "Nada garante que 'Tropa de Elite' conquistaria a indicação se fosse o escolhido em 2007. Se eu não tivesse escrito nenhum dos filmes naquele ano e fosse da comissão, teria escolhido 'Tropa'. Mas isso não significa que eu estaria certo. Seria apenas a minha opinião."

O diretor de fotografia Lula Carvalho, também responsável pelo longa, diz que o filme merece pela quantidade de gente que o assistiu --um recorde de 11 milhões de espectadores.

"Eu já esperava [pela indicação] desde o primeiro filme, pelo fenômeno que foi, com as pessoas repetindo frases do 'Tropa' na rua antes mesmo de ele estrear. Estou orgulhoso. Espero que a gente consiga vencer as outras etapas no Oscar", conta à Folhapor telefone, do Rio.

Entretanto não sabe dizer o que pode fazer o filme levar a estatueta hollywoodiana. "Ele emenda bem a realidade na ficção. Mas não entendo a fórmula para dar certo. O mérito é ser um bom filme. Talvez isso faça a diferença", finaliza.

Os indicados ao Oscar serão anunciados em 24 de janeiro. Os vencedores saem em cerimônia em 26 de fevereiro em Los Angeles. FONTE: FOLHA.COM

"ESTAMOS DE FORA": Rock in Rio será transmitido ao vivo no YouTube, mas não no Brasil

Seguindo o exemplo de festivais internacionais importantes como o Coachella e o Lollapalooza, nos Estados Unidos, o Rock in Rio 2011 também vai ser transmitido ao vivo pela internet, via YouTube.

A informação foi divulgada na quarta-feira (21). O link para acessar a transmissão é youtube.com/user/rockinriobrasil2011.

O Rock in Rio começa nesta sexta-feira (23) e vai até o dia 2 de outubro. Entre as principais atrações estão Elton John, Rihanna, Katy Perry, Red Hot Chili Peppers, Metallica, Stevie Wonder, Shakira, Coldplay e Guns n' Roses.

O Brasil, no entanto, ficará de fora do streaming, que poderá ser visto apenas fora do país. Isso por que os direitos de transmissão do festival pela internet no Brasil são exclusivos da Globo.com, segundo a assessoria da emissora. FONTE: FOLHA.COM

Conheça as principais atrações do primeiro dia de Rock in Rio

Começa hoje uma maratona na Cidade do Rock. Serão sete dias com 14 horas de shows divididos em quatro palcos.

Conheça melhor as principais atrações desse primeiro dia do festival:

ATRAÇÕES INTERNACIONAIS

The Asteroids Galaxy Tour
Duo dinamarquês de pop e acid jazz, formado por um vocalista e um produtor. Ao vivo, vira um sexteto que inclui sax e trompete. Divide o palco Sunset com The Gift

The Gift
Quarteto português de pop alternativo, formado em 1994. Tem cinco álbuns e o destaque é a cantora Sônia Tavares, única mulher no grupo
Palco Sunset, às 18h

Katy Perry
Cantora americana de música pop, gravou dois álbuns e acaba de emplacar o quinto single seguido em primeiro lugar da parada americana
Palco Mundo, às 21h40

Elton John
Cantor inglês, o artista solo que mais vendeu discos na década de 1970. Tem 37 álbuns de estúdio e canções clássicas como "Rocket Man" e "Skyline Pigeon"
Palco Mundo, às 23h10

Rihanna
Cantora nascida em Barbados, foi descoberta ainda adolescente pelo cantor e produtor Jay-Z. Tem cinco singles que foram número um, entre eles "Umbrella"
Palco Mundo, às 0h50

ATRAÇÕES NACIONAIS

Letieres & Orkestra Rumpilezz
Grupo baiano de sopro e percussão de rua liderado pelo maestro Letieres Leite. Lançou o primeiro álbum em 2009, pelo qual ganhou quase dez prêmios. Divide o palco Sunset com Móveis Coloniais de Acaju

Móveis Coloniais de Acaju
Banda brasiliense de MPB-rock temperada com ska. Tem dois álbuns lançados: "Idem" (2005) e "C_mpl_te" (2009). Desde 2005, promove o "Móveis Convida", série de shows com participações de artistas como Pato Fu e Los Hermanos
Palco Sunset, às 14h30

Bebel Gilberto
Cantora e compositora brasileira radicada em Nova York, é uma das inventoras da "bossa eletrônica" no começo dos anos 2000. É filha dos cantores João Gilberto e Miúcha. Tem quatro álbuns lançados. Apresenta-se com Sandra de Sá
Palco Sunset, às 16h45

Paralamas do Sucesso
Uma das mais importantes bandas do rock nacional dos anos 1980, segue na estrada há três décadas ininterruptas. Contabiliza 12 álbuns de estúdio e dezenas de hits. É a primeira atração do Palco Mundo com Titãs, Milton Nascimento e Maria Gadú
Palco Mundo, às 19h

Claudia Leitte
Discípula de Ivete Sangalo, a cantora surgiu na banda de axé music Babado Novo. Em carreira solo desde 2008, funde axé com pop internacional à Beyoncé e Rihanna
Palco Mundo, às 20h10                                                                                 FONTE: FOLHA.COM

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Quadrilha usa impressora 3D e faz máquina que rouba cartão de crédito

        O blog ‘KrebsOnSecurity’ mostra as
    diferenças entre um leitor de cartão de
                   crédito real e um falso.
Uma quadrilha especializada em fraudar caixas eletrônicos roubou mais de US$ 400 mil usando uma peça para leitura de cartões magnéticos criada com a ajuda de impressoras 3D, disse o Ministério Público dos Estados Unidos. Em junho, um tribunal federal indiciou quatro homens do Texas (EUA) que, segundo as autoridades, teriam reunido os lucros de golpes de clonagem de cartão para comprar uma impressora 3D.

De acordo com declarações do Serviço Secreto dos EUA, o líder do grupo foi preso em 2009 por fraude em caixas eletrônicos. Como era ele o responsável por conseguir os leitores de cartão de crédito, o grupo se viu na necessidade de comprar seus próprios leitores, que custam entre US$ 2 mil e US$ 10 mil.

Em maio de 2011, em uma discussão entre os membros do grupo gravada por um investigador, um dos acusados teria revelado que criou dispositivos de leitura de cartão usando uma impressora 3D que os suspeitos compraram juntos. Segundo o governo, o suspeito também era o responsável por usar os dados de cartões roubados para criar cartões falsificados. Os leitores teriam sido instalados em caixas eletrônicos localizados em bancos do Texas.

Promotores alegam que o grupo roubou mais de US$ 400 mil entre agosto 2009 e junho de 2011. Segundo o Ministério Público, os homens chegaram a sacar US$ 58 mil apenas em abril de 2011. Os documentos do tribunal não dizem quanto o grupo gastou com a impressora 3D. De acordo com o blog “KrebsOnSecurity”, uma impressora 3D custa entre US$ 10 mil e US$ 20 mil nos EUA e permite a impressão de leitores de cartão de alta qualidade. FONTE: G1

Senado aprova medida que concede incentivo a produção de tablets

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (21) o projeto de Lei de Conversão 21/2011, que concede incentivos fiscais para a produção e venda de tablets no Brasil. A medida, lançada pelo Executivo em maio deste ano, beneficia com isenção de PIS e Cofins aparelhos "que tenham uma unidade central de processamento com entrada e saída de dados por meio de uma tela sensível ao toque de área superior a 140 centímetros quadrados".

Como já foi aprovada na Câmara, a medida será encaminhada direto à sanção da presidente Dilma Rousseff, que ainda pode vetar trechos da lei.

Durante a votação, o relator da medida na Casa, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), chegou a apresentar duas emendas de redação ao projeto, que acabaram retiradas ao final da votação. A primeira acrescentava a palavra digital ao lado de tablet.

A segunda mudança, segundo o relator, deixa mais claro o artigo que trata da prorrogação por mais dois anos do prazo para que as Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) sejam implementadas no país. Os estados beneficiados seriam o Pará, Maranhão, Bahia e Mato Grosso.

O relator afirmou que a mudança não afetaria o mérito da medida, mas a oposição criticou. "Se essa emenda passar, o projeto deveria voltar à Câmara", disse o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP).

O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), fez um apelo em plenário para que não fosse acolhida a emenda de redação, a fim de que não fosse necessário retornar o texto à Câmara. Segundo o líder, o texto da emenda de redação seria colocada em outra medida provisória, a 540, que ainda será encaminhada ao Senado.

"Não colocaríamos em risco essa medida provisória que estamos votando agora", justificou Jucá. Diante do apelo do líder, o relator, senador Eduardo Braga, retirou as emendas de redação. O projeto foi aprovado em votação simbólica. FONTE: G1

Brasil fica em 164º em ranking mundial de velocidade de internet

A velocidade média da conexão à internet no Brasil, de 105 kilobits por segundo, coloca o país em 164º em um ranking mundial divulgado nesta quarta-feira pela Pando Networks, empresa especializada em distribuição de arquivos digitais. A média mundial de velocidade, de 508 kbps, é cinco vezes maior que a média nacional.

O estudo levou em conta a transferência de 35 petabytes de informações digitais. Foram 27 milhões de downloads feitos por 20 milhões de computadores em 224 países e territórios. A medição foi feita entre janeiro e junho de 2011.

De acordo com o estudo, a Coreia do Sul tem a maior velocidade da internet mundial, com 2.202 kbps. Em segundo lugar estão a Romênia (1.909 kbps) e a Bulgária (1.611 kbps). A velocidade média nos Estados Unidos, que ficou em 26º no ranking mundial, é de 616 kbps.

A Pando Networks divulgou ainda um estudo mostrando a velocidade de conexão por cidades. A amostra de donwloads de cada município é pequena, mas a cidade de Itapema, em Santa Catarina, teve o segundo pior resultado em todo o mundo, com 61 kbps de velocidade média, apenas à frente de Algiers, na Argélia, que teve 56 kpbs, e pior que Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 62 kbps. FONTE: G1

Justiça dos EUA rejeita último recurso em polêmica sentença de morte

Troy Anthony Davis chega ao tribunal para audiência
A Corte Superior do Estado da Geórgia, no sudeste dos Estados Unidos, rejeitou nesta quarta-feira o recurso apresentado pelo condenado à morte Troy Davis, 42, que deve ser executado na noite desta quarta-feira.

O juiz Thomas Wilson rejeitou os recursos apresentados na manhã desta quarta-feira e "agora vamos apelar à Suprema Corte da Geórgia", disse o advogado Brian Kemmer duas horas antes da agendada execução por injeção letal ao homem condenado à morte em 1991 pelo assassinato de um policial.

Davis, cujo caso provocou uma onda de protestos em todo o mundo, apresentou na manhã de hoje dois recursos para evitar sua execução, às 19h locais (20h em Brasília), insistindo sobre sua inocência e nas diversas dúvidas provocadas pelo processo judicial.

Um recurso de habeas corpus e outro para deter a execução foram apresentados na Corte Superior do condado de Butts, na Geórgia, que esta tarde rejeitou as duas medidas.

Após saber da decisão do Comitê de Indultos da Geórgia, que negou seu pedido de clemência, Davis solicitou na terça-feira para ser submetido a um detector de mentiras, o que também foi negado.

O advogado Brian Kammer ressaltou mais cedo que a defesa está em condições de apresentar "provas" segundo as quais o médico legista que realizou a autópsia do corpo do policial morto deu "um falso testemunho" no relatório balístico no qual a justiça se baseou para pronunciar sua sentença.

Na terça-feira, o comitê de indultos da Geórgia havia rejeitado um recurso apresentado pelos advogados do condenado, que já escapou de três execuções graças a diversos recursos judiciais.

No corredor da morte há 20 anos pelo assassinato do policial branco Mark MacPhail, Davis foi condenado à pena capital após um processo repleto de vícios judiciais que apresentaram dúvidas sólidas sobre a inocência do culpado.

Apresentado por seus defensores como o exemplo do negro condenado injustamente, Troy Davis recebeu o apoio de personalidades como o ex-presidente americano Jimmy Carter, o papa Bento 16 e a atriz Susan Sarandon, e centenas de manifestações pedindo o indulto foram realizadas em todo o mundo.

Durante o processo, nove testemunhas do assassinato cometido em 1989 indicaram Troy Davis como o autor do tiro, mas a arma do crime nunca foi encontrada e nenhuma prova digital ou traço de DNA foi revelado. Depois, sete testemunhas se retrataram, mas isso não foi suficiente para convencer a Justiça de rever seu veredicto. FONTE: BOL

Médicos implantam chifres em garoto de cinco anos para remover mancha

Médicos inseriram chifres na cabeça de um garoto de cinco anos para retirar uma grande marca de nascença em sua testa, como mostra o jornal Daily Mail.

George Asman nasceu com uma grande mancha vermelha em sua testa. Com quatro anos o garoto passou por um procedimento cirúrgico para esticar a pele 'normal', para que ela encobrisse e removesse a marca.

Na cirurgia, foram inseridos dois expansores de tecido, que gradualmente inflaram, dando a aparência de serem chifres. Após quatro meses os implantes foram removidos, a pele manchada foi cortada e a nova pele costurada na testa de George, que ficou com uma cicatriz similar a do Harry Potter. FONTE: UOL

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Queda de satélite nesta semana aumenta tensão com lixo espacial

Um satélite desativado do tamanho de um ônibus vai cair em algum lugar da Terra nesta semana, provavelmente entre a quinta e a sexta-feira.

A informação é da Nasa (agência espacial americana), que afirma, porém, que as chances de que alguém seja atingido são mínimas --cerca de 1 em 3.200.


Lançado pela agência espacial americana em 1991, o Uars funcionou até 2005, observando a atmosfera.

Desde então, ele é apenas um entre vários satélites defuntos e outros objetos que sujam a órbita do planeta.

De acordo com a Nasa, há "pelo menos" 20 mil fragmentos com mais de 10 cm nos arredores terrestres.

Nesse "lixão" espacial tem de tudo. Desde satélites inteiros desativados, até peças de foguetes e naves. Também entram na conta câmeras fotográficas e até uma luva "perdidas" por astronautas.

No início do mês, um relatório do Conselho de Pesquisa Nacional dos EUA --entidade privada e sem fins lucrativos que fornece consultoria científica-- afirmou que os detritos espaciais chegaram a um "ponto crítico".

Em junho, o lixo espacial forçou a evacuação da ISS (Estação Espacial Internacional). Os astronautas tiveram que se refugiar na nave Soyuz porque um pedaço de satélite passaria muito próximo. Felizmente, o objeto se desviou e a tripulação pode retornar logo depois.

O bilionário laboratório flutuante, aliás, já foi projetado para resistir ao impacto de pequenos objetos.

Um de grandes proporções, porém, seria desastroso. Por isso, a nave conta com um sistema que permite desviá-la da rota do lixo desgovernado.

Para que isso aconteça, porém, é preciso que o objeto seja detectado com antecedência. Com a quantidade crescente de dejetos, monitorar isso tudo é cada vez mais caro e complicado.

RISCOS
Embora sempre exista a possibilidade de cair na cabeça de alguém, o maior risco mesmo, diz a Nasa, é o de que o lixo se choque com satélites ou naves, prejudicando e muito a nossa vida.

Vagando no espaço, até um fragmento mínimo pode provocar um grande estrago ao colidir com uma nave ou um satélite. Com isso serviços como GPS e transmissões de tevê e internet seriam gravemente prejudicados.

SOLUÇÃO
Apesar de desejável, ainda não é possível fazer uma faxina espacial. Não existe tecnologia para remover todos os fragmentos, especialmente os menores, da órbita terrestre. Os cientistas, porém, continuam tentando.

Entre as alternativas apresentadas, há desde a criação de um sistema de redes gigante, que conseguiria capturar a sujeira, além de sistemas de raios laser que desviariam o lixo de sua rota.  FONTE: FOLHA.COM

Confira testes e tabela de preços de ligações do Skype e do Gmail

Com preços agressivos e uma gigantesca base de usuários, o Google ampliou a função de ligações telefônicas por meio do Gmail, que antes funcionava em inglês nos EUA e no Canadá, para 38 idiomas.


O Skype, por sua vez, lançou um aplicativo otimizado para iPad e atualizou a versão para smartphones equipados com Android.

A gigante das buscas sai na frente quando o assunto é preço, mas o Skype tem mais opções de pagamento e oferece videochamadas entre uma gama maior de dispositivos.

GMAIL
E-mail, backup de arquivos, mensageiro instantâneo com videoconferência, gerenciador de múltiplas contas de correio eletrônico.

O Gmail, que já desempenha todas essas funções e, para muitas pessoas, representa parte essencial da vida virtual, ganhou uma atualização que promete tornar essa relação de dependência mais forte ainda.

O serviço, que já estava disponível em inglês (nos EUA e no Canadá), agora suporta 38 idiomas e realiza chamadas telefônicas para telefones fixos e celulares, nacionais ou internacionais, pelo próprio serviço de e-mail do Google.

O usuário do Gmail pode comprar créditos para as ligações em quatro moedas: euro, libra, dólar americano e dólar canadense.

Nos testes feitos pela Folha foram feitas chamadas locais e interurbanas. A qualidade do som é boa, semelhante à do Skype, embora ele capte mais ruído ambiente e seja um pouco mais baixo, mas nada que comprometa o entendimento da ligação.

A ferramenta é integrada ao bate-papo do Gmail e é bem fácil de usar.

Se em sua conta o serviço estiver disponível (ele está sendo implementado aos poucos), você verá um ícone verde em forma de telefone.

Ao clicar nele, abre-se uma nova janela em formato de teclado numérico de telefone -é preciso instalar um plug-in antes de usar o serviço pela primeira vez. É por essa janela que o usuário vai fazer a ligação, monitorar as chamadas feitas, saber quanto foi gasto em cada uma delas e quantos créditos restam.

SKYPE
Usuários do iPad podem finalmente acessar uma versão do Skype otimizada para o tablet da Apple.

Desde o início da semana passada, o aplicativo oficial do serviço está disponível para download gratuito na loja virtual App Store.

Já era possível usar o Skype no iPad aproveitando o aplicativo lançado para iPhone em 2010. Mas tratava-se da versão otimizada para o celular da Apple -a recém-lançada está mais limpa e aproveita bem o espaço da tela de 9,7 polegadas do iPad.

É importante lembrar que apenas o iPad 2 faz videochamadas; a primeira versão do tablet suporta apenas voz e não tem câmera.

O Skype para iPad permite fazer e receber chamadas de vídeo gratuitamente entre usuários do programa.

A conexão com a internet pode ser via Wi-Fi ou 3G, embora as conversas por Wi-Fi funcionem muito melhor.

O aplicativo realiza chamadas de vídeo em qualidade VGA também para outras plataformas, como Windows, OS X e Android, entre outros.
Também está disponível para download no Android Market uma nova versão do Skype para o sistema.

Com essa atualização, agora é possível realizar e receber chamadas de vídeo no Android 2.2 Froyo, que equipa aparelhos como o Galaxy S II, o Galaxy S e o Galaxy Tab, da Samsung; o Flyer e o Sensation, da HTC; e o Xperia Play e o Mini Pro, da Sony Ericsson.

Os celulares com Android 2.2, no entanto, só podem usar a câmera traseira para chamadas de vídeo. FONTE: FOLHA.COM

Escaneando 2,4 bilhões de olhos, Índia tenta reduzir desigualdade

A migrante Vijaykanti tem suas íris escaneadas para receber um cartão de identidade nacional na Índia
Por toda esta vasta e caótica nação, funcionários estão criando o que será o maior banco de dados de identificação biométrica do mundo, reunindo 1,2 bilhão de indivíduos. Mais radical do que seu tamanho, no entanto, é a sua ambição: reduzir a desigualdade que corrói a ascensão econômica indiana, ao vincular digitalmente cada pessoa do país ao avassalador crescimento nacional.


O programa permitirá que os cidadãos recebam benefícios sociais, abram uma conta bancária ou obtenham um telefone celular em aldeias remotas, algo que ainda é impossível para muita gente hoje em dia.

Há décadas a gigantesca e ineficaz burocracia indiana gasta bilhões de dólares para tentar tirar os pobres da miséria. Mas grande parte do dinheiro é desperdiçada. Agora, usando a mesma tecnologia poderosa que transformou a economia privada do país, o governo indiano criou uma pequena "start-up" para tentar transformar --ou contornar-- a paralisante burocracia legada pelo passado socialista do país.

"O que estamos criando é tão importante quanto uma estrada", disse Nandan Nilekani, bilionário magnata do setor de software, cooptado pelo governo para criar o banco de dados. "É uma estrada que de certa forma liga cada indivíduo ao Estado."

Nesse programa, cada cidadão recebe um RG de 12 dígitos depois de ter as íris e impressões digitais registradas digitalmente. Trata-se de uma solução engenhosa para um problema particularmente complicado.

A maioria dos cidadãos mais pobres da Índia, como os daqui de Kaldari, vive atada a um sistema de identificação baseado nas aldeias, o que torna a migração, crucial para qualquer economia em crescimento, muito mais difícil.

O projeto também pode reduzir a corrupção. Com a transmissão eletrônica de dados e a verificação deles por muitos órgãos governamentais, fica muito mais difícil para funcionários desonestos se apropriarem dos benefícios dirigidos aos cidadãos.

Com o novo sistema, chamado Aadhaar ("Fundação"), qualquer indiano poderá ter sua identidade verificada em oito segundos em qualquer lugar do país, com o auxílio de equipamentos portáteis e baratos, ligados à rede de telefonia celular.

Ele ajudará também na construção de uma verdadeira cidadania, numa sociedade onde a identidade é quase sempre mediada por um grupo --casta, parentesco ou religião. O Aadhaar deve, pela primeira vez, identificar cada indiano como um indivíduo.

Embora seja a segunda economia que mais cresce no mundo, a Índia tem mais de 400 milhões de cidadãos na pobreza. Quase metade das crianças menores de 5 anos está abaixo do peso ideal.

Os custosos sistemas de bem-estar social da Índia são tão ineficientes que há armazéns abarrotados de grãos apodrecendo, apesar dos índices de desnutrição que rivalizam com os da África. Muitos alimentos são desviados para o mercado privado antes de chegarem aos famintos.

Os sistemas atuais são incapazes de conectar as necessidades mais básicas dos cidadãos à ajuda que está disponível. Com a tecnologia, dizem partidários do projeto, as pessoas poderiam interagir com o Estado sem depender das autoridades locais que controlam os serviços governamentais.

"Não é possível melhorar o ser humano", disse Ram Sevak Sharma, diretor-geral do programa de identificação. "Mas pode-se certamente melhorar os sistemas. E os mesmos seres humanos imperfeitos, com um sistema melhor, serão capazes de produzir resultados maiores e melhores."

O governo criou uma instituição híbrida incomum: uma pequena equipe de burocratas da elite, colaborando com veteranos de "start-ups" do Vale do Silício e com as mais respeitadas empresas de tecnologia de Bangalore.

O projeto empregará apenas algumas centenas de pessoas, e companhias privadas irão convocar os cidadãos.

O custo de cada RG é de cerca de US$ 3, e mais de 30 milhões de pessoas já o receberam. O processo é gratuito e voluntário.

Esquerdistas temem que o banco de dados corroa o papel do Estado no auxílio aos pobres. Por enquanto não houve objeção de burocratas, políticos e empresários poderosos e corruptos, mas isso quase certamente irá acontecer quando os empecilhos ao seu "modus operandi" ficarem evidentes.

Nilekani, o responsável pelo projeto, foi cofundador da mais famosa "start-up" indiana. Em 1981, ele reuniu um capital de 10 mil rupias (cerca de US$ 1.100) com seis colegas para criar a Infosys, que hoje vale US$ 30 bilhões e emprega mais de 130 mil pessoas no mundo todo.

Ele deixou a presidência da Infosys para supervisionar a iniciativa. "Eu sou um empreendedor dentro do sistema", explicou. Tal ideia no passado seria simplesmente impensável.

Nilekani, 56, vem de uma época em que quase toda a iniciativa privada na Índia estava sufocada sob a chamada Licença Raj, o antigo sistema que governava a economia fechada da Índia. Isso significava que o empreendedorismo era quase impossível.

Quando o governo decidiu criar o sistema único de identificação, Nilekani soube aproveitar a oportunidade de comandá-lo. Embora com status de ministro, ele ficaria à frente de um órgão público pequeno e aparentemente obscuro.

"Quem não está familiarizado com a tecnologia não entende como isso é grande", disse um funcionário do projeto.

Não surpreende, portanto, que algumas pessoas vejam a ideia de centralizar a identificação dos cidadãos como um pesadelo distópico. Defensores da privacidade receiam que o governo use o programa para rastrear os cidadãos. A Índia não tem leis robustas para a proteção da privacidade. Por isso, o banco de dados foi concebido para conter o mínimo de informações --apenas nome, data de nascimento, sexo e endereço.

Quando alguém for confirmar a identidade de uma pessoa usando o RG, o banco de dados fornecerá apenas uma resposta do tipo sim ou não.

Muitos críticos influentes argumentam que a iniciativa é cara --US$ 326 milhões foram reservados para ela no próximo ano fiscal, e o projeto deve levar uma década para ser concluído-- e desnecessária, porque há formas mais fáceis de combater a corrupção. O Estado de Chhattisgarh, no centro da Índia, reduziu drasticamente o desperdício e as fraudes na distribuição de grãos subsidiados graças a cartões inteligentes.

Mas o projeto recebe um grau de apoio incomum por parte dos altos escalões do governo.

À sombra de um viaduto em Nova Déli, um grupo de sem-teto fazia fila à espera da identificação. O puxador de riquixá Mohammed Jalil não tem conta bancária, o que dificulta qualquer poupança. Gente pobre como ele tem direito a subsídios para alimentação, moradia e saúde, mas ele não tem acesso a nada disso. Jalil espera que o Aadhaar lhe permita abrir uma conta bancária. Ele poderia também obter carteira de motorista e celular.

"Isso vai me dar uma identidade", disse. "Vai mostrar que eu sou um ser humano, que estou vivo, que vivo neste planeta. Vai provar que sou um indiano."  FONTE: NEW YORK TIMES

Metrô de Londres bane cartaz de disco de Lou Reed com Metallica

O metrô de Londres baniu nesta terça (20) pôsteres do disco "Lulu", aguardada parceria entre o cantor Lou Reed e a banda Metallica, informa o semanário "New Musical Express".

Segundo a administração do metrô, o cartaz promocional foi proibido porque seria muito parecido com grafite, estilo de arte urbana.

O pôster mostra um manequim sem braços e com o nome do disco, aparentemente, escrito com sangue.

"Lulu" será lançado no dia 31 de outubro e traz letras do ex-cantor da banda Velvet Underground inspiradas em peças do dramaturgo Frank Wedekind.

Segundo o vocalista do Metallica, James Hetfield, as composições o fizeram chorar. FONTE: FOLHA.COM

"Tropa de Elite 2" é indicado pelo Brasil a vaga no Oscar

O filme "Tropa de Elite 2" será o representante brasileiro na disputa por uma vaga de melhor filme estrangeiro em 2012. A escolha foi anunciada nesta terça-feira no Rio.

O longa foi escolhido por uma comissão composta pela secretária do Audiovisual do MinC, Ana Paula Dourado Santana, o presidente da Associação Brasileira de Cinematografia, Carlos Eduardo Carvalho Pacheco, o ministro do Departamento Cultural do Itamaraty, George Torquato Firmeza, e os representantes da Academia Brasileira de Cinema, Jorge Humberto de Freitas Peregrino, Nelson Hoineff, Roberto Farias e Silvia Maria Sachs Rabello.

Os indicados ao Oscar serão anunciados dia 24 de janeiro e os prêmios serão entregues em 26 de fevereiro no Kodak Theater, em Los Angeles.

"Tropa de Elite 2" disputava a vaga com outros 14 filmes, entre eles estavam "Bruna Surfistinha", "Assalto ao Banco Central", "As Mães de Chico Xavier", "Quebrando o Tabu" e "Trabalhar Cansa".

Dirigido por José Padilha, "Tropa 2" é o filme brasileiro mais visto da história com mais de 10 milhões de espectadores.

O último filme brasileiro a ser indicado na categoria foi "Central do Brasil", em 1999. FONTE: FOLHA.COM

Polícia impede desembarque de nigerianos escondidos em navio

A Polícia Federal (PF) impediu nesta terça-feira (20) o desembarque de nove nigerianos no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. Eles estavam escondidos no leme de um navio turco que saiu da Nigéria em 4 de setembro. O comandante só descobriu a presença dos clandestinos no dia 15. Os nigerianos estão bem e abrigados no próprio navio.


“A lei do Estatuto do Estrangeiro não determina que eu autorize o desembarque e eu não posso colocar a sociedade em risco”, afirmou ao G1 o delegado da PF Jorge Fayad. Segundo Fayad, a vida pregressa dos estrangeiros não é conhecida, eles podem estar infectados com alguma doença contagiosa ou podem provocar transtornos à comunidade de Paranaguá, como de acordo com o delegado, ocorreu em outra situação cujo desembarque foi autorizado.

O delegado lembrou ainda que é recorrente casos de clandestinos que entram no país para trazer drogas ou levar entorpecentes para outras nações.

Multa
A empresa marítima foi multada em R$ 827 e é responsável pelo retorno dos nigerianos. De acordo com Jorge Fayad, quando a tripulação sair do território brasileiro deve levar os clandestinos. “A rigor, se eles entraram no navio, houve uma falta de vigilância, então, eles têm que solucionar este problema”, complementou o delegado.

O navio veio ao Brasil para buscar 47 mil toneladas de farelo de soja. A previsão é a de que o navio deixe Paranaguá no sábado (24). FONTE: G1

Médicos anunciam boicote a planos nesta quarta em 23 estados e DF

Representantes da Comissão Nacional de Saúde Suplementar anunciaram nesta terça-feira (20), em Brasília, que vão paralisar os atendimentos de consultas médicas e cirurgias eletivas de operadoras de planos de saúde em 24 unidades da federação nesta quarta-feira (21).

O atendimento de urgência será feito normalmente, de acordo a comissão, que é formada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), pela Associação Médica Brasileira (AMB) e da Federação Nacional de Médicos (Fenam).

Apenas Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte não aderiram à paralisação.

O atendimento a todos os planos será suspenso em nove estados: Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Tocantins. Nos demais estados, o boicote dos médicos será a apenas alguns planos de saúde.

Enquanto a paralisação vai ocorrer somente na quarta-feira (21) na maioria das unidades da federação, na Bahia, o boicote aos planos vai durar sete dias. Em São Paulo, a paralisação do atendimento começou no dia 1º de setembro em sistema de rodízio entre planos de saúde e vai até o dia 30.

A Comissão Nacional de Saúde Suplementar calcula que há 1.044 operadoras de saúde suplementar em funcionamento do Brasil. Mais de 46 milhões de brasileiros têm planos de saúde no país. Aproximadamente 150 mil dos 347 mil médicos registrados no Conselho Federal de Medicina atendem usuários de planos de saúde.

A principal reivindicação dos médicos é o reajuste no valor pago pelas consultas. De acordo com o presidente da Associação Médica Brasileira, Florentino Cardoso, a média nacional paga pelos planos de saúde aos médicos é de R$ 40 por consulta. Eles querem ao menos R$ 60 por consulta. Segundo ele, o maior valor pago é R$ 80; o menor, R$ 15.

"R$ 40 é menos que um corte de cabelo na Zona Sul do Rio de Janeiro", disse o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, Aloísio Tibiriça Miranda.

Cardoso aponta que a inflação nos últimos dez anos foi de 120%. O reajuste autorizado pela Agência Nacional de Saúde (ANS) aos planos no mesmo período, disse ele, foi de 150%, enquanto os honorários médicos não teriam atingido 50%.

Os médicos alegam que desde o dia 7 de abril, quando foi realizada a primeira paralisação dos planos de saúde, as operadoras foram chamadas a negociar. Algumas delas teriam acolhido a pauta dos médicos, dando resposta positiva aos pleitos apresentados. No entanto,algumas empresas não se manifestaram, evitaram o diálogo ou apresentaram propostas insatisfatórias.Justiça

Em maio, o Ministério da Justiça anunciou medidas para impedir que os médicos vinculados a planos de saúde paralisassem os serviços ou fizessem cobranças adicionais sobre o valor das consultas.

Os médicos conseguiram na Justiça suspender as medidas, mas o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) cassou a liminar que permitia o boicote a planos de saúde. Durante o anúncio da paralisação, os representantes das entidades afirmaram que a ação deste dia 21 tem respaldo legal.

A assessoria do Ministério da Justiça esclareceu que paralisações pontuais ou em forma de rodízio não ferem as medidas anunciadas pelo governo.

Veja a lista dos planos que serão atingidos pela paralisação:

Acre: Unimed, Assefaz, Casf, Caixa Econômica, Cassi, Capesep, Correios, Eletronorte, Embrapa, Fassincra, Geap, Sesi/DR/AC, Plan - Assiste e ConabAlagoas: Smile, Hapvida, Amil e Unimed

Amapá: SulAmérica, Amil e Grupo Unidas (Plan - Assiste, Geap, Fassincra, Eletronorte, Embrapa, Assefaz, Cassi, Capesaúde, Caixa Econômica, Correios, Embratel)

Bahia: Amil, Medial, Hapvida, Norclínicas/Intermédica, Life Empresarial, Geap, Cassi, Petrobras, Golden Cross e Promédica

Distrito Federal: Amil, Bradesco, Golden Cross e SulAmérica

Ceará: todas as operadoras

Espírito Santo: todas as operadoras

Goiás: Imas, Geap, Golden Cross, Itaú, Mediservice e SulAmérica

Maranhão: todas as operadoras

Mato Grosso: todas as operadoras

Mato Grosso do Sul: todas as operadoras

Minas Gerais: todas as operadoras

Pará: Hapvida, Grupo Lider, Cassi, Ipamb, Iasep, Geap e hospitais militares (Polícia Militar, Naval e Exército)

Paraíba: Geap, Amil, Smile, Hapvida, Norclínica, SulAmáerica e Saúde Excelsior

Paraná: todas as operadoras

Pernambuco: Samaritano Viva, Ideal Saúde, Golden Cross, Real Saúde, América Saúde, Hapvida/Santa Clara

Piauí: Capesaúde, Cassi, Correios Saúde, Geap, Saúde Caixa e Uniplam

Rio de Janeiro: todas as operadoras

Rio Grande do Sul: Afivesc, Assefaz, Bacen, Bradesco, Cabergs, Caixa, Canoasprev/Fassem, Capesesp, Casembra, Casf, Cassi, Centro Clínico Gaúcho, Conab, Doctor Clin, ECT, Eletrosul/Elos, Embratel, Fassincra, Geap, Golden Cross, Infraero, IRB, Petrobras, Petrobras Distribuidora, Plan Assist, Proasa, Pró-Salute, Sameisa, Serpro, Sesef, SulAmérica, Unafisco, Usiminas e Wal-Mart.

Rondônia: Unimed, Ameron, SulAmérica e Bradesco

Santa Catarina: todas as operadoras que atuam no estado, exceto Assefaz, Saúde Caixa, Capesesp, Cassi, Celos, Correios Saúde, Conab, Eletrosul, Embratel, Elos Saúde, Fassincra, Cooperativas Médicas e Funservir

São Paulo: Ameplan, Golden Cross, Green Line, Intermédica, Notre Dame, Prosaúde, Blue Life, Dix Amico, Medial, Geap e Volkswagen

Sergipe: operadoras que atuam no estado, exceto Assec/Cehop, Assefaz, Cagipe, Camed, Capesep, Casec, Casembrapa, Casse, Cassi, Cassind, ECT, Embratel, Fachesf, Fassincra, Pasa, Petrobras, Petrobras Distribuidora, Plan Assiste, Proasa, Saúde Caixa e Sesef

Tocantins: todas as operadoras
FONTE: G1